Jairo da Marinete Elias Gleizer NÃO MORREU VIVE NOS NOSSOS CORAÇÕES OBRIGADO

Para mim ele foi sempre o Jairo da Marinete, personagem que interpretou como ninguém (na foto, com Rosane Gofman) na minha novela “Tieta”. Não que ele não tenha vivido outros personagens marcantes. PALAVRAS  DE  AGUINALDO SILVA 


Era um exímio criador de tipos, tinha um talento raro para valorizar os bordões que os autores lhe davam… Enfim: era um grande ator da velha guarda, mais um que se foi, mas que, se depender de mim e de milhares de telespectadores que o viram atuar nunca será esquecido.

Filho de judeus poloneses que fugiram da perseguição na Europa, Elias Gleizer apareceu na TV Tupi, em fim da década de 1950. Fez a novela José do Egito, em 1959. 

Depois engatou uma série enorme de novelas e outros teleteatros, na TV Tupi. Fez nada menos que 25 trabalhos. Seu tipo bonachão, um corpo grande, aliados ao olhar doce, encaixam-se sempre em variados papéis. 

Dessas 25 novelas, fez Se o Mar Contasse, O Mestiço, Olho Que Amei, A Outra, A Inimiga, A Ré Misteriosa, Os Irmãos Corsos, Presídio de Mulheres, Os Rebeldes, Antônio Maria, Nino, o Italianinho, Simplesmente Maria, 

A Fábrica, Signo da Esperança, Rosa dos Ventos, Salário Mínimo, Xeque-Mate e O Machão. Quando a TV Tupi foi fechada, Elias Gleizer foi para a TV Bandeirantes, onde trabalhou em Dona Santa e Sabor de Mel. No SBT fez Acorrentada e Uma Esperança no Ar. Foi quando ingressou na Rede Globo. 

E mais uma vez, engatilhou uma série de 25 participações em teledramaturgia. Seu tipo físico e seu jeito de atuar, parece abrirem-lhe os caminhos. Jamais se casou nem teve filhos.

Internado desde o dia 6 de maio após sofrer uma queda em uma escada rolante resultando em fratura de cinco costelas e perfuração do pulmão, morreu em decorrência de complicações que levaram à falência circulatória após uma broncopneumonia.

CASO IMOBILIÁRIA CONTINENTAL DE GUARULHOS,: VENDEM TERRENOS, DIFICULTA AS PRESTAÇÕES , ENTRAM NA JUSTIÇA PARA REINTEGRAÇÃO DE POSSE POR FALTA DE PAGAMENTO E NA CARA DE PAU DEVE A PREFEITURA MUNICIPAL DA CIDADE R% 140 MILHÕES AOS COFRES PÚBLICOS E A CÂMARA ESTA SEM FAZER NADA, O QUE ESSA ORGANIZAÇÃO ESTÁ FAZENDO É CRIME PUNÍVEL COM CADEIA , ESPECUALAÇÃO IMOBILIÁRIA, ARRENDAMENTO DA CIDADE DE GUARULHOS , O QUE OS MORADORES QUEREM É RESPEITO, POR ISSO NO DIA 16 DE JUNHO TERÇA FEIRA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVAS AS 19 HORAS HAVERÁ UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA COM A PRESENÇA DO DEPUTADO PROFESSOR CARLOS GIANNAZI NO AUDITÓRIO FRANCO MONTORO, TODOS DEVEM COMPARECER

Guarulhos,  há  um pedaço de  terra  denominado CONTINENTAL  II,  que ainda  não  foi  dado  o  direito SAGRADO  na Constituição  de MORADIA, o que  tem lá, é REINTEGRAÇÃO DE POSSE, mas, que  os  colonizadores querem  mesmo  e  expulsar  seus  respectivos  os proprietários sim  senhores proprietários  por  que os  próprios Colonizadores,  venderam os  metros  quadrados  as  pessoas que  la  estão, e  depois, numa picaretagem  simplesmente querem agora, não oficializar a  moradia  com uma  Carta denominada  "  ESCRITURA  DO TERRENO".  



Já  havíamos publicado  essa mesma  situação, mas  tudo indica que  nem  a PREFEITURA DE GUARULHOS, NEM  A CÂMARA E  NEM MESMO  O PODER JUDICIÁRIO, tem poderes CONSTITUCIONAIS, para  colocar a IMOBILIÁRIA CONTINENTAL  em  seu devido lugar.

Além de  tudo  isso, a  Imobiliária Continental  inverte  os papéis, ela usa  o Poder  Judiciário  para  processar  os moradores  dos  bairros  envolvidos  numa atitude de  covardia, sabendo-se quem  usurpa  são  eles  mesmos, faz  uma roubalheira  no setor  financeiro. 

Segundo os moradores, os valores das prestações dos imóveis têm aumentado além do que eles têm condições de pagar. As tentativas de negociação não têm surtido efeito. 

Onde  esta a  Justiça de verdade nesse  caso,  como afirmamos a Imobiliária  Continental usa de argumento jurídico  mais baixo da história, fazendo  que  o Juiz use do  Ordenamento  Jurídico que  por  falta de pagamento  sejam  dada a  reintegração de posse a  favor da  mesma.   

Mas,  na realidade  a  Imobiliária Continental  é  ré de Processos Administrativo  que  a Prefeitura  Municipal de Guarulhos  trem aplicado e,  relação as dívidas da empresa com a Prefeitura por causa de multas por diversas infrações ultrapassam os 140 milhões de reais. 

Vejamos  o  que  pensam  os  Vereadores da  Câmara Municipal de  Guarulhos: 

O vereador Geraldo Celestino (PSDB) se mostrou indignado com a situação: “Como a Prefeitura lida com uma empresa que deve tanto e não toma providências para que a cobrança seja feita?”, questionou. “Enquanto isso, a Continental continua agindo desta forma, em prejuízo de tantos moradores”, acrescentou.

Más,  vá  um  empresário de  pequeno porte, um  cidadão  comum  atrasar  o  IPTU, fica  cinco anos  sem pagar  pra ver o que  o  departamento  financeiro da  Prefeitura  faz, toma  sua casa  mediante a  uma Ação Judicial pela  fazenda Pública e nem quer  saber se  tem pessoas  idosas, doentes ou crianças,onde esta a  tal da Fazenda Pública e  o Ministério Público de  Guarulhos.

O  Pensa  o Vereador  do PT, vejamos :  

O vereador Marcelo Seminaldo (PT) comentou o saldo da reunião: “Foi uma conversa produtiva e, entre outras propostas, vamos pedir ao Executivo que crie um dispositivo que promova a mudança de zoneamento para área social e, assim, diminuir o valor do imóvel e das prestações”, exemplificou Seminaldo.

Senhor  vereador, isso  não resolve é  enganar a  população, o que  precisa de  fato  é  a  CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS chamar  em  convocação  os  donos  da Imobiliária  Continental, a  Prefeitura Municipal setor Financeiro e Imobiliário e  ainda  criar  uma CPI  para   investigar  qual a ligação  entre a  Prefeitura e  a Imobiliária Continental.

Tapando  o  buraco  Continental na Câmara :

No  dia  17  de maio de  2015,  cinco  dias  depois da   comemoração  do dia  dos escravos, vejam que  os senhores feudais  fizeram, depois  acham  ruim sem motivos, eles mesmos não respeitam ninguém: 

Com a interrupção da Sessão, o Grande Expediente não teve nenhum item deliberado. No retorno da reunião, sem quórum, a Sessão foi encerrada no início da Ordem do Dia e nenhum projeto de leito pôde ser votado. 

Agora  com a  Câmara  vazia sem  os  representantes  do povo dois munícipes corajosos  falaram na Tribuna Livre. 

Silvana Cristina Paulino e Anselmo Pires da Silva fizeram coro ao plenário e reivindicaram maior atenção do poder público à questão da moradia, principalmente à camada mais carente da população. 

 A Sessão Ordinária da Câmara de Guarulhos da terça-feira (17) foi marcada pela manifestação de cerca de 200 moradores de regiões onde a Imobiliária Continental tem imóveis e terrenos à venda, caso dos Parques Continental I e II, Vila Operária e Jardim das Oliveiras. 

A intervenção popular motivou a interrupção da Sessão por cerca de 30 minutos para que uma comissão formada por representantes dos moradores e diversos vereadores encaminhassem uma proposta que permitisse a cobrança de prestação de imóveis mais condizente com a condição da população daqueles locais. 

Outro  Vereador  a  se manifestar  foi o presidente Professor Jesus (PDT) se comprometeu a entrar em contato com o secretário municipal de Governo Benedito Parecido da Silva. “A partir daí, vamos tentar marcar uma reunião como Prefeito e chegar a uma solução favorável aos moradores”, afirmou o chefe do Legislativo.

Pasme senhores, "  tentar  marcar",  através de  um secretário municipal do  Governo, é  mais  ou menos  parecido  o que vamos descrever :  -" Uma  certa  vez, no  gabinete  do então ex-Prefeito (  falecido) Paschoal Thomeu, as  4.30 da manhã precisávamos  falar  com  ele, daí surgiu essa  figura secretário do  governo que  só iria aparecer as  9  horas da manhã, esta vámos no gabinete do então  prefeito in memória,  RENATO SANTOS,E  ALZIRO DE  CARVALHO, aí manifestei, eu  não vim aqui  para falar  com secretários  por que  não  ha  neles nenhuma autoridade e nem sabem resolver a  não ser  enrolar o assunto  é  transportes  coletivos, precisávamos de  mais  linhas SOBERANA  -  VILA GALVÃO, isso  meu  povo em  1986, pois, disse  que  iria  entregar  um Oficio nas mãos  do  então Prefeito, a qual  saiu de  sua  sala e nos  atendeu, três  meses a linha  começou a  operar.-"

Esse exemplo que  citamos  é  para  provar  que  a Câmara  tem poder  legislativo para  isso, falar  diretamente  com Prefeito e até  convocá-lo se  for  preciso, não se pode  esperar  um secretário  marcar  uma audiência. 

ENQUANTO  ISSO ESTÃO  ESPERANDO  BANHO DE SANGUE

data  31/05/2012

Cerca de 30 famílias estão sendo retiradas, na manhã desta quinta-feira (31), de um terreno no Jardim Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. 

A ação, que tem o apoio da Polícia Militar, é realizada por um oficial de Justiça, em cumprimento de mandado de imissão de posse, expedido pelo Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Guarulhos. 


A área, de aproximadamente 1.000m², é particular e está localizada no cruzamento entre as avenidas Lindomar Gomes de Oliveira e Guinle.

Esse  caso  era  invasão  pelo o que  indica, não se  trata  do caso da Imobiliária.


Para  isso, já  que  a  CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS, A  PREFEITURA  não resolvem  nada quem sabe  surge uma luz  na  ASSEMBLÉIA  LEGISLATIVA em SÃO PAULO.

Audiência Pública na Assembléia Legislativa de São Paulo, em defesa dos Moradores vítimas da Imobiliária Continental!
-Não à Especulação Imobiliária praticada pela Continental contra os Moradores! 
-Não ao arrendamento da cidade de Guarulhos praticado pela Continental!
-Essa audiência Pública vai debater com os Moradores, Poder Público,e Ministério Público ações de como solucionar e ajudar os moradores que são vítimas das irregularidades praticadas pela Imobiliária Continental,hoje as vítimas não conseguem quitar o financiamento dos terrenos negociados com a empresa nem podem providenciar a documentação a que teriam direito,e ainda correm constantemente o risco de serem expulsos de suas casas por suposta inadimplência.
Reivindicações dos Moradores:
- A Regularização Fundiária por Interesse Social já;
- A suspensão imediata de todos os processos jurídicos movidos pela Imobiliária Continental contra os moradores;
- O fim imediato das remoções das famílias que estão sendo afetadas com reintegrações de posse duvidosa praticado hoje pela Imobiliária Continental.
Convidados:
- Presidência do TJ-SP;
- Presidência do MP-SP;
- Presidência da CETESB;
-Camara Municipal de Guarulhos;
- Prefeitura de Guarulhos;
- OAB SP Meio Ambiente;
-Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo.
-Promotoria de Meio Ambiênte.
-Secretaria municipal de Habitação de Guarulho.
- OAB SP Direito Imobiliário;
- Comissão de Direitos Humanos da ALESP;
- Representantes do CNJ e C N M P
-Deputados Estaduais da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.
Iniciativa:
Deputado Estadual Professor Carlos Giannazi
IACON-Instituto Associativo Continental.
Associação de Moradores do Pq. Continental 3
https://www.facebook.com/groups/636754319695022/?fref=ts
Email;amcotres@gmail.com
M.L.M. Movimento de Luta por Moradia
Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
Auditório Franco Montoro – Andar Monumental
Av. Pedro Álvares Cabral, 201, Ibirapuera - SP
Dia; 16 de Junho de 2015, terça-feira, 19:00hs





Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog