A PRIMEIRA DERROTA DA DILMA NO STF <<>>> LEWANDOWSKI NEGA RECURSO PARA INCLUIR DELAÇÃO DE SERGIO MACHADO NO IMPEACHMENT DA DILMA





RENATO SANTOS  04/07/2016  


Os depoimentos de delação premiada de Sérgio Machado, tomados pela força-tarefa de investigadores da Lava Jato, foram tornados públicos no dia 15 de junho, após decisão do ministro Teori Zavascki. Em um dos depoimentos, Machado disse que repassou propina para mais de 20 políticos de vários partidos.

Será que estamos caminhando para um STF, mais sério no Brasil e verdadeiro, vamos ficar vigilantes, seria a primeira derrota da DILMA.




Além disso, em uma das gravações feitas por Machado, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defende uma alteração na lei que trata da delação premiada para impedir que presos colaborem com as investigações. 
Em outra gravação, Renan conversou com o ex-senador José Sarney sobre a Lava Jato. Na ocasião, Renan afirmou que “não tomou nenhuma iniciativa” ou fez gestões para “dificultar ou obstruir” as investigações da operação Lava Jato.

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, negou nesta segunda-feira (4) pedido feito pela defesa da presidente afastada Dilma Rousseff para incluir os depoimentos de delação premiada do ex-senador e ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, no processo de impeachment que tramita no Senado.
De acordo com o ministro, a denúncia por crime de responsabilidade, conforme defendido pela própria defesa, somente pode tratar sobre abertura de créditos suplementares sem autorização do Congresso e seis decretos assinados em desacordo com a Lei Orçamentária.
No recurso, a defesa de Dilma, representada pelo ex-advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, alegou que o conteúdo das gravações mostra “claramente” que a intenção do processo de impeachment é paralisar as investigações da Operação Lava Jato.

DEIXEM A LAVA JATO TRABALHAR DIGA NÃO AS PROPOSTAS DOS MEMBROS DA CASA NEGRA DO BRASIL A 31 .ª OPERAÇÃO LAVA JATO OPERAÇÃO ABISMO MOSTROU REFORMAS NO CENPES<<>> SHAHIN:<<> CONSTRUTORA FERREIRA GUEDES<<>> CONSTRUCAP <<>> CONSÓRCIO NOVO CENPES <<>> OAS<<>> CARIOCA ENGENHARIA<<>> ENTRE OUTROS



RENATO SANTOS 04/07/2016   O Brasil passa por problemas a qual o povo não esta acostumados  ou se fazem de vistas grossas, mas, na realidade, não podemos aceitar as mudanças na Operação Lava Jato e precisamos  pressionar  os Senadores de bem que ainda deve ter na CASA NEGRA, para repudiar essa ideia o mais rápido possível.





Vejamos os argumentos para defesa da LAVA JATO :  

A 31ª fase da Lava Jato, denominada Operação Abismo, investiga principalmente desvios em licitações para a reforma do Cenpes (Centro de Pesquisa da Petrobras), no Rio de Janeiro. De acordo com o procurador Julio Noronha, os acordos de leniência "são muito importantes", e "todos eles foram comprovados, corroborados por provas documentais".

Igor Romário de Paulo, delegado da Polícia Federal, informou que o ex-tesoureiro do PT Paulo Adalberto Alves Ferreira permanece em São Paulo, e que todo material dos trabalhos desta segunda-feira será encaminhado para Curitiba, para um balanço que deve ficar disponível nesta terça (5). O delegado negou também no início da coletiva que a força-tarefa esteja passando por um desmonte, após a dispensa de dois delegados envolvidos com as investigações na semana passada.

Paulo Adalberto Alves Ferreira está preso desde o dia 23 na superintendência do órgão em São Paulo, em decorrência da operação Custo Brasil, também da PF, por suspeita de ter iniciado as tratativas com a Consist e recebido valores ilícitos. Ele foi um dos que tiveram prisão decretada nesta segunda na Operação Abismo, junto com Edson Freire Coutinho, executivo da Schahin Engenharia, preso temporariamente no Rio de Janeiro, Erastor Messias da Silva Jr, da construtora Ferreira Guedes, Genesio Schiavinatto Jr, considerados foragidos, e Roberto Ribeiro Capobianco, presidente da Construcap.
Foram conduzidos coercitivamente Walter Torre Junior, presidente da WTorre; Francisco Geraldo Caçador, executivo da WTorre; Raimundo Grandini de Souza Lima, representou a OAS e o Consórcio Novo Cenpes em reuniões; José Antonio Marsílio Schuwarz, diretor de engenharia da Schahin; Eduardo Ribeiro Capobiano, sócio da Construcap; Celso Verri Villas Boas, da Construcap.
A operação, que conta com o apoio da Receita Federal, busca apurar fraude em processo licitatório e pagamentos de propinas a servidores da Petrobras. De acordo com a PF, também é investigado repasse de recursos a partido político, "em virtude do sucesso obtido por empresas privadas em contratações específicas", "caso, por exemplo, do projeto de reforma do Centro de Pesquisas da Petrobras – Cenpes".
A nova fase contou com 22 mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, quatro mandados de prisão e sete mandados de condução coercitiva.
O esquema no Cenpes envolveu o pagamento de R$ 39 milhões em propinas em três frentes, de acordo com o MPF -- uma empresa, para que ela desistisse de participar da licitação da obra; funcionários da diretoria de Serviços da Petrobras; e para Ferreira, ex-tesoureiro do PT. Entre as cinco empreiteiras envolvidas estavam a OAS e a Schahin.
Algumas das empreiteiras contratadas pela Petrobras para as obras investigadas nesta fase da Lava Jato estão sob procedimento de fiscalização da Receita Federal, que identificou a utilização de diversas empresas denominadas “noteiras” para promover a ocultação e a lavagem de expressivos valores por meio de contratos ideologicamente falsos de prestação de serviços. Além das tais empresas “noteiras”, a maioria de “fachada”, sem aparente capacidade operacional, pelo menos dois escritórios de advocacia teriam, também, intermediado valores entre as empreiteiras e os beneficiários finais das vantagens indevidas, decorrentes das obras contratadas pela Petrobras.
Consórcio Novo Cenpes
A Petrobras submeteu três grandes obras de construção civil à licitação em 2007 -- a Sede Administrativa em Vitória (ES), o Centro Integrado de Processamento de Dados (CIPD), no Rio de Janeiro, e o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), também no Rio de Janeiro. As principais empresas que participaram dessas licitações, então, teria se ajustado em um grande cartel, fixando preços e preferências para frustrar o procedimento competitivo da Petrobras e a maximizar os seus lucros. 
A Construtora OAS, Carioca Engenharia, Construbase Engenharia, Schahin Engenharia e Construcap CCPS Engenharia, integrantes do Consórcio Novo Cenpes, ficaram com a obra do Cenpes. No caso específico desta licitação, aponta o MPF, houve um imprevisto, pois a empresa WTorre Engenharia e Construção S/A (WTorre), que não havia participado dos ajustes, apresentou proposta de preço inferior. As empresas que formavam o Consórcio Novo Cenpes teriam ajustaram, com isso, vantagem indevida de R$ 18 milhões para que a WTorre saísse do certame, permitindo que o Consórcio renegociasse o preço. 
Concretizado o acerto, o Consórcio Novo Cenpes celebrou, em 21 de janeiro de 2008, o contrato com a Petrobras no valor de R$ 849.981.400,13. Além dos ajustes e fraude na licitação, o MPF diz que houve oferta, promessa e efetivo pagamento de propina a funcionários da Petrobras da Diretoria de Serviços e a "agente político vinculado ao Partido dos Trabalhadores".
Entre 2007 e 2012, teria sido pagos aproximadamente R$ 18 milhões para que a empresa com melhor preço abandonasse a licitação e foram identificados pagamentos ilícitos de R$ 16 milhões transferidos a Adir Assad, R$ 3 milhões para Roberto Trombeta e Rodrigo Morales, USD 711 mil para Mario Goes e R$ 1 milhão para Alexandre Romano.
O MPF diz que os acordos de colaboração e de leniência celebrados pelo Ministério Público Federal, e provas documentais de fraude à licitação, de pagamentos no exterior e no Brasil e de contratos fictícios feitos com empresas de fachada ou usadas para fazer repasses de propinas foram determinantes para chegar à conclusão.
Dirigentes da empresa Carioca Engenharia, por exemplo, apontaram para a fraude à licitação em benefício do consórcio Novo Cenpes e pagamentos de propinas. Pedro José Barusco Filho, ex-gerente de engenharia da Petrobras indicou que a obra ganha pelo Consórcio Novo Cenpes rendeu propinas de 2% do valor do contrato, destinadas também ao ex-Diretor da Petrobras Renato de Souza Duque e a agentes do PT. 
Mario Frederico de Mendonça Goes, também colaborador, admitiu a intermediação de propinas, com pagamentos em espécie e depósitos em contas no exterior. Há prova documental de que executivos da Carioca Engenharia transferiram USD 711.050,00 no exterior em favor dele. 
Segundo o MPF, as suspeitas de que o ex-tesoureiro Paulo Adalberto Ferreira -- secretário de Finanças do PT entre 2005 a 2010 -- teria recebido propina têm base nas contribuições. Alexandre Romano disse ter intermediado propinas em favor do ex-tesoureiro, e que teria usado suas empresas para receber mais de R$ 1 milhão das construtoras do Consórcio Novo Cenpes, por meio de contratos simulados e repassados a pessoas físicas e jurídicas relacionadas com Paulo Ferreira, "inclusive em favor dele próprio, familiares, blog com matérias que lhe são favoráveis e escola de samba", frisou o MPF.
A Sociedade Recreativa e Beneficente Estado Maior da Restinga, uma escola de samba de Porto Alegre, e a madrinha da bateria Viviane da Silva Rodrigues, foram alguns dos destinatários dos repasses. Foram identificados pagamentos de R$ 45 mil à agremiação e diversos repasses a Viviane. "A escola de samba era vinculada a ele [Ferreira]. Esses pagamentos foram indicados a Alexandre Romano", disse Roberson Pozzobon.
"Ele buscava apoio político nas mais variadas frentes", comentou o procurador. "Não eram pagamentos que revertiam às contas do partido exclusivamente, mas havia benefícios pessoais." Parentes e empresas ligadas ao ex-tesoureiro também receberam parte das transferências.
O MPF também falou em transferências bancárias que somam mais de R$ 15 milhões vindas das construtoras do Consórcio Novo Cenpes para empresas de Adir Assad, preso na última semana na “Operação Saqueador”. Há ainda dois contratos falsos firmados por este com empresas controladas pelos operadores financeiros Roberto Trombeta e Rodrigo Morales, no valor aproximado de R$ 3 milhões.

SENADO FEDERAL A CASA NEGRA DO BRASIL <<<>> RENAN CALHEIROS HÁ SUSPEITAS DE FRAUDE NA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DO SENADO <<<>>> TEMOS CORRUPÇÃO QUALIFICADA <<>> DILMA COMPRA AS ALMAS <<>> RELACIONAMENTOS QUE LIGAM DILMA A LULA <<>> E RENAN A ARGELLO <<>> SOBRE AS GRAVAÇÕES DO SÉRGIO MACHADO E RENAN PARA POR UM FIM NA OPERAÇÃO LAVA JATO <<>>> FINALIDADE QUEREM BARRAR O PROCESSO DO IMPEACHMENT DA DILMA



RENATO SANTOS 04/072016 19:45 . Qual verdadeiro interesse para  por  fim na OPERAÇÃO LAVA JATO, apesar de alguns políticos serem a favor  enfrente das  imagens, mas trabalham em conjunto para que se coloque uma pedra nesse assunto. A quem eles querem enganar, a nós ? ou  a eles próprios .Mas que existem planos que  estão sendo digitados por traidores da Nação há isso existe, mas, o povo prefere comer na desgraças dos outros e  deixar  tudo como se encontra.



Numa entrevista coletiva hoje, o promotor de Justiça fez uma denúncia muito clara do que esta por  vir, leiam sua palavras ....... " O procurador Roberson Henrique Pozzobon aproveitou a coletiva de imprensa sobre a 31ª fase da Lava Jato nesta segunda-feira (4) para fazer críticas a um empenho para prejudicar o uso dos acordos de delação premiada e de leniência nas investigações. 

"A quem interessa o desmonte [dos institutos dos acordos de delação premiada e leniência], a quem investiga ou a quem por meio desses acordos é investigado?", questionou Pozzobon.

Vamos entender  o assunto , não é secreto para ninguém que o traidor corrupto quer provar no Senado Bolivariano meios para  dar  o fim em deleção premiada e acordos de leniência . Chamo de traidor  todos aqueles que querem prejudicar a Nação Brasileira, e  ainda mais, o Senador Renan  Calheiros defendeu mudanças na Legislação, pelo simples motivo, o mesmo se encontra  envolvido e não é só eles, quem votou nele para  ser Presidente do Senado andam pelos  mesmos pensamentos nos Bastidores da Casa Negra.

Mas quem votou nele para Presidente do Senado, vejamos : Vamos entender os demais traidores dos brasileiros, na época da eleição interna do Senado para a Escolha do Presidente, ele tinha 56 votos desejáveis, mas, apenas 36, votaram nele, então você pergunta e os demais? ...  O restante dos 20 Senadores, até hoje, não sabem direito o que eles fizeram.

1.Alfredo Nascimento PR/ AM
2.Ana Amélia PP/ RS
3.Ana Rita PT/ ES
4.Angela Portela PT/RR
5.Anibal Diniz PT/AC
6.Antonio Carlos Rodrigues PR/ SP
7.Armando Monteiro PTB/PE
8.Benedito de Lira PP/ AL
9.Blairo Maggi PR/ MT
10.Casildo Maldaner PMDB/SC
11.Ciro Nogueira PP/ PI
12.Clésio Andrade PMDB/MG
13.Delcídio do Amaral PT/MS
14.Eduardo Braga PMDB/AM
15.Eduardo Lopes PRB/RJ
16.Eduardo Suplicy PT/ SP
17.Epitácio Cafeteira PTB/MA
18.Eunício Oliveira PMDB/CE
19.Fernando Collor PTB/ AL
20.Francisco Dornelles PP/ RJ
21.Garibaldi Alves PMDB/RN
22.Gim PTB/DF
23.Humberto Costa PT/PE
24.Inácio Arruda PC DO B/ CE
25.Ivo Cassol PP/ RO
26.Jader Barbalho PMDB/PA
27.Jayme Campos DEM/ MT
28.João Alberto Souza PMDB/MA
29.João Ribeiro PR/TO
30.João Vicente Claudino PTB/PI
31.Jorge Viana PT/AC
32.José Agripino DEM/RN
33.José Pimentel PT/CE
34.José Sarney PMDB/AP
35.Kátia Abreu PSD/TO
36.Lindbergh Farias PT/ RJ
37.Lobão Filho PMDB/MA
38.Luiz Henrique PMDB/SC
39.Maria do Carmo Alves DEM/SE
40.Paulo Paim PT/RS
41.Renan Calheiros PMDB/AL
42.Ricardo Ferraço PMDB/ES
43.Roberto Requião PMDB/PR
44.Rodrigo Rollemberg PSB/DF
45.Romero Jucá PMDB/RR
46.Sérgio Petecão PSD/ AC
47.Sérgio Souza PMDB/PR
48.Sodré Santoro PTB/RR
49.Valdir Raupp PMDB/RO
50.Vanessa Grazziotin PC DO B/ AM
51.Vicentinho Alves PR/TO
52.Vital do Rêgo PMDB/PB
53.Waldemir Moka PMDB/MS
54.Walter Pinheiro PT/BA
55.Wellington Dias PT/PI
56.Wilder Morais DEM/GO 

E mais, onde foi parar a lista dos que  votaram nele sabem a quantidade mas  quem, é mistério, de concreto temos 3 Senadores que votaram no Senador Renan são do estado do Piauí, quanto ao seu concorrente, obteve 18 votos, mesmo assim 24 declaram que deram seus  votos ao mesmo  Pedro Taques do PDT, coisa estranha no Senado, o que esperar desses Senhores? 


Quatorze Senadores não declaram seu voto, mas quem esta por traz da mudança na Legislação a qual faz a LAVA JATO , andar  e por que ? E a pergunta que temos de fazer se não quisermos o fim desse trabalho.

A sujeira começa nos bastidores e não no plenário , quem frequenta a Câmara Municipais, Assembléia Legislativas, Congresso, Senado e Câmara  dos Deputados sabem muito  bem  o que está por traz dos chamados acordos do tapete.

No caso do Senado em 2013, a porcariada começou pelo PT, e pior com aval do Planalto , o PT se mantém fielmente abraçado à candidatura de Renan Calheiros pela Presidência do Senado. 

O partido se mantém indiferente à denúncia da Procuradoria-Geral da República, à mobilização de parte dos senadores por candidatos alternativos e às declarações contrárias dos governadores e futuros presidenciáveis Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Campos (PSB-PE). Segundo o futuro líder dos petistas na Casa, Wellington Dias (PI), PT está 100% com a decisão que o PMDB tomar, seja qual for o nome será o novo Presidente da Casa.

A eleição ocorreu numa sexta feira, daquele ano, mas,  os nomes  são os mesmos que aparecem na Operação Lava Jato, o PT agiu conforme as decisões do Planalto, aí esta o plano da traição, que partiu  do próprio planalto  isso é DILMA ROUSSEFF, mas qual a ligação dela  com RENAN ? , 

O Senado Federal elegeu pessoas  corruptas e sem escrúpulos  fazem tudo para se manter no poder, mas por que a  IMPRENSA não investiga a verdadeira razão, então aproveitando essa porta aberta, comecei a fazer a pesquisa do que esta por traz das mudanças na LAVA JATO, qual a surpresa, vamos ler.

Estamos diante de uma farsa do IMPEACHMENT, enquanto a  imprensa divulga apenas, os acontecimentos, nós vamos nos bastidores e  lá que se revela a CASA NEGRA, os acordos mais baixos, esses  anjos  demônios não estão e nunca tiveram interessados em acabar com a corrupção no Brasil, não passa de um circo montado a qual  o senhor LULA  e DILMA, juntamente com RAUL CASTRO e NICOLAS MADURO  estão atras das cortinas mais sujas que  tivemos  na República, que agora podemos denominar  BOLIVARIANOS.

MOTIVOS : 

"Estamos diante de um caso de corrupção ao quadrado, corrupção qualificada. O caso revela grave atentado à República. O ex-senador obstruía as investigações das CPIs", disse o procurador.
A parceria entre Argello e Renan é antiga. Argello era suplente e assumiu em 2007 a vaga deixada pelo ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, que renunciou após acusação de participação em desvios em um banco de Brasília.Sua trajetória sempre foi ligada ao governo federal e a Renan. 
Protestos da oposição e de funcionários do TCU forçaram Argello a desistir da indicação em abril de 2014. Além de ter se complicado na Lava Jato, o ex-senador é investigado em outra operação da PF, a Zelotes, que apura a suposta compra de medidas provisórias para beneficiar montadoras com incentivos fiscais.

DILMA COMPRA AS ALMAS :
Muito próximo a Dilma (e graças a uma indicação do amigo Renan), Argello quase abocanhou um posto de ministro no Tribunal de Contas da União (TCU). Agora preso, o pupilo do presidente do Senado terá dificuldades. Segundo o procurador da República Athayde Ribeiro Costa, da força-tarefa da 28ª etapa da Lava Jato, o ex-senador adotou a "corrupção ao quadrado" – estratégia de crime que consistiu na prática de corrupção para encobrir outra corrupção. Acusado de tentar atrapalhar as investigações, foi levado para a carceragem da PF em Curitiba.
Quando era vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras no Congresso, Argello exigiu propinas para livrar as empreiteiras OAS e UTC Engenharia das investigações. As duas empresas formam o cartel instalado na Petrobras entre 2004 e 2014 para fraudar licitações bilionárias.
O RELACIONAMENTOS :
  A rede de relacionamentos liga Argello, Calheiros, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva. 
Além dos amigos Dilma e Lula, Renan e Argello têm outra coisa em comum: as encrencas com a Justiça. O cacique do PMDB, que já apareceu nas investigações da Lava Jato, responde a quase uma dezena de ações no Supremo Tribunal Federal. Entre as acusações estão a de lavagem de dinheiro e peculato. Por isso o presidente do Senado sabe que defender a permanência de Dilma é importante para a sua sobrevivência.

O SENHOR PUPILO DO SENADOR : 
Pupilo do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Congresso Nacional, o ex-senador Gim Argello (PTB-DF) foi preso nesta terça-feira (12) na 28ª fase da Operação Lava Jato.
O ex-senador é conhecido pela interlocução não só no Palácio do Planalto, mas também pelo acesso a muitas lideranças partidárias.
Publicidade
Entre os parceiros de Gim Argello está Renan Calheiros, que até agora tem feito o possível para barrar o avanço do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
AS GRAVAÇÕES : 
Em gravações com Sérgio Machado, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB) defendeu mudanças na legislação que trata de delação premiada, como impedir que presos fechassem acordo enquanto estivessem detidos. O senador avaliou que, para escapar da prisão, delatores falam “qualquer coisa, mesmo sem prova”. Mais tarde, em entrevista a jornalistas, Renan procurou garantir que enquanto comandar a Casa a lei não será alterada.  
Pozzobon destacou nesta segunda-feira DIA 04/07/2016,  a importância dos acordos de delação premiada e de leniência para ajudar no combate à corrupção, e defendeu a necessidade de aprovar a reforma política. Para ele, esses acordos trazem declarações que ajudam a esclarecer os fatos e também documentos. O procurador chamou atenção ainda para o fato de que os casos, entre diferentes fases da Lava Jato, estão interligados, em uma "grande rede de corrupção" "alastrada" pelo país, que precisa ser combatida de forma "organizada".
Pozzobon destacou a ligação entre as fraudes envolvendo agentes públicos com agentes políticos — praxe nos esquemas descobertos pela força-tarefa da Lava Jato nos desvios da Petrobras.
"Verificamos em todas essas operações o destinatário final eram agentes políticos, que estão no topo da cadeia alimentar das propinas. Os agentes políticos aparecem no final da cadeia, que nos leva ao seguinte: o povo brasileiro não aguenta mais que agentes públicos flertem, namorem ou casem com a corrupção."



.

BRASIL RECEBE ORDENS DA OPERADORA VIVO ? <<>> FRANQUIA É UMA MANEIRA DISFARÇADA DE CENSURA PARA DERRUBAR A INTERNET FERE A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E O ARTIGO 19 DOS DIRETOS HUMANOS DAS NAÇÕES UNIDAS <<>> DIGA NÃO AS FRANQUIAS NA BANDA LARGA




RENATO SANTOS 04/07/2016  Enquanto no Brasil os políticos corruptos querem o controle da INTERNET através de uma EMPRESA GOLPISTA chamada VIVO, a qual vem nos bastidores querendo impor  as franquias na Banda Larga, a ONU , vem trabalhando  para que isso  não ocorra, finalmente, alguém acordou, pois  derrubar  a internet é contra  os direitos humanos.  



A forma de franquia é uma maneira silenciosa de impor a censura, no caso do Brasil se usa de meios fraudulentos e de corrupção para que seja  implantado esse sistema arcaico e atrasado..

A Organização das Nações Unidas condenou que países interrompam o acesso à internet para impedir a circulação de informação e que promovam violações aos direitos humanos (desde detenções arbitrárias até torturas e execuções) em reprimenda a opiniões expressas online.

Emitida pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU, a resolução foi votada na última quinta-feira (30). A organização reafirma que “os mesmos direitos que as pessoas possuem ‘offline’ deve ser protegidos online’”, sobretudo o direito à liberdade de expressão, coberto pelo artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos ( UDHR, na sigla em inglês).
Nos Países citados, eles  controlam a internet  A resolução foi aprovada por consenso. Mas, por abrir uma nova frente de pressão social, alguns governos se opuseram a algumas de suas passagens.
Regimes autoritários como Rússia, China,Cuba e Arábia Saudita, e democracias África do Sul, Indonésia, Equador, Bolívia e Índia, queriam a exclusão de pedidos a países para uma abordagem mais humana da internet e de menções à UDHR e a expressões que se referissem à liberdade de expressão.
No Brasil, querem censurar a internet através de franquias na banda larga, a qual  torna impossível o acesso, aos menos favoráveis a população de baixa renda além de ferir  as Leis do próprio País, fere os acordos internacionais.
Essa era uma forma indireta de remover do texto umas das passagens em que a ONU é mais enfática: “O Conselho de Direitos Humanos (...) condena inequivocamente medidas para intencionalmente impedir ou quebrar o acesso a/ou a disseminação de informação online, em uma violação da lei internacional dos direitos humanos, e pede que todos os Estados se abstenham de fazer isso ou interrompam essas práticas". O excerto foi mantido.
Segundo o Access Now, grupo defensor dos direitos digital, governos bloquearam o acesso à internet em 15 ocasiões em 2015. Em 2016, foram, pelo menos, 20.
Outras ONGs, como o Article 19, também se manifestaram. “Nós estamos desapontados que democracias como a África do Sul, Índia e Indonésia votaram a favor dessa emenda hostil, para fragilizar as proteções ao direito de expressão online”, afirmou Thomas Hugues, diretor-executivo da organização.
A ONU faz outra condenação. “O Conselho de Direitos Humanos (...) condena inequivocamente todos os abusos e violações aos direitos humanos, como tortura, execução extrajudicial, desaparecimento forçado e detenção arbitrária, expulsão, intimidação e constrangimento, assim como violência baseada no gênero, cometidas contra pessoas por exercerem seus direitos humanos e liberdades fundamentais na internet, e convoca todos os Estados a garantir que se responsabilizem a respeito disso.”


TEM UM PILHO NA CABEÇA DO WALDIR MARANHÃO <<>>> PRAGA DO EGITO <<>> MIQUEIAS FAZ DENUNCIA MAIS DE 50 MILHÕES DE REAIS FORAM DESVIADOS DOS FUNDOS DE PENSÕES DOS MUNICÍPIOS DE PREVIDÊNCIA




RENATO SANTOS 04/07/1016  Quando um criminoso tenta esconder o seu crime, dizendo não é meu senhor ou nada sei, torna-se uma defesa sem pé, porém de cabeça direto para  a imoralidade e corrupção, adiantou em tirar o EDUARDO CUNHA da Presidencia da Câmara? 



Fica essa pergunta, se não houve nenhuma mudança verdadeira no Congresso, esses deputados e suas safadezas para fingir  que fazem alguma coisa, só atrasou o País, mas, a maneira de roubar  continua, muda-se as personagens , mas o roteiro da História continua a mesma coisa, não se trata  nem mesmo do FORO DE SÃO PAULO, o que se trata é de bandidos  mesmo no PODER.

E  como praga de  piolho, mata-se cinco nasce  15, na cabeça da pessoa, a não ser que se passa  um veneno  para liquidar esses piolhinhos que  coçam as nossas cabeças, assim é  o Congresso e o Senado, vamos  entender um piolho chamado NANICO DE MARANHÃO.

Esse  piolho, continua  sugando as  nossas  cabeças, do mesmo jeito como aquele que deixou  suas sequelas na presidência da Câmara, agora, o nanico de maranhão, também, também tem seu cofrinho secreto escondido, e é  por isso, que chamo de cabeça do povo, tratar a politica como remédio para exterminar essa praga do Egito, ter de tratar a política como se fosse uma praga de Deus . Waldir Maranhão (PP-MA), o presidente em exercício da Câmara, ainda não conseguiu ser reconhecido como tal por seus pares, mas já está com problema, vamos dizer, de piolho .

O remédio veio do médico Jurídico  ministro Marco Aurélio, do Supremo, determinou a quebra de seu sigilo bancário, a pedido da Procuradoria-Geral da República. Causa: fortes indícios de seu envolvimento com uma máfia que frauda institutos de previdência de servidores.

Não tem nada haver com outras doenças contagiosas, como PETROLEARÃO , MENSALÃO  e LAVA JATO, mas, como  uma que corrói a  fronte do casco da nossa cabeça, que se não for curada a tempo deixa feridas em abertas difícil de ser curada.

Com foi o contágio ? ? Segundo  as investigações , os representantes da estrutura criminosa cooptavam prefeitos e gestores de fundos municipais de previdência e lhes vendiam títulos podres, sem valor, que dariam necessariamente prejuízo àqueles entes. Em troca, pagavam propina aos que aceitavam negociar com o esquema, o valor de   R$ 50 milhões.
Essa investigação é um desdobramento da Operação Miqueias, deflagrada pela PF em 2013. Uma rede de empresas controladas pelo doleiro Fayed Antoine Traboulsi era usada para lavagem de dinheiro.

Por que leva o nome de Miqueias, pelo simples motivo :  O Livro de Miquéias é o sexto livro dos doze profetas menores da Bíblia hebraica e cristã, vem depois do Livro de Jonas e antes do Livro de Naum. Este pequeno livro profético do Antigo Testamento se caracteriza pela condenação dos ricos por explorarem os pobres. Denuncia os governantes, chefes e ricos das cidades de Jerusalém e Samaria. Estes estavam roubando o povo através da língua enganosa, com armadilhas, exigiam presentes e subornos. Miquéias também denunciou a cobiça, os ganhos imorais, a maldade planejada, a balança desonesta e o crime organizado. O conteúdo deste livro tem quase 2700 anos.
Miquéias nasceu em Morasti (Moréshet , uma vila no interior do reino de Judá, a oeste de Hebron. Por sua origem camponesa se assemelha à Amós, com quem compartilha uma aversão às grandes cidades e uma linguagem concreta e franca, nas comparações breves e nos jogos de palavras. Ele exerceu sua atividade entre os reinados de Jotão(Iotâm), AcazEzequias e Manassés, isto é entre 750 e 680 AC, antes e depois da tomada de Samaria pelos assíriosem 721 AC, tendo sido contemporâneo de Oséias e de Isaías.
E Maranhão com isso? Num dos telefonemas interceptados pela PF, Fayed se refere ao deputado como o homem quer vai apresentar agentes públicos para fazer, digamos, negócios… Segundo reportagem publicada pela revista VEJA em maio, um dos delatores afirmou que o agora presidente interino da Câmara recebeu R$ 60 mil para fazer uma das intermediações.
Michel Saliba, advogado de Maranhão, diz que seu cliente é inocente, que nega ter recebido qualquer benefício indevido e que a quebra do sigilo é normal numa investigação dessa natureza. Segundo ele, isso servirá para mostrar a inocência do deputado.
Ocorre que tem a ver, sim. Se agentes públicos não estivessem metidos no sistema previdenciário, igualmente público, esse tipo de safadeza não aconteceria. Ou alguém tem notícia de fundo de previdência privado comprando papel podre e investindo em arapuca de forma deliberada? Isso só se dá com os fundos públicos e de estatais.
Pois é… O nanico Maranhão não consegue presidir uma sessão da Câmara, mas já está com problema típico de bandido grande. A Justiça vai dizer se ele é ou não.



MICHEL TEMER QUER REVER O ACORDO COM MERCOSUL, JÁ QUE A IDEIA DA PRESIDÊNCIA DO MERCOSUL DEVA FICAR COM NICOLAS MADURO

RENATO SANTOS 04/07/2016   Vão vendo, o sistema do Foro de São Paulo não larga o osso: O presidente interino do Brasil, Michel Temer , disse ontem que o Mercosul é um obstáculo para outros acordos comerciais e deve ser revisto, mas não eliminá-lo completamente.



Durante uma entrevista de rádio, Temer também observou que o voto dos britânicos em favor de abandonar a União Europeia foi uma decisão política e como tal não deve ser discutida , mas disse que as autoridades brasileiras seria atentos às consequências económicas da " Brexit ".
"O Mercosul é um órgão importante, sem dúvida", mas "o Brasil muitas vezes têm dificuldade em fazer novos acordos porque é prisioneiro para os compromissos do bloco", disse Temer a São Paulo Radio Estadão.
O chanceler brasileiro, José Serra já tinha pedido o bloco mais flexível e retomar o seu foco de negócios.
"Neste momento, nós precisamos de re - discutir o Mercosul , não eliminar -lo , mas para colocar -nos em uma posição mais segura para buscar a expandir nossas relações com outros países , " disse Temer.
"O critério é a soberania de cada país, quando muitas vezes tinham um critério ideológico para as relações externas, o que para mim é impensável", disse Temer.
O presidente interino valorizado o acordo que está sendo negociado entre o Mercosul ea União Europeia , mas insistiu que, como ele tinha Serra verdade, alterar a cláusula que exige que todos os membros do bloco para discutir acordos conjuntos com outros países ou grupos regionais.
Michel Temer, também disse que ninguém havia discutido o aumento de impostos agrícolas, negando relatos da mídia local, e que sua administração está a controlar o nível de endividamento das cidades depois de um socorro federal aos governos estaduais.
Lembre-se de que a Venezuela deve assumir a presidência rotativa do Mercosul para fazer face às despesas.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog