FORO DE SÃO PAULO DECRETOU NOVOS GENERAIS NA VENEZUELA SÃO CUBANOS NAS FORÇAS ARMADAS VENEZUELANAS E ELES PODERÃO FICAR NO COMANDO DAS FORÇAS ARMADAS DO BRASIL

GAZETA  CENTRAL R IRBING INTERNACIONAL

Lista de oficiais do “Exército Cubano de Ocupação” (CEO) na Venezuela, seu armamento, localização e missão repressiva


Como vemos, na Venezuela se joga a sorte de toda a Ibero-América. Como dizem os valentes manifestantes desse país, a coisa é “Agora ou nunca!”, porque a cada dia que passa será mais difícil deter este sinistro plano do comunismo para dominar nosso continente.


Introdução:

Chegou-me de um fonte que merece toda a minha confiança, este informe aterrador sobre as forças e o pessoal superior com que o Comando do “Exército Cubano de Ocupação” (CEO) conta na Venezuela. Sua missão é manter o controle total do país, do Exército venezuelano e o esmagamento de qualquer tentativa de mudança política, tudo isso mediante a colaboração dos traidores venezuelanos do “chavismo”.

Estão em permanente contato com o Serviço de Inteligência de Havana, com armamento poderoso, comunicações diretas e em clave, e com aeroporto próprio para a entrada e saída de tropas. Os oficiais superiores cubanos receberam graus do Exército venezuelano. Eles têm unidades próprias de repressão urbana que se mobilizam em poderosas motocicletas e contam até com bases de lançamento de mísseis com alcance de até 2.500 kms. operadas por pessoal iraniano.


Como se poderá ver, o CEO está estrategicamente situado em distintos pontos do território venezuelano. Para conhecer sua localização, convém ler o informe com um mapa da Venezuela à vista.

Quer dizer, o poder na Venezuela, por mais que Maduro finja ser o manda-chuva, está nas mãos do castrismo comunista e se exerce desde Cuba. Vale dizer que esse exército de ocupação não sente o menor carinho pelo país que domina, carece de patriotismo venezuelano e de solidariedade com os habitantes do país irmão, de maneira que não tem nenhum inconveniente em derramar todo sangue venezuelano que lhes pareça necessário.

Este é o futuro que nos espera também aos argentinos. Na Bolívia há uma situação semelhante, só que dessa só tenho vagas notícias. É possível que seja assim, posto que há poucos meses Morales teve que enfrentar uma rebelião geral dos bolivianos e, dada a proximidade com nosso país e o interesse indubitável que o comunismo tem em não permitir que a poderosa influência que conseguiu na política aqui, se perca. Chegado o caso, e em vista da destruição sistemática de nossas FFAA realizada pelo kirchnerismo nestes onze anos que estão no poder, uma invasão de forças cubanas especiais desde a Bolívia não pode ser descartada. Em Jujuy estão as forças irregulares de Milagro Sala para facilitar-lhes a passagem.

Como vemos, na Venezuela se joga a sorte de toda a Ibero-América. Como dizem os valentes manifestantes desse país, a coisa é “Agora ou nunca!”, porque cada dia que passa será mais difícil deter este sinistro plano do comunismo para dominar nosso continente.

É preciso rezar pelos heróicos venezuelanos, pedir à Padroeira da Venezuela, Nossa Senhora de Coromoto, que ajude a seus filhos. E todos os argentinos devemos nos interessar vivamente pelo drama que estão vivendo e apoiá-los por todos os nossos meios para que consigam se livrar do jugo maldito com o qual tentam dominá-los.

*****

Lista dos generais, chefes de operações e comando de tropas cubanas na Venezuela:

ANDOLLO VALDEZ, o general cubano que deve esmagar rebeliões... na Venezuela. Desde 27.12.12, “Operação Bastião”: para isso conta com 4.500 soldados cubanos que chegaram em janeiro de 2012. Leonardo Andollo Valdez - Cubavisión.

JORGE ROJAS RIERA (@Jrr473), estrutura organizacional e de comando do Exército de Ocupação Cubano (ECO) na Venezuela.

Contingente: 

Oficiais: 

2 Generais-de-Brigada, (1 no Fuerte Tiuna, outro em Barquisimeto), 4 Coronéis, 8 Tenentes-Coronéis e 6 Capitães-de-Fragata e 25 oficiais subalternos.

Com a Sala Situacional independente instalada no Fuerte Tiuna (Serviço de Remonta) e conectada em WF encriptado por cabo com o Centro de Operações de Comando de Valle Picadura em Havana, sob o comando, desde Havana, do General-de-Divisão Leonardo Andollo Valdez. (Atualmente na Venezuela desde março). Viaja à Venezuela a cada 15 dias para realizar reuniões de Estado-Maior para afinamento de operações. Estas tropas entram na Venezuela e saem para Cuba para suas substituições constantemente, por uma pista de aterrissagem situada em Apure, e pela Rampa (Base aérea) 2 do aeroporto de Maracaibo.

Número dos contingentes: 4.500 homens de Infantaria organizados em 8 batalhões de 500 efetivos, mais um batalhão estacionado em Fuerte Tiuna. Chegados à Venezuela a partir de janeiro de 2012. Estes novos contingentes substituíram os anteriores que começaram a chegar em janeiro e agosto de 2011.

Generais na Chefatura do Estado-Maior:

Chefe: General-de-Divisão Leonardo Andollo Valdez, 60 anos, quando tenente esteve em Angola, segundo chefe do Estado-Maior das FARC em Cuba, coordenador do “Movimento Bolivariano” e Vice-diretor do Partido Comunista de Cuba. Dirige na Venezuela a “Operação Bastião”, que é o nome do Plano que os batalhões cubanos estacionados na Venezuela realizariam em caso de uma “emergência” ante mudanças políticas em 7 de outubro.

Chefe de Operações do Estado-Maior: 

General-de-Brigada Herminio Hernández Rodríguez, comissário político, assessor da Sala Situacional de Miraflores. Expert em operações urbanas, em manejo de situações em crise. Assessor do CEO e com sede na JEM (Chefatura do Estado-Maior, por suas siglas em espanhol) da II Divisão no Fuerte Tiuna. Maneja a Ordem de Operações para enfrentar (inclusive emprego das Milícias) situações de desordem civil em 11 cidades do país, sufocar o 7 de outubro e posterior ao 7-O, ou em qualquer situação que se desencadeie.

ALEJANDRO RONDA MARRERO “O GENERAL DOS ESPINHOS DUROS”

Chefe do G2 do EMO (Estado-Maior Operacional):

General-de-Brigada Alejandro Ronda Marrero

Este general (reporta diretamente o que lhe interessa ao Major-General Hugo Carvajal, atualmente a máxima autoridade da Inteligência nacional, com o cargo de Super Vice-Ministro para a investigação penal). Ronda é subalterno do Comandante Ramiro Valdez Menéndez em Cuba que, por sua vez, o segundo chefe da Inteligência Cubana das FARC.

Ronda Marrero, sob a chefatura do Major-General Hugo Carvajal Barrios, que se reporta diretamente ao Presidente da República, coordena, assessora e dirige desde a DIM (Divisão de Inteligência Militar)-Boleíta na Divisão Telemática, em coordenação com o SEBIN-DIE, todas as operações de inteligência e contra-inteligência militar e civil (Comando de campanha de Capriles e partidos políticos, e de militares em serviço ativo com comando de tropas, de oficiais superiores). Dirige pessoal de oficiais cubanos, iranianos e chineses. Opera desde a JEM da II divisão do Exército do Fuerte Tiuna. Tem ingerência nas Sala Situacional de Miraflores e do Exército.

OFICIAIS ESTACIONADOS NA VENEZUELA EXERCENDO O COMANDO DE TROPAS CUBANAS, que dependem diretamente do General-de-Divisão Julio Cesar Gandarilla, atual Chefe da CIM-Militar em Cuba (contra-inteligência cubana):

1. Ramiro Méndez Olayeta, 59 anos (Moscou) Infantaria do Exército (IE)

2. Eusebio Serrat Lennis (Moscou) Missilístico, IE

Coronéis: 

1. Rodrigo Hernández Maite

2. Rufino Zabeleta Corvino

3. Jaime Freitas Sambrano

4. Simón Guillermo Sénior

Tenentes-Coronéis:

1. Luis José Fernández Fernández

2. Armando García Rotondaro

3. Hermagoras Ruiz

4. Braulio Menéndez

5. Luis Carlos Castro Guiño

6. Federico Trompis

Capitão-de-Fragata: 

1. Federico Corsi Contra-Almirante de Infantaria da Marinha

2. Norberto Arango 

3. Luis Gerardo Vera Gonzáles

4. José Dionisio Bilbao Menéndez

25 Oficiais Subalternos de Infantaria e Inteligência

São oficiais experts em inteligência, contra-inteligência, sabotagem, contra-sabotagem, que são dirigidos pelo almirante Julio Cesar Gandarilla que se reportam a ele diretamente via cabo, mediante sistema encriptado. Gandarilla é o máximo Chefe da Contra-Inteligência Militar Cubana em Valle Picadura. Fazem inteligência e contra-inteligência dentro das regiões militares (Brigadas e Divisões, Batalhões e o Exército Venezuelano em geral). 

Portam identidade especial da DCIM (Divisão de Contra-Inteligência Militar, subscritas pelo general diretor da DCIM, F. Figueroa Chacín) venezuelana e armamento autorizado com porte de arma especial emitido pelo DARFA. Portam pistolas Carella 9 mm e mini USIS, assim como movem-se em motos de fabricação italiana, cor negra, inscritas na DIM.

Esses agentes móveis especiais cubanos têm 12 pontos de concentração em Caracas, sempre localizados em estações de saída e entrada do Metrô. Dois importantes no Leste: no metrô Los Dos Caminos e Unicentro El Marqués, dois no Oeste: Parque del Oeste e Capitolio e três no sudoeste: a Bandera-Roosevelt, UCV e o Valle. Também contactam e coordenam via TELF. Celulares com os 70 postos de comando localizados nas urbanizações das zonas residenciais altas de Caracas (Plano Guaraira Repano), e com os grupos de operações situados nos quatro Comandos de forças anárquicas enquadradas dentro do Plano Guaraira Repano.

Armas que portam e detém as tropas cubanas: 

AK-A 103 e AK-109 equivalente ao FAB de fabricação belga.

Lança-foguetes Tropv R1Vde 50 mm.

Obuses Kalisnef-120 contra carros.

Morteiros lança-granadas tipo Katiuska M30 Kamarakov.

Ônibus de fabricação chinesa, marca Gel com capacidade para 60 pessoas. Sistema de comunicações independentes entre comandos. Encripta dados via WF.

INTENDÊNCIA: 

Uniformes tipo “patriota” venezuelano, com insígnias e graus militares venezuelanos.

LOCALIZAÇÃO: 

Geo-estrategicamente localizados, (móveis), de maneira tal que podem mover-se e cortar avanço de unidades terrestres do Exército da Venezuela para Caracas:

Agua Viva, Barinas, Morón-Coro, Barquisimeto, Elorza, Puerto Cabello, El Tigre-Pariaguan, La Encrucijada-Maracay.

A base iraniana que está localizada em Zuata, município Monagas do estado Anzoátegui, é operada por pessoal iraniano. Engenheiros aeronáuticos têm em seus silos, já em condições operacionais, mísseis com alcance de 1.480 km do tipo Sheralabs 3, e três com alcance de 2.500 km tipo Alghadv-110.

Nestes momentos instalam-se igualmente em Paranaguá, do mesmo alcance, 6 novos mísseis tipo Alghadv-110 com um alcance de 2.800 km.

GAZETA CENTRAL ALERTA E AVISA BRASILEIROS ACORDEM GUARIMBA LIBERTARIA

CONHEÇA A INFLAÇÃO ESTRUTURAL DE DILMA


Contexto inflacionário

Primeiramente, devemos analisar o real significado deste termo que é tão utilizado e supostamente conhecido. Tecnicamente podemos definir inflação como sendo "Uma taxa de variação relativa dos preços". Dentro deste contexto surge o termo indexação de uma determinada economia como forma de eliminar o efeito inflacionário do contexto econômico.


Tipos de Inflação

Existem basicamente em uma economia, três tipos distintos de inflação. Na verdade, geralmente, um desses três tipos é mais preponderante em uma determinada economia, entretanto, dificilmente existirá somente um tipo de inflação na economia. Os tipos de inflação também mantém uma certa relação com a estrutura de mercado (oligopolista, monopolista, monopsonista, etc.) onde esteja ocorrendo. Os tipos de inflação se classificam portanto em:



INFLAÇÃO DE DEMANDA

A inflação de demanda é acarretada basicamente por uma certa defasagem entre a quantidade ofertada e a quantidade demandada, sendo esta última bem maior do que a primeira, causando dessa forma uma pressão nos preços em função de um certo patamar de demanda reprimida. Dentro deste contexto a inflação da moeda estreitamente relacionada com a inflação de demanda, pois quando o governo pratica a emissão de moeda (aumentando a base monetária) cria na população, a curto prazo, a idéia do aumento do poder aquisitivo.

Esse aumento entretanto é bastante ilusório pois a própria moeda quando chega na economia, já está com valor menor do que aquele que esta deveria representar. No entanto essa "riqueza" inesperada poderá efetivamente pressionar determinados segmentos de mercado que apresentam baixa elasticidade (baixa capacidade de absorver variações na demanda sem repassá-las para os preços dos produtos).

Um outro efeito também negativo associado à essa questão de elasticidade, se refere ao fato do empresário não ter capacidade de repassar para o produto um certo aumento de custo (impostos por exemplo) pois o seu segmento de mercado se apresenta extremamente inelástico. Neste caso a tendência no sentido de uma falência, infelizmente, é bastante forte.



INFLAÇÃO DE CUSTOS

Este tipo de inflação se caracteriza basicamente por uma majoração exógena de determinados componentes do produto, tais como matéria prima, salários, impostos, combustível, etc. Nestes casos o comportamento da demanda não é um fator muito determinante do preço final das mercadorias.

Geralmente a inflação de custos está bastante associada a estruturas de mercado oligopolizadas onde a disputa por segmentos de mercado não é feita através dos preços. Com uma significativa elevação dos custos de produção, os preços finais da mercadoria, consequentemente ficarão fixados num patamar mais elevado, independentemente do nível de demanda no segmento de mercado.

Um ótimo exemplo deste tipo de inflação pode ser verificado no setor automobilístico, que é fortemente oligopolizado (formado por cartéis). Neste setor mesmo em períodos nos quais as vendas baixem significativamente, os preços não seguirão essa tendência.

O que muitas empresas ou particularmente revendedoras fazem para sobreviver durante determinadas crises é promover certas ofertas ou promoções, entretanto sem baixar os preços, que são conseqüência direta dos custos de fabricação, montagem, distribuição e comercialização. Obviamente, mesmo neste tipo de mercado oligopolizado, a questão da elasticidade deve ser considerada. Todo empresário trabalha com uma certa margem de lucro ou como também é denominada "mark-up". Esta margem de lucro pode representar nesses momentos de esfriamento do mercado uma importante "arma estratégica" para se manter no mercado.

Dessa forma a elasticidade do empresário em absorver a crise em seu setor está bastante associada à sua capacidade de reduzir sua margem de lucro sem comprometer sua sobrevivênncia empresarial. Tanto a determinação do percentual da margem de lucro como o quanto e quando reduzir, não devem ser arbitrados empiricamente.



INFLAÇÃO ESTRUTURAL

A inflação estrutural está estreitamente relacionada com a ineficiência de serviços fornecidos pela infra-estrutura de uma determinada economia. Essa ineficiência, obviamente eleva desnecessariamente os custos dos serviços prestados pelo governo, acarretando dessa maneira uma majoração dos custos de produção e em seguida o aumento dos preços das mercadorias no mercado.

Fica claro perceber que se as estradas de um determinado país estão em péssimo estado de conservação, consequentemente os custos de transporte e distribuição ficarão mais elevados. Se os portos são ineficientes, as exportações acabarão ficando mais caras e o produto ficará pouco competitivo no mercado internacional.

Assim como esses exemplos, uma série de outros podem ser dados como forma de explicar, embora não justificar, de que forma a infra-estrutura de uma economia ou mesmo de um segmento de mercado poderá influenciar o nível de inflação e a estrutura de preços das atividades desse setor. Geralmente em economias em desenvolvimento como é o caso do Brasil, onde o processo tecnológico ainda é dependente e muitas vezes obsoleto, isso evidentemente provoca elevação nos custos de produção, distribuição, comercialização, com conseqüência direta para a formação dos preços de mercado nas diversas instâncias do comércio.

Obs: A inflação inercial não é mais um tipo de inflação e sim uma certa conseqüência "natural" de todo processo inflacionário. Esta inércia inflacionária pode ser entendida como se fosse um efeito de manutenção da taxa inflacionária. Entre todos os agentes de determinado segmento de mercado ou até mesmo da economia como um todo existe um efeito psicológico tendendo ao repasse das expectativas de inflação do momento para os preços de seu produtos. Isso provoca a manutenção da taxa de inflação em um determinado patamar ou até mesmo um crescimento acentuado tendendo para a hiperinflação.


ECONOMISTA FAZ ALERTA GRAVÍSSIMO A NAÇÃO BRASILEIRA

ENQUANTO DORMIMOS O FÓRUM DE SÃO PAULO NÃO DESCANSA EM SUA ÂNSIA DE COMMUNIZE DO HEMISFÉRIO RESOLUÇÃO NUMERO 60 DO 3. CONGRESSO POLO COLOMBIA AS ELEIÇÕES SÃO UMA FARSA




Resolução do 3º Congresso da alternativa democrática Polo, Colômbia
RESOLUÇÃO N °. 060 10 de novembro de 2012

O terceiro Congresso Nacional da alternativa democrática Polo (na foto: Clara López Obregón, presidente da Colômbia democrática, fórum membro do Foro de São Paulo), conheceu em Bogotá, nos dias 9 e 10 de outubro,


CONSIDERANDO QUE:
1 Colômbia sofre de um conflito armado de 50 cinquenta anos, fazendo com que sua população morta, ódio, dor, quebrado casas e danos à infra-estrutura econômica.
2. os guerrilheiros das FARC e o governo acordaram um novo esforço para acabar com o confronto armado e construir um processo para alcançar a paz.
3. nosso partido definiu que a saída já secular desigualdade social e a perda da soberania da nação será alcançada apenas com as mudanças estruturais que devem ser conquistadas através da mobilização social, a luta política protesto cívica e eleitoral. Não há nenhuma razão para a luta armada ou pedir para os temas centrais da questão ser resolvida na mesa de negociação que bedevils o país.
4. a paz se torna uma das mais urgentes aspirações de diferentes setores sociais na Colômbia, colocando o centro a necessidade de participação da sociedade e suas organizações nas decisões políticas sobre este assunto.
5 lá são setores do movimento de guerrilha que não estejam relacionadas nas negociações, como é o caso do exército de libertação nacional, ELN.
RESOLVE

REPAREM  GOVERNO  SANTOS 

1 ratificar nossa decisão de inabalável reivindicação a saída negociada do conflito armado colombiano e, portanto, saudar as negociações em curso entre as FARC e o governo do Presidente Santos e participar de mobilizações e reivindicações da Sociedade Civil, a cessação do conflito.
2 chamar as partes para cumprir a missão que têm sido propostas e evitar nova frustração nas esperanças de paz de colombianos. Chamamos de permanecer no diálogo para chegar a um acordo.
3 partes e, fundamentalmente, o estado, devem garantir o desarmamento dos grupos paramilitares, que os acordos dar as garantias necessárias para avançar com a luta política e o direito civil defender e promover as suas propostas de programa.
4 assegurar as vítimas da justiça, reparação e não repetição, começando com a aceitação dos atos armados que eram contra a humanidade como elemento principal para a reconciliação e o perdão.
5 criar cenários e mecanismos para os diversos setores da sociedade contribuem para a busca da solução política e a construção de uma paz estável e duradoura.
6. reivindicar uma mesa de diálogo com o ELN, para também pôr fim ao confronto com a guerrilha.
7 exigir garantias para a oposição política e mobilizações sociais em defesa dos direitos dos colombianos e de paz.
CLARA LÓPEZ OBREGÓN GUSTAVO TRIANA SUAREZ
Presidente secretário-geral "

ALERTA PT, FOI CRIADO PELO FIDEL CASTRO, PSUDV, FOI CRIADO POR FIDEL CASTRO,


Naquela reunião, planos de expresso de Fidel Castro com os soviéticos, Raúl, Guevara e Núñez Jiménez os conhecia. Planos para impor o comunismo em Cuba, Venezuela e  Brasil tinham que permanecer em segredo. (Alekseev a Moscou, 8 de março de 1960). La Coubre explodiu, causando dezenas de mortos (foto), e Fidel Castro acusou os Estados Unidos de ser responsável pela explosão.


Alekseev disse a seus superiores que a explosão, radicalizaba o processo. Castro exigiria que óleo de refinarias americanas refinas recebido da URSS e recusando-se a eles ante aproveitando-se das circunstâncias também apreender as usinas e empresas cubanas. E assim aconteceu. Braços começaram a chegar em Cuba, em grande escala, principalmente pelo Nipe Bay, no leste.



Citemos um caso. Sem dúvida, Fidel Castro, em todos os seus discursos e aparências projetou sua imagem como um grande revolucionário, nacionalista, líder de um governo revolucionário que defendeu-até a morte - sua soberania contra todos os governos do mundo. Um Fidel Castro incorruptível, independente, incapaz de aceitar presentes ou ordens do exterior. Acusado não aceitou esses outra ditadura nem esquerda, nem direita, worms, mercenários e sujeitos a pagar para o "imperialismo", "miserável brigou no estrangeiro" e "traidores da pátria". Tão bem.

Em março de 1960, o Comité Central do Partido Comunista da União Soviética, colocado com Fidel Castro na lista de líderes que colaboraram na expansão do comunismo e recebendo ajuda financeira do pessoal. Alekseev informou a decisão de Fidel Castro e relatou a Moscou que Fidel "foi visivelmente emocionado". Em junho de 1960, Alekseev deu $385,00 dólares em dinheiro, mas depois ele pagou US $8.000,00 dólares, em dinheiro e na presença de Che Guevara que disse "o Kremlin é sábio, sabia exatamente como ajudá-lo" (Alekseev Center em Moscou, 8 de junho de 1960, arquivo 78825, p. 299, SVR.).Alekseev dele dizendo que continuaria recebendo "emolumentos" em dinheiro de Moscou.

Para saber, nenhum presidente da República, desde 1902, recebeu um salário dos Estados Unidos, nem emolumentos especiais pela direção de seu governo. Eu revi os arquivos nacionais em Washington e, portanto, consiste em: em um país onde todos, mais cedo ou mais tarde, é conhecido. O líder máximo, aceitado, "visivelmente emocionado" tornar-se um funcionário a pagar de um governo estrangeiro.Ele qja tinha planos de  comandar a VENEZUELA E  O BRASIL,  com os esquerditas, no caso  do BRASIL  LULA E  DILMA, esse  projeto  os AMERICANOS  ja  sabiam.

Fidel Castro nunca poderia imaginar que tais documentos - e muitos mais - chegaria às mãos do exílio. Tudo bem protegido porque Fidel Castro não era o único mercenário, ou o único anticubano sob as ordens do imperialismo soviético. Nomes que aparecem nos documentos de arquivo de Mitrokin famosos e que são mantidos para um futuro processo judicial contra os traidores.

Costinha comercial censurado

CDTE.DA KGB ABRE O JOGO VASILI MITROKIN E FALA DOS FIDEL CASTROS


Em 1992, depois de trabalhar durante trinta anos nos arquivos da KGB, Cdte. Vasili Mitrokin 


 se ofereceu para o serviço de inteligência da Inglaterra centenas de documentos secretos entre as operações da inteligência soviética em troca de asilo para si e sua família na Inglaterra. A documentação é conhecida como o "arquivo Mitrokin" de um valor extraordinário para as agências de inteligência em todo o mundo.

Mitrokin e especialista em operações da KGB, Christopher Andrew publicou o livro "a espada e o escudo" que forneceu dados sobre os processos "revolucionários" em Cuba citando relatórios oficiais da KGB para o Comité Central do Partido Comunista da União Soviética e outros dirigido a Nikita Kruschev. E, finalmente, em 1997, publicaram o livro "Um inferno de um Gamble" cujos autores eram Aleksandr Fursenko e Timothy Naftali com uma riqueza de dados até então desconhecidas. Fontes citadas, escolhemos algumas informações.

Em 1958, representantes das exportações da empresa, Polini, SA, com base em San José, Costa Rica visitaram a Embaixada da Tchecoslováquia no México, solicitando que eles enviam um carregamento de "rifles, morteiros e munição para o destacamento de rebelde de Fidel Castro". Praga pediu instruções ao Kremlin e Moscou foi notificado para tchecos que aprovados específicos de Moscou "a intenção dos nossos amigos checos ajuda o movimento de libertação em Cuba" que "devem ser exibido em qualquer documento escrito a que se destinam as armas para os cubanos". Carregamento não poderia incluir armas de fabrico soviético e que só poderia enviar armas da segunda guerra mundial, alemão ou checo. (Arquivo arquivo 871 com memorando assinado pelo Snagkov, KGB, fólio 3 lista 65, protocolo 198 ao Comité Central, arquivo do Presidente da Federação Russa). Já, em 1958, antes do colapso do regime de Batista, a União Soviética tinha que enviar a Fidel Castro e munições.

Vapor La Coubre, provenientes da Bélgica, chegaram ao porto de Havana em 4 de março de 1960 cheio de armas e explosivos. Nós demos instruções para ancoragem na primavera regular e não, conforme exigido pela regulamentação, embora na Baía pelo conteúdo do navio. Durante semanas, Fidel Castro visitou Aleksandr Alekseev, KGB, principal assessor do ditador e posteriormente embaixador da URSS, em Cuba, para que Moscovo agilizar o transporte de armas de todos os tipos para a defesa do regime. Alekseev relatou a Moscou no dia antes da explosão de La Coubre Ernesto Guevara tinha visitado ele para perguntar-lhe se a URSS estava pronta para dar "assistência nos braços em caso de circunstâncias extremas". Alekseev foi convidado para almoçar com Castro e Fidel feita a mesma pergunta. Para evitar sabotagem planejada pelos Estados Unidos, Castro pediu Alekseev "enviar um telegrama para Khrushchev... tipo enviar armas aos submarinos." Castro disse que sabotagem dos americanos considerada-se inevitável e necessário para receber armas, munições e aviões MiG-17.

NICOLAS MADURO NÃO TRANSMITE LIDERANÇA AFIRMA EL MONJE


Amadurecer enquanto muito começou a mover suas peças e um dos primeiros defenestrada tem sido o radical Jorge Giordani
, apelidado de "El Monje" um dos mais famosos de chavistas o histórico e que é considerado um Rasputin, que tem jogado muito habilmente sem antagonizar a nenhuma das facções, mas que agora parece ter sido derrubado pela facção de KarolAgora que publicou uma longa carta aberta a amadurecer após sua Defenestração, consistindo de 25 páginas em fortemente le de ataques com palavras como estas:

 "É doloroso e alarmante ver uma Presidência que não transmitir a liderança, e que parece querer afirmar isto em repetição, sem a adequada consistência das abordagens como Comandante Chávez fez"...E ele acusa-lo, além de ser um incapaz e um improvisado na frente do governo, bem como desperdício e desperdiçando os recursos do estado.

Enquanto é verdade que a desagregação da unidade "chavista" pode ser um bom sinal, é importante enfatizar o perigo que corre a forte oposição de ser preso por um fato que teria nada a ver e a ameaça que Diosdado Cabello asa foram feitas com poder absoluto; e o mais importante: Lembre-se que Diosdado Cabello e seu grupo não teria que dar algum golpe, desde que constitucionalmente é a substituição de constitucional do próprio cabelo para amadurecer

INTELIGÊNCIA CUBANA DESCOBRIU O PLANO DE ASSASSINAR NICOLAS MADURO E DISSERAM QUE VEIO DE DENTRO DO PARTIDO PSUV


Inteligência cubana fazendo suas  chamadas  investigações acabaram de descobrir que  o perigo vinha  de dentro  do partido PSUV, um dos lideres acusou  o  DIOSDADO  CABELLO, de ter armado esquema para  ASSASSINAR  NICOLAS MADURO, há poucos dias os comandantes de tal inteligência na Venezuela fizeram uma reunião com o cabelo e alguns dos seus principais aliados e tentaram dissuadir explicando na Venezuela pode ser repetida história de Granada, quando a guerra entre facções comunistas - o Vice-Primeiro-Ministro Bernard Coard feita para assassinar o primeiro ministro Maurice Bishopem outubro de 1983 - ele terminou com o projeto socialista nesse país do Caribe, advertindo-os muito a sério, que poderia ser carregados com a culpa do fim da experiência socialista na Venezuela.




Não foi capaz de saber o que tem sido a atitude assumida pelo cabellistas antes dos avisos e 'dicas' inteligência de Castro, mas é possível que o plano é colocado em repouso, para ver como é o panorama quando você concluir o próximo Congresso que reestruturará o PSUV (Partido Unido Venezuela do socialista)."

CRISE NA VENEZUELA NOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO DIOSDADO TERIA PLANOS PARA ASSASSINAR NICOLAS MADURO, COM FINALIDADE DE ACABAR COM A OPOSIÇÃO DE VEZ

A  GAZETA CENTRALE IRBING INTERNACIONAL
centralgazeta@ig.com.br FONTE  NOIVO ACCION 


DENUNCIA 

ATENÇÃO !  CONFIRMADO ! EXISTE  UM PLANO DE  ASSASSINAR  NICOLAS  MADURO , AINDA ESTE  ANO,  FONTES  PASSARAM AGORA  ESSA  INFORMAÇÃO! E  A  DENUNCIA  A PONTA  DIOSDADO  PRESIDENTE DA  ASSEMBLEIA  NACIONAL DA VENEZUELA  COMO  AUTOR, COM FINALIDADE DE  ANIQUILAR  MARIA  CORINA  MACHADO, LEPOLDO  LOPES  E  CAPRILLES.


O  PLANO  PARTIRIA  DO  DIOSDADO CABELLO

Sério e fontes de crédito todo a que tivemos acesso, informamos que militares e funcionários relacionados com Diosdado Cabello Chávez, ter sido pesando muito a sério quando a eliminação física do Nicolás Maduro para tentar resolver a crise e o vácuo de poder causado pela incapacidade do Presidente intitulado da Venezuela.


De acordo com essas fontes com a eliminação física do Maduro, matam dois coelhos com uma cajadada, uma vez que a culpa poderia ser atribuída aos líderes de oposição que não estão dispostos a negociar com o setor de "Cabellista", que iria ser preso por assassinato, desde que, em última análise, que carregam a culpa pelo crime; e ao mesmo tempo, setores relacionados Melina e a ala militar, descabezarían para a ala de madurista, que, segundo fontes, a culpa pela crise atual, que afetam o partido no poder e, em seguida, o cabellistas tentaria uma reaproximação com o setor de lama que está disposto a chegar a um acordo. Para isso eles teriam membros de lama, de chavism, tais como Henry Falcón e outros, mas isso não significa que esses setores da lama, não sabe nada sobre o plano de pessoas de cabelo.

  

EXCLUSIVO GAZETACENTRAL EIRBING INTERNACIONAL ENTREVISTA COM Gabriel Puerta Aponte: "Chávez traiu o espírito do F-4"



"Bem, isso foi um movimento traído. A idéia era estabelecer uma democracia de verdade, amplitude, terminando as cúpulas e os gomos, bem, agora temos um dedocracia que quer se perpetuar no poder (...), então eu diria que um equilíbrio entre a 4F que derrama, por parte da coroa, usufrutuário e que tira proveito desse movimento como pessoa e líder quem é Hugo Chávez Frías", é uma grande traição, porque em última análise, é um movimento que falhou o país", disse.


Aqui ele diz que muitas das figuras que participaram na manobra política civil e militar, hoje estão longe da atual revolução que surge na sequência da tentativa.

Para a pergunta você acredita que a 4F alegou o nascimento da nova democracia na Venezuela?, líder BR responde com outra pergunta: "aqui nós temos uma democracia de participação?, é verdade que?".

Ele explica que o poder popular nasce sob a concepção de autonomia semelhante a qualquer outro poder, enquanto se é subordinado pode não considerar-se como tal. "Você pode ser parte de uma instância ou o poder, mas não é poder."

Bem, ela esta exemplificado com os conselhos comunais que são dependente do estado, traduzindo a organização social por completo, projeto de Chavez, foi concebido para ser sujeitos o poder central.

"Que não é de popular, é uma maneira de manipular e excluir as intermediações que existem na sociedade, chamada de partidos políticos, guildas, sindicatos, conselhos de freguesia, conselhos, municípios e províncias." (Chávez) estabelece uma relação direta, mas o link direto não torná-lo mais livre e mais democrático, o que faz é mais adequado para o senhor da guerra, ao domínio da cabeça, para o domínio do Presidente da República e para o controle através dos recursos", disse ele.

Gabriel Puerta Aponte considera que, fundamentalmente, a administração do presidente venezuelano está em desacordo com a busca de mais e melhor democracia tal era o humor deste movimento da 4F.

Em sua opinião que acima falhou, hoje em dia ter um regime despótico, autocrático e que constrói o sistema jurídico restritivo necessário para acentuar o presidencialismo.


Gabriel Rafael Puerta ELE CLASSIFICOU CHAVES DE FALSO E CORRUPTO


Gabriel Rafael Puerta Aponte é um político venezuelano, ele lutou contra a ditadura do General Marcos Pérez Jiménez em sua adolescência, ele era um guerrilheiro comunista nas décadas de 1960 e 1970 e fundador do líder do partido a bandeira vermelha.


Puerta Aponte, juntou-se o movimento marxista da esquerda revolucionária (MIR) formada por uma divisão na social-democrata Ação Democrática (AD), o MIR outlawed pela luta armada contra o governo liderado pelo Rómulo Betancourt e seu sucessor Raúl Leoni (ambos líderes da AD). 

Gabriel juntamente com seu irmão porta de Eder Aponte e Carlos Betancourt integra frente guerrilha Manuel Ponte Rodríguez nas montanhas do leste, guerrilheiros operam a partir de 1964 até 1966, data em que desmembrado passes para reorganizar e renomear como frente guerrilha Antonio José Sucre pertencentes à MIR até dezembro de 1969, data quando separados para ser membros de uma nova organização de extrema-esquerda fundadoresBandeira vermelha (BR), em 20 de janeiro de 1970.

Por causa de suas atividades subversivas (seqüestro de vários empresários), bem como a tentativa de sequestro de um membro da AD, Gonzalo Barrios, em 1973 foi preso pela polícia e inteligência DISIP, sendo confinado ao quartel San Carlos, conseguindo escapar da prisão em janeiro de 1975, com 22 guerrilheiros colegas através de um túnel secreto. 

Depois de continuar a luta sempre armada com sua organização "Bandeira vermelha" e com a parceria de outras organizações de extrema-esquerda (como o partido da revolução venezuelana) foi novamente preso em maio de 1982 em Caracas, sendo anistiado em 1988.

Apoiou a tentativa de golpe de estado que levou pelo Tenente Coronel Hugo Chávez ocorreu em 4 de fevereiro de 1992, contra o presidente venezuelano Carlos Andrés Pérez e mais tarde outro golpe de estado em novembro do mesmo ano. Porta esteve envolvida no motim através do contato feito com Ronald Blanco La Cruz e Antonio Rojas Suárez, (Pará entonces capitanes y luego gobernadores de estado). 

Presidente Chávez acusou a bandeira vermelha do partido de "confundir" Então capitães, induzindo-os a cometer o assassinato dele, o produto das diferenças internas nos momentos antes do atentado militar. Então a porta corri como um candidato na eleição presidencial de 1993 pelo assim chamado pelo movimento democracia Popular-MDP, mas você não te direito a voto significativa.

Após muitos anos de actividade clandestina finalmente legalizar a bandeira vermelha do partido em 1994, participando de vários processos eleitorais. 

Ele apoiou o golpe de Francisco Arias Cárdenas ex-candidato militar e antigo contra seu ex-companheiro de armas e asonada de Hugo Chávez. Nas eleições presidenciais de 2006, com suporte para o adversário também, o governador do Estado Zulia Manuel Rosales. No ano de 2012, oferece suporte para o candidato presidencial nas eleições internas de oposição ao Governo Bolivariano, Pablo Pérez, antigo militante da ação democrática. 

Pérez é derrotado por Henrique Capriles Radonsky, ao mesmo tempo perder a porta, que tinha manifestado desde o candidato que ele apoiou, "Pablo Pérez tem o perfil para derrotar a Chávez".

Seu partido político tem crescido na última década, como ele conseguiu ficar em torno de 70000 votos nas últimas eleições nacionais, colocando a bandeira vermelha em uma melhor posição de força eleitoral. 

No entanto, o acima deve avaliá-lo na sua medida justa e modesta que que as eleições presidenciais de 2006, por exemplo, no distrito de Capital, (a mais densamente povoada área da Venezuela), bandeira vermelha recebeu um voto limitado de cerca de 1500 votos, ranking número 46 de todas as partes simultâneas para a escolha e o post 28 daqueles que adversaban a Chávezquem obteve mais de 658 mil votos no mesmo distrito eleitoral, que dá uma ideia do peso quase zero eleitoral da porta do partido, apesar do crescimento mencionado.

Este lutador da democracia venezuelana histórico mantém aparência seus ideais revolucionários, comunista e socialista, e em seguida seu partido de bandeira vermelha tem adversado para o regime de Chávez desde que eles afirmam que seu governo não é socialista ou comunista, eles afirmam que Chávez é um instrumento de internacional, por esta razão red flag e oligarquia financeira de porta Aponte, sua visão, ali9ados com partidos de direita preferiu continuar a lutar pela verdadeira democracia que estar dentro de um governo "corrupto e falso", como o Hugo Chávez é qualificado. 

Há aqueles que não partilham a visão anterior deste político, acusando-o de traidor, para ser aliado atualmente com ação democrática de partidos e Copei (ao contrário da Revolução Bolivariana liderada por Chávez), que, na década dos anos setenta e oitenta, matou dezenas de militantes do partido de bandeira vermelha, liderada por porta appose você.

Jorge Rodriguez y la Presidente Machado







Na quarta-feira, o prefeito do município Libertador de Caracas e coordenador nacional do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Jorge Rodríguez, juntamente com o alto controle político da Venezuela, revelada, alegadas provas da gestação de um plano de assassinato e golpe de estado pelos setores de oposição. Desta vez da boca de Rodríguez, que "Ter falhado", explicando a suposta prova, porque te escapou um "Presidente de Machado", delineou o portal Yoyopress.

Os usuários do Twitter rede social não perderam a oportunidade de comentar sobre o pequeno deslize do prefeito:

PSUV PEDE LEALDADE E PREPARA-SE VEM DIAS DIFICEIS PRA TODOS


O membro da direção nacional do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e prefeito de Caracas, Jorge Rodríguez, pediu apoiantes do partido "lealdade" para "Prepare-se para os próximos dias difíceis".



"Venha novas batalhas, algumas tristezas e algumas sem sabores, mas enquanto ficarmos Unidos, podemos dizer que eles podem vir de todas as batalhas, todos os obstáculos (...)" Podemos discutir tudo o que tem de ser discutido, vamos assumir que os princípios que tem que assumir, ideológicos, organizacionais, internacionalmente; Nós lidamos com as posições que queremos, mas devemos ser leais conosco mesmos (...) "Lealdade, unidade, mas especialmente de lealdade", realizada no meio de uma reunião no estado de Cojedes, com as unidades de batalha Bolivar-chavez, para o III Congresso do partido.

Ele criticou algumas posições"individuais" de alguns líderes políticos que descreveu como "egoísta". "Quando às vezes aparecem lá opiniões que pode-se dizer que eles têm mais a ver com posições pessoais, individuais, com particular egoísmo, eu diria que ir é onde as pessoas", disse.

Ele disse que "planos de assassinato" e "guerras económicas" são o produto da violência pela "direita". "Este sector da extrema direita venezuelana, não suporta que a vila tem gerado olhar e progresso na construção de um país socialista. Que a violência nas ruas foi desactivada, mas não significa que eles não foram graves tentativas, nem significa que eles não vão tentar novamente", ele insistiu.

Ele disse que talvez a oposição "tem um poderoso livro de cheques" mas falta o coração das pessoas "quem está disposto a dar mil batalhas".

Destaque entre as vitórias do "processo revolucionário" a defesa do mínimo a salarió e a administração da riqueza do petróleo entre a população. "Onde as pessoas viram, há revolução".






CHILENOS ENVOLVIDOS TEM 72 HORAS CASO CONTRÁRIO SERÃO DEPORTADOS


Caso se constate que o prazo foi ultrapassado, o agente deve encaminhar o torcedor a uma unidade da Polícia Federal para que seja realizada uma deportação sumária.



Os torcedores chilenos que invadiram o Maracanã antes da partida entre Chile e Espanha não irão a mais nenhum jogo da Copa do Mundo de 2014. Segundo a Polícia Federal do Rio de Janeiro, todos os estrangeiros foram notificados e têm até 72 horas para deixar o Brasil.




Entre os chilenos envolvidos no incidente no Centro de Mídia do estádio, havia um menor de idade, acompanhado do pai. 

Ambos foram notificados. As notificações foram lançadas nos passaportes e na tarjeta de entrada de cada um dos torcedores. Segundo a PF, qualquer agente público que confira os documentos saberá até quando cada chileno poderá ficar no Brasil. 


ASSIM COMO OCORRE NA VENEZUELA O PREFEITO HADDAD PASSA POR CIMA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E PROIBI CIRCULAÇÃO DE CARROS EM SÃO PAULO NO DIA 23 DE JUNHO DE 2014. MAIS UM MOTIVO DE NÃO TORCER PELA SELEÇÃO E MAIS OUTRO MOTIVO DA SELEÇÃO ABANDONAR O CAMPO POR CAUSA DOS FORCEPS VERMELHO


Fórceps vermelho – Imaginar que os destinos da quarta maior cidade do planeta estão nas mãos de um incompetente como Fernando Haddad é um atentado ao bom senso. Prefeito por ser um protegido de Lula e por causa dos acordos políticos espúrios comandados pelo PT, Haddad tem atuação pífia até mesmo com a chamada base aliada na Câmara Municipal. Como já noticiou o ucho.info, o alcaide paulistano foi derrotado em sua tentativa de decretar novos feriados no período que resta da Copa do Mundo.



A iniciativa de Fernando Haddad surgiu depois que a capital paulista parou na última terça-feira (17), horas antes do início da partida entre as seleções brasileira e mexicana. Sem conseguir aprovar o decreto que estabelecia feriado na próxima segunda-feira (23), quando o Brasil enfrenta o selecionado camaronês, Haddad encontrou uma solução burra para evitar que de novo os torcedores fiquem presos no trânsito. O petista decidiu, então, impedir que veículos com placas final 1 e 2 circulem no chamado centro expandido da cidade entre as 7h e as 20h. Normalmente, o rodízio de veículos acontece de segunda à sexta-feira, das 7h às 10h e das 17h às 20h.


Ao prefeito, o segundo poste fincado por Lula na política nacional, pouco importa o direito constitucional de ir e vir dos cidadãos. O que vale é fingir que a Pauliceia Desvairada não é refém de um trânsito cada vez mais caótico, piora que resultou a medida absurda e insensata de Lula de estimular o consumo a partir da redução de IPI, em especial para determinadas classes de automóveis. Essa ação populista do então presidente serviu apenas e tão somente para entupir as ruas das principais cidades brasileiras, que passaram a experimentar congestionamentos cada vez maiores em termos de extensão e com mais tempo de duração.
Para piorar o que já era trágico, Fernando Haddad, em mais uma decisão populista, marca registrada do Partido dos Trabalhadores, implantou a esmo corredores exclusivos de ônibus, como se uma lata de tinta e uma brocha fossem sinônimos de planejamento. O que Haddad fez, na verdade, foi dar as costas aos incautos que acreditaram em Lula e compraram carros novos, sendo que os respectivos carnês de financiamento nem sempre cabem no porta-malas.

É inaceitável que uma cidade com a importância de São Paulo fique nas mãos de um político inexpressivo, incompetente e manipulado por um malandro da política nacional que, a reboque do desmando e da corrupção, tenta implantar no País um regime totalitarista de esquerda, a exemplo do que há muito corrói a vizinha e combalida Venezuela. Se a capital dos paulistas foi tomada pela peçonha petista, o estado de São Paulo é o último bastião para conter o avanço do partido que se dedica ao banditismo político e reza pela obtusa e criminosa cartilha de Havana.
Que o lema da mais importante cidade brasileira, “Non ducor, duco” (Não sou conduzido, conduzo), ecoe em todos os rincões do País, que não mais suporta a bandalheira que avança diuturnamente.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog