GAZETA CENTRAL INSTAGRAM

GAZETA CENTRAL FAZ ALERTA <<>>> Guerra Nuclear Assunto que Deixa Todos Nós Preocupados <<>> Acordos de Michel Temer com a China e Russia através da BRICS é Por Causa do Nosso Uranio Não esqueçam os dois Países São Aliados da Coréia do Norte Precisamos Proteger a Nossa Soberania




RENATO SANTOS 26/08/2017 Ola  pessoal,  sejam bem vindos a  essa  leitura,  todos sabem  como  é   difícil  fazer  um  blog sem  recursos  financeiros, somente  por  Deus, mesmo  assim  faço  por que  gosto de compartilhar as  opiniões,  informar, em  fim escrever.   



Chamo  atenção  de todos, não  importa qual  seja  sua religião  que  professa, mas,  se  Michel  Temer continuar  com  esses  acordos  com  BRICS, MERCOSUL, OEA, ONU, vai dar de  bandeja  o nosso  URANIO  A  CHINA  E  RUSSIA  POIS  SÃO ALIADOS DA COREIA  DO  NORTE  E  IRÃ.

O nosso  tema  é a  GUERRA  NUCLEAR,  não só numa  especulação  mas  numa  possível  realidade a qual  vivemos   diante  da  ameaça  da  Coreia  do Norte  contra  os   Estados  Unidos,  e  para comprovar o que  estou  escrevendo  a   National Geographic   Edição  Francesa  publicou  sobre o assunto, essa   semana,  então  vamos  refletir  numa simples  pergunta  -: "o  que  Aconteceria   com  o mundo se nós  seres  humanos  simplesmente desaparecessem da  terra ?".

Vamos  a  dois  aspectos, um  pela especulação e  outro pela  Bíblia.

Primeiro  pela  especulação  humana   que    trata  do assunto   sem uma  esperança,  pois  onde  não  há  fé, não  há  certeza  do que  não se pode ver, um documentário de  ciência  especulativo  produzido pela National Geographic imagina o que seria da Terra se os  seres  humanos  de repente  desaparecessem.

Dentro de um ano, as  mudanças  já  seriam consideráveis.  Nosso planeta  já começaria a reaproveitar o espaço.

Arvores, e  plantas  cresceriam  incontrolavelmente e as espécias  uma vez caçadas se reproduziriam livremente,  claro  isso  é  apenas especulação  pois  todos  nós  já sabemos que  uma guerra  nuclear  deixaria  o planeta morto.

Mas,  o que  eles  estão  dizendo  e ninguém percebeu é que  Deus  começaria  tudo  de Novo,  como afirma o livro de Apocalipse,  vamos  a matéria  publicada, segundo  os  cientistas,  o  poder  nuclear, e  o ultimo vestígio  da humanidade.

No  simples  linguajar ,  gradualmente,  o CO2  seria absorvido cada vez  mais  rápido, o  inverno  ficariam cada  vez  mais  frios.  Quinze  anos depois do desaparecimento dos  humanos,a vegetação  tomaria conta de tudo, trinta  anos  depois  alguns  edifícios entrariam  em colapso, as cidades  formariam um novo  tipo  de ecossistema,  combinadas estruturas humanas  isso  é o DNA, e  a vegetação. No  oceano,  o coral  proliferaria  cobrindo os  destroços.

Em  60  anos,  os oceanos se  recuperariam  da sobrepesca.  Em 200 anos, o  homem  produzido  CO2 seria  completamente  limpo.

Após 500  anos, as  floretas  teriam  recuperado  seu estado há  10.000  anos.  Apenas  alguns  resíduos nucleares  permaneceriam, 25.000  anos após  o desaparecimento  total  dos  homens  na Terra.
______________________________________________


Qual  o  risco  de uma Guerra  Nuclear.

Regime norte-coreano testa com êxito míssil capaz de atingir os EUA. Professor de defesa e relações internacionais fala  sobre o que há de real e de retórica no fato.

Matéria  Publicada  Pela  Nexo . 04/07/2017

Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/07/04/Qual-o-risco-de-uma-guerra-nuclear-hoje-Este-especialista-responde

A Coreia do Norte anunciou nesta terça-feira (4) ter concluído com êxito, pela primeira vez, o lançamento de um míssil balístico intercontinental, cujo raio de alcance ameaça o Estado americano do Alasca, além de capitais como Moscou (Rússia), Pequim (China) e Tóquio (Japão). A preocupação mundial com esse teste é explicada por dois fatores.

Temos  seis  aspectos  que devemos  levar  a sério:

Vamos  a eles:

Fatores de risco NUCLEAR O lançamento do míssil balístico ocorre na sequência de uma série de outros testes exitosos realizados pela Coreia do Norte, envolvendo ogivas nucleares e bombas de hidrogênio. Essas munições têm um poder devastador, cujos efeitos não podem ser contidos a uma área delimitada precisa, nem a um espaço de tempo delimitado, uma vez que seu efeito radioativo se estende por décadas.

As ameaças mútuas entre Coreia do Norte e EUA cresceram recentemente, a tal ponto que os governos da Rússia e da China, opositores políticos dos americanos, chegaram a pedir moderação, diante do temor de que uma guerra nuclear ecloda na região. Em 19 de abril, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, havia prometido reagir a qualquer ato hostil norte-coreano “com uma resposta esmagadora”. O “Minju Joson”, jornal oficial do governo norte-coreano, havia dito um dia antes: “Nós temos arsenal suficiente para derrotar com um único golpe nossos inimigos”.
O míssil Hwasong-14 foi lançado às 9 horas do horário local (22h30 de segunda-feira, dia 3, no horário de Brasília) de uma base aérea militar na cidade de Kusong, no noroeste da Coreia do Norte. Ele alcançou uma altitude máxima de 2.802 quilômetros e cobriu uma distância de 933 quilômetros em 39 minutos. Segundo a agência estatal norte-coreana de notícias, a KCNA, o Hwasong-14 atingiu com precisão um ponto previamente determinado “em mar aberto, no Mar Ocidental da Coreia”, e “não provocou efeito adverso na segurança dos países vizinhos”. O alcance real obtido no teste (933 quilômetros) é menor do que o potencial de alcance estimado numa situação real (6.400 quilômetros). Essa diferença se deve ao fato de que, no teste, o míssil descreveu o ângulo máximo de uma parábola - subindo, mais do que avançando horizontalmente. Numa situação real, o míssil faria uma parábola de ângulo mais aberto, subindo menos e cobrindo uma área maior. O que importa para o teste é o míssil ter provado ter potência suficiente e acuidade. O míssil é apenas um veículo. Ele não estava equipado com carga explosiva alguma no momento do teste. O perigo está na combinação entre o raio de alcance do veículo (míssil) e o desenvolvimento de ogivas nucleares que a Coreia do Norte vem testando em separado (munição).

Qual o motivo do teste, segundo a Coreia do Norte .

A Coreia do Norte é um dos regimes mais fechados do mundo. O país não tem uma sociedade civil diversa, com acadêmicos e pesquisadores ligados a instituições fortes de pesquisa, partidos políticos de oposição e imprensa livre. 

Assim, a única forma de saber o que o governo pretende é recorrendo aos órgãos oficiais de informação. 

A linguagem desses órgãos é inflamada, superlativa e imprecisa. Após o teste do míssil balístico lançado na terça-feira (4), por exemplo, a agência norte-coreana KCNA publicou comunicado dizendo o seguinte: “Como uma potência nuclear de pleno direito, e de posse do mais poderoso foguete balístico intercontinental capaz de atingir qualquer parte do mundo, juntamente com armas nucleares, a RPDC [República Popular da Coreia do Norte] irá fundamentalmente colocar fim à chantagem e à ameaça de guerra nuclear dos Estados Unidos, defendendo de forma confiável a paz e a estabilidade da península coreana e da região” Comunicado emitido pela KCNA, agência oficial norte-coreana de notícias, após o teste exitoso de míssil balístico no dia 4 de julho de 2017 O comunicado faz referência à presença militar americana no sul da Ásia, que se estende ininterruptamente desde o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. 

À época, o mundo se dividiu entre um lado capitalista, liderado pelos EUA, e outro comunista, liderado pela hoje extinta União Soviética. A Península Coreana foi dividida ao meio, com o norte comunista e o sul capitalista. A divisão perdura até hoje.
Rússia e China - vizinhos próximos da Coreia do Norte e antagonistas políticos dos EUA - consideram que os exercícios militares conjuntos realizados na região por forças americanas e sul-coreanas estão alimentando a resposta norte-coreana. 

Além disso, russos e chineses criticam o fato de os EUA terem reativado em março de 2017 um escudo anti-mísseis na região. O Thaad (Terminal de Defesa Aérea para Grandes Altitudes, na sigla em inglês) foi concebido para interceptar e destruir mísseis em pleno voo, antes que eles atinjam seus alvos. 

A instalação desse tipo de defesa desequilibra as forças na região, levando ao que se chama de “corrida armamentista”. Nela, cada potência tenta superar a capacidade de reação de um possível adversário, provocando uma escalada não apenas retórica, política e militar, mas também de gastos.
Não  é  de Hoje  Esse  risco  :

Em 1947, o Boletim dos Cientistas Atômicos criou o “Relógio do Dia do Juízo Final”. Nele, os ponteiros se movem de acordo com a iminência de um ataque nuclear, sendo a meia-noite o momento da explosão. 

Na contagem atual, o ponteiro marca apenas 2,5 minutos para a ocorrência de um ataque. A ameaça já foi menor: 23h57 em 2015 e 2016, e 23h55 em 2012, por exemplo. 

Além do relógio - elaborado por renomados cientistas para ilustrar de maneira popular um problema complicado -, há também diversas análises de especialistas sobre o risco real de um conflito agora. 

O centro de estudos americano Council on Foreing Relations fala de uma “grave ameaça à segurança”, representada por um arsenal “de entre 15 e 20 ogivas nucleares” norte-coreanas. 

Outro influente centro de estudos americanos, o Brookings Institution, considera a Coreia do Norte “um dos locais mais pesadamente armados da Terra” e “o único a ter realizado testes atômicos no século 21”. 

A  ENTREVISTA  COM O  DOUTOR   GUNTHER RUDZIT 

Para entender os elementos presentes nessa disputa e os riscos para a segurança, o Nexo conversou com Gunther Rudzit, doutor em ciência política pela USP, a  qual  a gazeta central Blog pede a devida  licença para reproduzir a entrevista  com especialização em estudos de segurança na Universidade Georgetown (EUA), professor visitante na Universidade da Força Aérea Brasileira e Coordenador do curso de relações internacionais das Faculdades Rio Branco. 

NEXO:  Qual o risco de uma guerra nuclear na Península da Coreia hoje? 

GUNTHER RUDZIT A situação está chegando a um limite. O establishment militar americano não vai aceitar uma Coreia do Norte nuclear com capacidade de atingir os EUA continental. 

Isso já é discutido há muitos anos lá [nos EUA]. Governos anteriores sempre postergaram a intervenção proposta pelos militares devido ao altíssimo número de baixas que podem ocorrer na Coreia do Sul. 

Desde o segundo governo de Bill Clinton [1993-2001], já se falava em entre 1 milhão e 1,5 milhão de mortos.

A capacidade de destruição da Coreia do Norte não é só em termos nucleares. A capacidade de artilharia convencional que pode atingir Seul [capital da Coreia do Sul] é muito grande e isso é que veio segurando uma ação militar americana. 

Porém, finalmente temos agora um momento em que isso precisa ser enfrentado. E calhou de ser exatamente no mandato de um presidente destemperado [em referência ao presidente dos EUA, Donald Trump]. 

Há algumas posturas que ele assume e volta atrás. Em outras, não volta. Não acho que ele aceite ser humilhado pelo líder norte-coreano [Kim Jong-un]. 

São dois líderes para os quais qualquer atitude que possa parecer um recuo faz com que eles se sintam humilhados e enfraquecidos do ponto de vista interno. 

Então, não é um problema de um único lado, são os dois. Uma coisa era ter a Coreia do Norte com essa postura e, do outro lado, estar o [Barack] Obama [presidente americano de 2009 a 2017], apostando na paciência estratégica, esperando os chineses resolverem a situação. 

Agora, não é assim. Então, essa possibilidade de guerra - mesmo que não seja uma guerra nuclear, mesmo que os EUA consigam num primeiro ataque destruir a capacidade nuclear norte-coreana - existe e seria desastrosa.

Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/07/04/Qual-o-risco-de-uma-guerra-nuclear-hoje-Este-especialista-responde

© 2017 | Todos os direitos deste material são reservados ao NEXO JORNAL LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. 

Depois  da explicação  do especialista  ao Jornal NEXO,  vamos retornar  ao  nosso  assunto. Nesse  caso  cito a  fonte de informação conforme  a Lei  dos  direitos  autorais.

_______________________________________________________

Mas  quanto a  Bíblia  o que  diz a respeito: 

Não  no  sentido  religioso  já  advirto  e  sim  pela própria  escatologia :

A BÍBLIA E A GUERRA NUCLEAR = ( APOCALIPSE 8:7-12)


Antes  de entrar  nesse  assunto  só  quero  lembrar aos senhores  que  precisamos  ficar  de "  olhos" abertos  nos  dois  países  comunistas e  socialistas a Russia  e  a  China  que estão  querendo  nosso Urânio e  esse  acordo  que  Michel  Temer  fez  a essa semana me  chamou  muita  atenção,  fiquem  de olho no BRICIS, NA ONU E nos  acordos  inclusos que ferem a  Soberania  Nacional.  RENATO  SANTOS 

A BÍBLIA DIZ: "ELE FARÁ ALIANÇA COM MUITOS POR UMA SEMANA; NA METADE DA SEMANA FARÁ CESSAR O SACRIFÍCIO E A OFERTA DE MANJARES; SOBRE A ASA DA ABOMINAÇÃO VIRÁ O ASSOLADOR, ATÉ QUE A DESTRUIÇÃO, QUE ESTÁ DETERMINADA, SE DERRAME SOBRE ELE" ( DN 9:27). 
  
EIS AÍ ESTÁ, A PROFECIA DIANTE DE NÓS. EM PRIMEIRO LUGAR, QUERO DIZER AO LEITOR, QUE A BÍBLIA QUE USAREI DAQUI POR DIANTE, É A VERSÃO DE JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA: REVISTA E ATUALIZADA.
                  

OUTRO PONTO DE SUMA IMPORTÂNCIA DAQUI POR DIANTE É O SEGUINTE: OUTRO FATO A SER MOSTRADO AGORA, TEM COMO BASES PRINCIPAIS TRÊS FONTES:

                     
1) - A PALAVRA DE DEUS, CONFIÁVEL, FIDEGDINA DE TODA ACEITAÇÃO: "VEDE ENTRE AS NAÇÕES, OLHAI, MARAVILHAI-VOS, E DESVANECEI, PORQUE REALIZO EM VOSSOS DIAS OBRA TAL QUE VÓS NÃO CREREIS, QUANDO VOS FOR CONTADA" ( HAB 1:5)

               
2) - AS ARMAS MAIS LETAIS ( LETAL SIGNIFICA: QUE PRODUZ MORTE) DE NOSSO TEMPO: "ESTA SERÁ A PRAGA COM QUE O SENHOR FERIRÁ A TODOS OS POVOS QUE GUERREAREM CONTRA JERUSALÉM: A SUA CARNE APODRECERÁ ESTANDO ELES DE PÉ, APODRECER-SE-LHES-ÃO OS OLHOS NAS SUAS ÓRBITAS, E LHE APODRECERÁ A LÍNGUA NA BOCA" ( ZAC 14:12-15)

                
3) - O QUE DIZEM OS CIENTISTAS MUNDIAIS, COM REIPEITO A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL = GUERRA NUCLEAR = HOLOCAUSTO NUCLEAR.
            
A PROFECIA DE DANIEL 9:27, É MUITO ABRANGENTE: OS TRÊS ( A PALAVRA DE DEUS = BÍBLIA, AS ARMAS MAIS LETAIS = BOMBA - A, BOMBA - H, BOMBA - N, ARMAS QUÍMICAS E BIOLÓGICAS E O QUE DIZEM OS CIENTISTAS MUNDIAIS) ESTARÃO JUNTOS, OU SEPARADAMENTE EM ALGUNS CASOS, E UNIDOS EM OUTROS.

           
O LEITOR DEVE LEMBRAR-SE, QUE A IGREJA CRISTÃ ESTÁ DENTRO DO INTERVALO PROFÉTICO DE DN 9:26, E QUE, SEGUNDO A BÍBLIA, INICIOU-SE EM 33 D.C., ATÉ 7 DE JUNHO DE 2017 D.C., ONDE JÁ ESTAMOS DENTRO DA EMINÊNCIA DO ARREBATAMENTO A QUALQUER MOMENTO; E AO SAIR A IGREJA CRISTÃ DA FACE DA TERRA, INICIARÁ O CUMPRIMENTO DE DN 9:27 = A ÚLTIMA SEMANA.


                
VIVEMOS NUMA ÉPOCA DE GRANDES EXPECTATIVAS, TANTO NO LADO ESPIRITUAL: "ORA, AO COMEÇAREM ESTAS COISAS A SUCEDER, EXULTAI E ERGUEI AS VOSSAS CABEÇAS, POR QUE A VOSSA REDENÇÃO SE APROXIMA. VIGIAI, POIS, TODO TEMPO, ORANDO, PARA QUE POSSAIS ESCAPAR DE TODAS ESSAS COISAS QUE TEM DE SUCEDER, ( A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL) E ESTAR EM PÉ NA PRESENÇA DO FILHO DO HOMEM" ( LC 21:28,36).                       
            
COMO NO LADO MATERIAL: "ACAUTELAI-VOS POR VÓS MESMOS, PARA QUE NUNCA VOS SUCEDA QUE OS VOSSOS CORAÇÕES FIQUEM SOBRECARREGADOS COM AS CONSEQUÊNCIAS DA ORGIA, DA EMBRIAGUES E DAS PREOCUPAÇÕES DESTE MUNDO, E PARA QUE AQUELE DIA NÃO VENHA SOBRE VÓS REPENTINAMENTE, COMO UM LAÇO. POIS HÁ DE SOBREVIR A TODOS OS QUE VIVER SOBRE A FACE DA TERRA" ( LC 21:34-35).   
                 

                        A ORIGEM DA BOMBA ATÔMICA


                    JÁ QUE VIVEMOS DIANTE DE UMA TÃO GRANDE MÁQUINA CIENTÍFICA EM TODAS AS ÁREAS DA CIÊNCIA, PRECISAMOS CONHECER, AS ARMAS MAIS LETAIS ( LETAL SIGNIFICA: QUE PRODUZ MORTE), JÁ PRODUZIDA PELO HOMEM; MESMO CONTRA A SUA VONTADE, O HOMEM COM A AJUDA DA CIÊNCIA CRIOU A "FÓRMULA DO GENOCÍDIO INSTANTÂNEO: A BOMBA ATÔMICA".


                OS HOMENS USARAM A CIÊNCIA A SERVIÇO DA DESTRUIÇÃO; MAS NÓS, OS CRENTES SALVOS EM JESUS CRISTO, USAMOS A CIÊNCIA E O CONHECIMENTO BÍBLICO E A MATEMÁTICA, A SERVIÇO DE DEUS, E AO BENEFÍCIO DOS HOMENS.
                
O  URANIO 

A ENERGIA ATÔMICA, SOB O PONTO DE VISTA DA BOMBA ATÔMICA, É OBTIDA MEDIANTE A DESTRUIÇÃO DO ÁTOMO DO URÂNIO. 

NO COMEÇO DO SÉCULO, OS SÁBIOS QUÍMICOS HAVIAM ASSEGURADO, QUE HAVIA SUFICIENTE ENERGIA NUMA GARRAFA DÀGUA, PARA, POR EXEMPLO: MOVIMENTAR UM NAVIO ATRAVÉS DO OCEANO PACÍFICO DE UM LADO A OUTRO.

               JÁ EM 1905, ALBERT EINSTEIN, DESCOBRIU QUE MASSA VIRA ENERGIA. SUA FÓMULA, NA ÉPOCA ERA ( E = MC)2, FOI USADA PARA CALCULAR A FORÇA DAS REAÇÕES NUCLEARES. 

JÁ O FÍSICO ROBERT OPPENHEIMER DIZIA QUE, NUMA COLHER DAS DE SOPA CHEIA DESTA MATÉRIA, ERA IGUAL EM CALOR DE UM MILHÃO DE LITROS DE GASOLINA QUEIMANDO AO MESMO TEMPO.

                          
JÁ O CASAL PIERRE E MARIE DECIFRARAM A RADIATIVIDADE, ELES FIZERAM UM ESTUDO COMPLETO DO FENÔMENO VISTO EM 1896, POR HENRY BECQUEREL. OS TRÊS ERAM FRANCESES.
                        
AINDA ANTES DA BOMBA DE HIDROGÊNIO, CRIADA NOVE ANOS DEPOIS DA BOMBA ATÔMICA; ERA O ENGENHO DE GUERRA MAIS MORTÍFERO QUE O HOMEM CONHECIA. 

NÃO FUNCIONAVA POR EXPLOSÃO, E SIM POR EXPANSÃO; A PARTIR DA DESINTEGRAÇÃO DO ÁTOMO, A QUAL LIBERA VIOLENTAMENTE A ENERGIA ATÔMICA. 
                 
O INTENSO CALOR ASSIM GERADO É TRANSMITIDO, POR UMA REAÇÃO EM CADEIA, A ATMOSFERA E A MATÉRIA QUE SE ENCONTRAM NUM RAIO DE MUITOS QUILÔMETROS, ESPALHANDO A DESTRUIÇÃO E A MORTE, TRABALHO ESTE COMPLETADO, DENTRO DE UM RAIO AINDA MAIOR, PELA EMANAÇÃO RADIOATIVA QUE TAMBÉM SÃO PRODUZIDAS.


              O PODER DO URÂNIO E DO PLUTÔNIO


              
SEM DÚVIDA ALGUMA, HÁ MAIS TRANSCENDENTAL E IMPRESSIONANTE INVENÇÃO REALIZADA NO CURSO DA 2A GRANDE GUERRA MUNDIAL FOI A BOMBA ATÔMICA; 

NA ÉPOCA, A MAIS PODEROSA ARMA LETAL CONHECIDA E DIFERENCIA-SE DE TODOS OPS TIPOS ANTERIORES DA BOMBA, PELO FATO DE SUA FORÇA EXPLOSIVA, ORIGINA-SE DA LIBERAÇÃO DE ENERGIA ATÔMICA.   
                  
ESTA ENERGIA É IDENTIFICADA É LIBERADA PELO SOL PARA PRODUZIR CALOR E LUZ. OS HOMENS DE CIÊNCIA CHAMAM A ESTE PROCESSO "FISSÃO NUCLEAR". 

ATÉ AGORA, FORAM DESCOBERTOS DUAS MATÉRIAS COM OS QUAIS SE PODEM FABRICAR BOMBAS ATÔMICAS. 

UM É CHAMADO: ISÓTOPO DE UNÂNIO, DENOMINADO: URÂNIO 235. O OUTRO, ELEMENTO QUÍMICO CHAMADO: PLUTÔNIO, PODE PRODUZIR-SE POR MEIO DE CERTAS MODIFICAÇÕES NUCLEARES NO URÂNIO COMUM, QUE É O URÂNIO 238.
               
O PODER DO URÂNIO É O SEGUINTE: NUM BLOCO DE URÂNIO, MASSA VIRA ENERGIA... E O URÂNIO EMITE RADIAÇÃO... A RADIAÇÃO SAI DO NÚCLEO.... E PODE QUEBRAR OUTROS NÚCLEOS... NUMA DEVASTADORA REAÇÃO EM CADEIA. 
                 

AO MOSTRAR EM 1911 QUE OS ÁTOMOS TINHAM NÚCLEO, O INGLÊS ERNERT RUTHEFORD FUNDOU O RAMO MAIS IMPORTANTE DA FÍSICA NESSE SÉCULO. 

A DESCOBERTA DA FISSÃO DO URÂNIO, OU SEJA, DA DIVISÃO DO ÁTOMO; QUE TORNOU POSSÍVEL A CONSTRUÇÃO DA BOMBA ATÔMICA; FOI ANUNCIADA EM JANEIRO DE 1939 POR DOIS CIENTISTAS ALEMÃES: OTTO HANH E F. STRASSMANN.
                  

LISE MEITNER CALCULOU A ENERGIA: SIM, A AUSTRÍACA MEITNER AJUDOU O ALEMÃO: OTTO HAHN A QUEBRAR O NÚCLEO DO URÂNIO, E EM 1939, COM A FÓRMULA DE ALBERT EINSTEIN; ELA CALCULOU A ENERGIA OBTIDA. 

JÁ O DINAMARQUÊS BOHN FEZ A TEORIA DA GOTA DÀGUA, E NINGUÉM CONHECIA MELHOR DISTO DO QUE ELE; POIS ESTE DINAMARQUÊS NIELS BOHN, EXPLICOU COMO O NÚCLEO ATÔMICO SE PARTIA.
               
AS FORÇAS EM JOGO SÃO ANÁLOGAS AS QUE EXISTEM NOS LÍQUIDOS.
               

AINDA NO FINAL DE 1938, O FÍSICO ITALIANO ENRICO FERMI, APROVEITOU UMA OCASIÃO EM SEU PAÍS, ENTÃO SOB  DOMÍNIO FACISTA. 

NUMA QUEBRA DE SIGILO SEM PRECEDENTE, MAS JUSTIFICÁVEL NAQUELA CIRCUNSTÂNCIA; ELE HAVIA SIDO INFORMADO DE ANTEMÃO QUE GANHARIA O PRÊMIO NOBEL DE FÍSICA DAQUELE ANO.
                  
ENTÃO FERMI, SABENDO QUE CONSEGUIRIA UMA AUTORIZAÇÃO PARA IR A ESTOCOLMO, NA SUÉCIA, RECEBER A LÁUREA; PLANEJOU SECRETAMENTE NÃO VOLTAR MAIS PARA ITÁLIA. 

FUGIU COM TODA A FAMÍLIA PARA OS ESTADOS UNIDOS. A CHEGADA DE FERMI, FOI DECISIVA PARA QUE A TECNOLOGIA DO ÁTOMO, FOSSE DOMINADA EM TRÊS ANOS - 

UM EFEITO, NA ÉPOCA, IMAGINÁVEL PARA A CIÊNCIA. MAS FERMI TINHA CERTEZA, DESDE O INÍCIO DO SÉCULO, DE QUE O NÚCLEO REPRESENTAVA A MAIS DENSA CONCENTRAÇÃO DE MATÉRIA JÁ VISTA; E ISTO SIGNIFICAVA MUITA ENERGIA.                

                   
DIZIA FERMI: "UM ÚNICO GRAMA DE MATÉRIA, SEJA DO QUE FOR, REPRESENTAVA 20 TRILHÕES DE CALORIAS, O SUFICIENTE PARA FAZER FERVER 900.000 TONELADAS DE ÁGUA AO MESMO TEMPO"
 

OS CIENTISTAS JUDEUS: ROBERT OPPENHEIMAR E ALBERT EINSTEIN
                         

             
É O QUE DIZ A FÓRMULA DESCOBERTA POR ALBERT EINSTEIN EM 1905,( E = MC)2.  ENERGIA = ( E), IGUAL A MASSA, ( M ) = MULTIPLICADA PELA VELOCIDADE DA LUZ AO QUADRADO, ( C )2.. 

NEM TODA A MATÉRIA VIRAVA ENERGIA ( A CONVERSÃO NÃO CHEGA A 20 %, AINDA HOJE ), MAS DAVA DE SOBRA PARA PROJETAR UMA SUPER ARMA DEVASTADORA.   
           

                 UMA GRANDE MOVIMENTAÇÃO 


         
O CIENTISTA JUDEU ALBERT EINSTEIN, NO OUTONO DE 1939, PERSUADIU O PRESIDENTE FRANKLIN ROOSEVELT, DOS ESTADOS UNIDOS, A DAR PRIORIDADE AOS ESTUDOS E EXPERIÊNCIAS, QUE TIVERAM COMO RESULTADO A INVENÇÃO E O FABRICÃO DA BOMBA ATÔMICA.

OS CIENTISTAS HAVIAM DESCOBERTO A FÓRMULA, SÓ FALTAVA DEMONSTRAR QUE, QUANDO UM ÁTOMO DE URÂNIO SE QUEBRA, SEUS FRAGMENTOS PROVOCAM SUCESSIVAMENTE A QUEBRA DE OUTROS NÚCLEOS, OU SEJA, UMA REAÇÃO EM CADEIA; QUE SÓ FOI DEMONSTRADO POR FERMI EM 1942.
              
DAÍ EM DIANTE, A CONSTRUÇÃO DA BOMBA ATÔMICA JÁ NÃO DEPENDIA TANTO DA CIÊNCIA. ERA UM PROBLEMA DE TECNOLOGIA E DE DINHEIRO, ESPECIALMENTE PARA PRODUZIR O URÂNIO COMUM EM COMBUSTÍVEL. O URÂNIO PRECISA SER ENRIQUECIDO COM VARIEDADES MAIS RARAS DEURÂNIO.


                 
A PRÓPRIA GUERRA, (A SEGUNDA  GUERRA MUNDIAL), ENTÃO, DARIA O EMPURRÃO PARA A CONQUISTA DA ENERGIA NUCLEAR. EM MEADOS DE 1942, OS DITADORES ADOLF HITHER ( EM BRAUNAU, NASCEU ADOLF HITHER EM 20-04-1889, E MORREU EM 30 DE ABRIL DE 1945, JUNTAMENTE COM SUA MULHER, EVA BRAUNAU), DA ALEMANHA NAZISTA, COM O LEMA: "DIE JUDEN SIND AM ALLEM SEHULD" = "OS JUDEUS SÃO CULPADOS DE TUDO". 

JÁ BENITO MUSSOLINE, DA ITÁLIA, COM A SUA IDÉIA FIXA DE "UM NOVO IMPÉRIO ROMANO", HAVIAM DOMINADO TODA A EUROPA CONTINENTAL, DA FRANÇA Á POLÔNIA.
                 
DIANTE DE TAMANHA DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA, O PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS, FRANKLIN ROOSEVELT, RESOLVEU ENCOMENDAR A ARMA ATÔMICA A UMA UNIDADE DE ENGENHARIA DO EXÉRCITO AMERICANO.


               
MESMO ANTES QUE A PRIMEIRA BOMBA ATÔMICA FOSSE TESTADA NOS EUA, A 16 DE JUNHO DE 1945; O CIENTISTA DINAMARQUÊS NIELS BOHN TENTOU CONVENCER OS GOVERNOS DOS EUA E DA INGLATERRA, A NÃO DESENVOLVER AQUELA ARMA TÃO MORTÍFERA E DEVASTADORA, E DE EFEITOS AINDA DESCONHECIDOS.
             
MAS, SUA SUGESTÃO FOI REPELIDA, JÁ QUE TANTO ROOSEVELT, COMO O PRIMEIRO-MINISTRO INGLÊS, WINSTON CHUCHIL, ESTAVAM DECIDIDOS A EXPLORAR A POSSIBILIDADES ESTRATÉGICAS DA NOVA ARMA CONTRA O IMPÉRIO JAPONÊS, E TAMBÉM CONTRA A SUPERPOTÊNCIA RIVAL QUE COMEÇAVA A SURGIR NO LESTE EUROPEU, A URSS.

             
MAS TARDE, O PRINCIPAL RESPONSÁVEL PELO PROJETO DA BOMBA ATÔMICA, O NORTE-AMERICANO, ROBERT OPPENHEIMER, TAMBÉM PROCUROU CONVENCER OS GOVERNOS DAS POTÊNCIAS A LIMITAR O DESENVOLVIMENTO DAQUELA ARMA TÃO DEVASTADORA.
          
A MOVIMENTAÇÃO AUMENTA: NASCE A BOMBA ATÔMICA.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog