GAZETA CENTRAL INSTAGRAM

SO UMA PESQUISA, QUEM VOCE ACHA QUE TEM CONDIÇÕES DE SER PRESIDENTE


DILMA
AECIO
MARINA
EVERALDO
EYMAEL
LUCIANA
J.MARIA
EDU JORGE
MAURO
LEVY
RUI COSTA

EM BREVE  SERÁ PUBLICADO  O HISTORICO DE CADA UM DELES

Republiqueta - O vídeo proibido pela petralha

Fraude nas URNAS? Especialista e professor da UNB, Diego Aranha diz que ...

Fraude nas URNAS? Especialista e professor da UNB, Diego Aranha diz que ...

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM LIDER DE OPOSIÇÃO DO PARTIDO VOLUNTAT, LEOPOLDO LOPES, NA PRISÃO RAMO VERDE, ELE MANDA UMA MENSAGEM DE CONDOLÊNCIAS PARA A FAMILIA DE EDUARDO CAMPOS, FALA SOBRE SUA PRISÃO E QUE ESTA BEM INFORMADO, E MANDA UM RECADO AO POVO BRASILEIRO ACORDEM, DILMA E LULA SÃO TRAIDORES E QUEM ESTIVER DO LADO DELA TAMBÉM, E ESPERA QUE AECIO NEVES FAÇA UM BOM GOVERNO E TOME CUIDADO COM AS COBRAS CUBANAS

Líder da oposição venezuelana revelou detalhes de seu cotidiano da prisão de Ramo Verde. "Eu tento aproveitar meu isolamento e fazer todo o possível para que a prisão não me tornar uma frustração"


Leopoldo López, que é privado de sua liberdade por ser acusado de "incitar a violência" no protesto maciço em 12 de fevereiro, foi entrevistado na prisão pelo colaborador para  JORNAL GAZETA CENTRAL.BLOG.

GAZETA CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL
NOS  DIGA  QUANDO  O SENHOR  ENTROU  AQUI  PELA PRIMEIRA  VEZ, QUAL A  RECOMENDAÇÃO  QUE  TE DERAM

LEOPOLDO  LOPES "Quando fui para a prisão, um dos coronéis tratou-me muito gentilmente e disse ' Olha, aqui na prisão um pode decidir duas coisas: crescer como um prisioneiro ou crescer como um homem ' e eu decidi que a última, eu tento aproveitar a minha privacidade e minha solidão para crescer." 

Estou pintando, eu leu tudo o que puder, para escrever e para fazer todo o possível para que a prisão não me tornar uma frustração".E  ainda mando  condolencias  a FAMILIA  DE EDUARDO CAMPOS, que  para  mim  devido  as suas  ultimas opiniões ele se tornou  uma pedra de sapato  para o PT, DILMA E  LULA.

GAZETA CENTRAL IRBING  INTERNACIONAL estoureparando em sua cabeceira  um livro de THOMAS  PIKETTY,  é um livro de  econimia  ja que o senhor  é  formando nesta  área

LEOPOLDO LOPES Na entrevista que ele diz que ele pintou animais para carvão vegetal e que agora acompanha-o a ler um livro de Thomas Piketty, "Capital no século XXI", bem como de Germán Carrera Damas e outro na economia. Dependendo da narrativa, conclua um cada dois ou três dias.

GAZETA CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL, Na quarta feira  passada  o senhor  declarou que  isso  não é  um  julgamento, mas  uma parede  para  mata-lo.a pergunta  é, o senhor  esta  pronto  para morrer.

LEOPOLDO LOPES  "Bom é o debate público se somente permitiu que as provas da acusação para incriminar-me e nenhum daqueles promovidos por nós para demonstrar que a chamada para conquistar a democracia não constitui um crime?" 

É um absurdo. Ele é novamente verificado a natureza política do processo e é necessário que todo mundo sabe disso, "ele disse com indignação esta semana.Quanto a  sua pergunta, claro  que não, mas  se  tem que enfrentar  então  que seja como um herói.

GAZETA  CENTRAL E  IRBING INTERNACIONAL.Numa entrevista  concedida  ao  EL TEIMPO, foi  falado sobre a IDEOLOGIZATION, o senhor  quer  comentar:




LEOPOLDO LOPES "É IMPRESSIONANTE O NÍVEL DE IDEOLOGIZATION DA FORÇA ARMADA"

"Deve haver e permanece, um olhar de obediência, que ordena sejam seguidas, mas no final somos todos venezuelanos. Aqueles que me vigiar acabam me dizendo coisas, que ganham menos de US $150 por mês, que insegurança é horrível, que não recebem farinha, óleo... "."

Ele também diz que a natureza política do seu encerramento é tal que uma vez repreendeu-o para fazer exercícios com uma camisa laranja, a cor de seu partido político. 

A chamada de atenção seus guardiões nada mais políticas saudações de manhã, aludindo para o falecido Chávez explicaram. "Eu disse, 'bem, e qual é o tema de vocês?'". 

Há um 'que' existem 'nós', que torna claro que a força naval tem politizado é a tal ponto que não pertence a todos nós. Apenas eu disse, eu gostaria que o lema de todos era 'Gloria Al pueblo bravo', como diz o hino nacional ".

A rotação semanal de zeladores não permitem maior empatia, mas algum outro gesto para facilitar o fechamento. 

"Outro dia, um dos chefes perguntou quem queria ver o filme libertador e bem, dois dias mandaram-nos para a célula de Daniel (Ceballos), que tem um acolher e nós vimos o filme, um 'quemaíto' daqueles piratas."

No andar de cima é apenas o prefeito de San Cristobal, Daniel Ceballos, na parte inferior do Mayor de San Diego, Enzo Scarano, e quem era o chefe da segurança do Presidente da câmara, Salvatore Lucchese. 

Todos foram expulsos dos seus cargos pelos tribunais, então eles são os presos políticos mais reconhecidos do governo de Nicolás Maduro.E finalizando a  entrevista, ele denuncia  que tanto A DILMA, LULA são  traidores da  VENEZUELA e espera  que  AECIO NEVES  candidato, tome muito cuidado  com cobras  cubanas, e  revela, se  os brasileiros  não  começar a  acordar  vai  acabar pior  que  nós  da VENEZUELA.

ALERTA A TODOS NÃO FOI SÓ AERONAUTICA QUE MANDOU AVISO DE DRONNER PERTO DA BASE AEREA, FOI VISTOS POR TESTEMUNHAS, VOAVA PERTO DA PISTA 35 DA BASE AEREA NA MESMA ATITUDE DA A ERONAVE DO EDUARDO CAMPOS, O PILOTO TENTEOU DESVIAR ACREDITA-SE QUE O APARELHO ATINGIU A OU A ASA DIREITA OU UMA DAS TURBINAS

ALERTA, SEGUNDO TESTEMUNHAS ESSE PEQUENO APARELHINHO FOI VISTO PERTO DA BASE AEREA DE SANTOS DETALHE, ESTAVA FILMANDO, VAMOS INVESTIGAR ISSO MAIS DE PERTO DE QUAL EMISSORA, A QUE DISTÂNCIA DA AERONAVE DO EDUARDO CAMPOS, E SE FOI ESSE DONNER QUE SE CHOCOU PELA ASA DIREITA DA AERONAVE JA QUE O PILOTO REMETEU POR TER VISTO ELE PERTO DEMAIS!

JARBAS VASCONCELOS E ROBERTO FREIRE, SUA VINDA AO VELÓRIO DE EDUADOR CAMPOS FOI UMA FALSIDADE, ELA NÃO GOSTAVA DO EX GOVERNADOR JA FALECIDO E AINDA, FREIRE PREVE O QUE A GAZETA CENTRAL DE JORNALISMO BLOG, JA VINHA ALERTANDO UMA RESISTÊNCIA DA POPULAÇÃO CONTRA O PT E SEUS GOVERNOS, O POVO ESTÁ INDIGNADO ELES ( LULA, DILMA ) COMEÇARAM A TRAIR O POVO QUANDO CHAMOU OS MEDICOS CUBANOS QUE NUMCA FORAM MÉDICOS E OS BILHÕES DE REAIS PARA CUBA, E AINDA NA NOSSA VISÃO, OS CASOS DE ESCANDALOS E SUAS LIBERDADES DOS ACUSADOS, E AINDA A DESCONFIANÇA DA POPULAÇÃO PELA MORTE DE EDUARDO CAMPOS, POR QUE TUDO INDICA SENHORES E SENHORAS QUE ELE FOI MESMO ASSASSINADO, MAS QUEM MANDOU MATAR, NÃO VEJO A REELEIÇÃO DA DILMA MESMO SE A MARINA FOR COM ELA NO SEGUNDO TURNO, QUE TUDO INDICA QUE ISSO VAI ACONTECER POR QUE ELA É COMUNISTA, SE A DILMA GANHAR VAI SER GOLPE PELAS URNAS ELETRONICAS FAÇO UM ALERTA, JA QUE AS MESMAS NÃO DÃO SEGURANÇA E NEM FORAM TESTADAS, SE NÃO TOMARMOS CUIDADO VEJO NAS ENTRELINHAS GOLPE BOLIVARIANO NO BRASIL NAS ELEIÇÕES:

Mesmo assim, as vais repercutiram entre as autoridades presentes. O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), atual aliado de Eduardo Campos e candidato a deputado federal, disse que as vaias do polico dirigidas a presidente Dilma Rousseff foram "justificadas". "Ela não tinha nada que vir aqui. 
E falso, ela não gostava mais de Eduardo", disse Jarbas. "Eu não faria isso, mandaria uma coroa de flores".

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), disse que as vaias são presidente Dilma Rousseff no velório de Eduardo Campos refletem a indignação da população. "O povo esté indignado. Pediram até para tirar a coroa de flores [enviada por Dilma]", afirmou. Freire preve o crescimento do movimento anti-governo nos proximos dias. "Ele era um critico ao governo mais contundente que Acéio (Neves, candidato do PSDB). E isso vai ficar. As pessoas não o conheciam e querem saber agora o que o Eduardo pensava", comentou.

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula deixaram o Palacio Campo das Princesas, onde foi realizada a cerimonia, sem comentar as vaias do publico para a Dilma. Lula alegou que não era momento para falar sobre o assunto.


Admiradores, amigos e parentes se despedem das vítimas da tragédia

Maciel Melo - Caboclo Sonhador CANTOU NO VELORIO DE EDUARDO CAMPOS

Tocando em Frente, por Almir Sater TOCADA NO SEPULTAMENTO DE EDUARDO CAMPOS

CIDADE CRUZEIRO DO OESTE, ENTERRA SEU FILHO NO OESTE DO ESTADO DO PARANA

Um dos pilotos do avião que caiu em Santos (SP) e matou o candidato à presidência Eduardo Campos (PSB), Marcos Martins, tinha cerca de 20 anos de experiência, conforme o pai dele, José Fontes Martins, nesta quarta-feira.


Martins era nascido em Cruzeiro do Oeste, no norte do Paraná, se formou no Aeroclube de Londrina e foi criado em Maringá, cidade da qual o bisavô dele, Joaquim Fontes, era pioneiro. Segundo o pai do piloto, o filho trabalhava havia pouco tempo com Eduardo Campos e tinha bastante experiência internacional.

"Ele tinha muitas horas de voo, nunca tinha tido nenhum problema. Era um piloto com muita, muita habilidade. Voava muito para o continente africano. Era frequente. Estamos meio sem entender ainda. Até agora, só estou sabendo as notícias pelo que passou na TV. Não sei o que dizer", disse o pai.

Marcos Martins morava em São Paulo (SP) com a esposa e os dois filhos, de 6 e 2 anos, e estava há bastante tempo fora de Paraná, diz o pai. Os pais moram em um sítio de Iguaraçu, na região de Maringá.

A família, diz o pai, estava se preparando, no fim da tarde desta quarta para ir para São Paulo na manhã desta quinta-feira, para o reconhecimento do corpo e as providências para o velório. A intenção é de que o velório seja feito em Maringá.

Em entrevista, a sogra do piloto, Lourdes Vargas, disse que o genro era um homem "tranquilo e responsável". A mulher, que vive em Dracena, no interior paulista, disse que irá a São Paulo para dar apoio à filha “Eles estavam juntos há 16 anos, mas haviam casado há cerca de dez anos”, afirmou a sogra.

Políticos falam sobre candidatura de Marina Silva

Admiradores, amigos e parentes se despedem das vítimas da tragédia

LITURGIA DE CORPO PRESENTE 1 COR.15.22, ESSE É O QUINTO DIA MAIS TRISTES DE NOSSAS VIDAS ONDE SETE IRMÇAO TIVERAM UMA PARDITA TÃO DOLOROSA

Liturgia da Assunção de Nossa Senhora
Palácio do Campo das Princesas, 18 de agosto de 2014, 10 horas.

“Como em Adão todos morrem,
assim também em Cristo todos reviverão” (1Cor 15,22).

Este é o quinto dia desde a triste e tão dolorosa notícia da tragédia que vitimou sete irmãos nossos, pelos quais celebramos esta Santa Missa: os pilotos Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins; Pedro Almeida Valadares Neto; Alexandre Severo Gomes e Silva, Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol), Marcelo de Oliveira Lyra e Eduardo Henrique Accioly Campos, pessoas que contamos entre nossos queridos familiares e amigos. Entretanto, este dia não é um dia qualquer. Hoje é Domingo, dia do Senhor, quando celebramos a Páscoa Semanal daquele que morreu dando a sua vida, oferecendo-a pela salvação do seu povo. Precisamente hoje, a liturgia da Igreja comemora a Assunção de Nossa Senhora ao céu. Diante dos corpos de três das sete vítimas do terrível acidente, é como se estivéssemos diante daquele mesmo calvário que a própria Maria viveu. Não pensemos que foi fácil o itinerário da sua vida. Foi escolhida por Deus para uma sublime missão: apesar de preservada de todo pecado, teve sua fé provada a todo instante, desde quando acolheu o anúncio de que seria a mãe do Filho de Deus. Enfrentando as dificuldades da vida, com a graça de Deus, teve forças para enxugar as lágrimas e confiar que a injustiça e a impunidade jamais teriam a última palavra.

Por ter confiado no Senhor e ter sido fiel aos desígnios de Deus, mereceu ter um nome bendito e lembrado de geração em geração, como ela própria afirmou. Mais que isso, mereceu ter a mesma vitória que seu Filho. A solenidade de hoje recorda precisamente isto: por ela ter pertencido totalmente a Deus e ter se entregado sem reserva à vontade de Deus, ela foi a primeira associada à sorte de Jesus, como disse o apóstolo Paulo, na segunda leitura: como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão; porém, cada qual segundo uma ordem determinada: em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo. Ninguém como a própria mãe pertenceu tanto a Jesus. Entretanto, a vitória da ressurreição de Jesus não para por aí, pois está chegando até aos nossos dias. Quando o Papa Pio XII proclamou, em 1950, o dogma da Assunção de Maria, ele não estava criando nenhuma verdade nova; estava proclamando que é verdadeira a fé que desde o início do cristianismo espalhou-se entre os discípulos de Jesus: Maria foi elevada ao céu em corpo e alma; não poderia ter o corpo corrompido alguém que deu à luz o Salvador do Mundo.

Como isto é algo que parece tão incompreensível para muitas pessoas, não só podemos como temos até que perguntar de que maneira tudo isto aconteceu. Na primeira leitura, escutamos referência à Arca da Aliança, que era aquele baú sagrado no qual estavam guardados os mandamentos que o Senhor havia dado a Moisés. Se era tão sagrada essa arca, muito mais sagrada é a arca definitiva, na qual se fez carne a Palavra de Deus. Maria é a nova e definitiva Arca da Aliança, onde Deus mesmo quis colocar a semente da salvação. E tudo isso foi possível porque Maria acreditou, não duvidou e deu credibilidade à Palavra de Deus. Como escutamos no Evangelho, há pouco proclamado, a própria Isabel disse que será cumprido na vida de quem acredita o que o Senhor prometeu. Por isso, a Virgem Maria é bendita entre as mulheres e, assim como Cristo, já tem realizada a glorificação que nós ainda estamos aguardando e pela qual trabalhamos.

E o mais bonito, meus irmãos e irmãs, é que todos os que creem em Jesus reviverão, não somente depois da morte, mas desde o instante em que acreditamos na sua Palavra. Às vezes, a Palavra de Deus parece improvável e acreditar nela parece desvantagem diante das muitas vantagens do dinheiro e do poder. Todas as pessoas que acreditam na Palavra de Deus permanecerão lembradas para sempre e seus nomes continuarão como estrelas, indicando o caminho para os que buscam um novo horizonte. 

Quem é Maria? É alguém do povo de Deus, que esperava, como toda a sua gente, a vinda do Messias, daquele que traria dias melhores. E o Messias chegou! O Messias, porém, não se fez grande, mas pequeno; é o que serve sem ser servido; que veio para dar vida e vida em abundância a todos, mesmo que isso significasse perder a própria vida. Esta era a sua missão, mas, além disso, era a convicção mais profunda de sua mãe. Ela sabia que Deus demonstra o poder de seu braço: dispersa os orgulhosos, derruba os opressores, eleva os humildes, sacia os famintos e destrói toda riqueza injustamente adquirida. Queremos que a fé da Virgem Maria seja um estímulo para a nossa fé, que vacila em tantos momentos.

Nesta hora, por exemplo, é como se estivéssemos diante de um outro calvário. Estamos ouvindo o clamor de tristeza de esposas e filhos, pais e irmãos, familiares e amigos, enfim, de todo o povo de Pernambuco e do Brasil. Perguntemos à Virgem Maria como é que ela foi capaz de permanecer de pé junto à cruz de seu Filho!? Deus lhe deu forças, mas também lhe deu força a convicção que levou seu Filho a amar-nos até o fim. O calvário não é o fim do percurso da vida de Jesus, nem de seus discípulos. As trevas caem sobre nós, a cortina da angústia encerra nosso coração, mas não podemos desistir. A Virgem Maria está de pé junto à cruz e nós devemos, igualmente, permaneceremos de pé. Fiquemos atentos ao que tem a nos dizer aquele que está crucificado.

O que estes nossos irmãos falecidos têm a nos dizer? Diante de seus corpos inertes, destruídos pela fatalidade, ouve-se um silêncio que incomoda. Aqui estamos porque, no eco de suas convicções, escutamos a mesma sede que o Filho de Maria teve: fome e sede de justiça. Maria foi uma mulher forte que alimentou a coragem de seu Filho para que ele não desistisse. A força do calvário não é a força de um poder que mata inocentes, mas a força do amor que dá a vida, que se preocupa com os pecadores e está atento aos humildes, aos injustiçados, aos pobres. Naquele calvário, há um justo crucificado, que teve sua voz abafada por quem lucrava com a corrupção e a miséria dos outros. A voz de Jesus está hoje espalhada pelo mundo inteiro: é a voz dos profetas dos tempos atuais que querem um mundo melhor e lutam contra o pecado, que gera desigualdade social, é fonte de guerras e conflitos, alimenta discriminações e preconceitos.

Apesar de ser um cenário de tristeza aquele do calvário, há uma alegria que a dor não abafa: está morto um homem que tem suas convicções vivas e que não teve a fraqueza de vender sua consciência; ele discordou de tudo o que não estava conforme a vontade do Pai e ousou questionar. Ensina-nos até hoje a fazer o mesmo, seguindo seu exemplo. Ele revoluciona nossos corações: amar a Deus sobre todas as coisas, amar nossos semelhantes como irmãos e irmãs, ter como nossas as suas causas. Cristo ressuscitou e, na nossa luta, onde dois ou mais estão reunidos em seu nome, ele continua presente, interpelando-nos. 
Estes nossos irmãos, cujos corpos serão plantados na terra como sementes de esperança, vivem. Não vivem somente na nossa lembrança, que tem dificuldade de acreditar que morreram, mas vivem porque estão em Deus, na vida definitiva. Pelo mistério da fé, estarão para sempre conosco e, aguardando o dia da glorificação definitiva. Continuam nos inspirando a não desistir da mesma luta que só trará o bem a nós e ao nosso povo. Quem acredita nas causas de Jesus e vive lutando pelas mesmas convicções que levaram o Filho de Deus à morte, experimentará a vitória de sua ressurreição.

Esta é a esperança que nos mantém firmes para um adeus tão doloroso. No instante do acidente, todos aqueles que foram vitimados com nosso prezado Eduardo Campos estavam unidos em torno dele, como irmãos e amigos. Compartilharam com ele os mesmos ideais e participaram da mesma morte. Tão grande era a amizade que os unia, que suas famílias, igualmente enlutadas, estão aqui ao lado de sua esposa Renata Campos e seus filhos. Nós também sentimo-nos de luto, não somente porque Pernambuco e o Brasil perderam um grande líder, alguém realmente vocacionado para a política, mas porque sentíamos nele, acima do gestor que foi, um ser humano apaixonado pelo povo, especialmente os mais empobrecidos; um católico de convicção que fazia questão de transmitir para os filhos seus princípios de fé. Isso o aproximou muito de cada um de nós, mesmo daqueles que nunca o viram de perto, mas que admiravam seu jeito de valorizar a família como célula primeira e indispensável de todo fundamento social. Nesses últimos dias, nas redes sociais, foram veiculadas muitas imagens de Eduardo e nenhuma delas emocionou mais que as que o apresentavam no aconchego do lar, em companhia da esposa e filhos. Por ocasião do dia dos pais, seus filhos postaram um vídeo emocionante. Naquele mesmo dia, que foi também o dia do seu aniversário de 49 anos, estive com ele, pela última vez, na Missa de encerramento da festa de São Lourenço Mártir, em São Lourenço da Mata.

Nós temos família e sabemos o quanto é importante uma família feliz. Ontem, por coincidência, foi o encerramento da Semana Nacional da Família, cujo tema para reflexão neste ano de 2014 foi A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo. Ou seja, tudo a ver com a família que Eduardo e Renata procuraram constituir e que viveram na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, e que agora continua tão firme e estável como antes, na saudade e no amor que não morre.

No dia em que celebramos a Solenidade de Nossa Senhora da Glória, peçamos à nossa mãe Maria que acolha sob o seu manto de amor e misericórdia estes nossos irmãos que partiram e os apresente ao Senhor que disse para Marta a irmã de Lázaro: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem acredita em mim, mesmo que morra viverá. E todo aquele que vive e acredita em mim, não morrerá para sempre. Você acredita nisso?” (Jo.11,25-26).

A GAZETA CENTRAL LAMENTA A MORTE DO NOSSO COLEGA JORNALISTA CARLOS PERCOL,

Após o término da missa campal em frente ao Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, área central do Recife, o corpo do jornalista Carlos Percol, morto na última quarta-feira (13) no acidente aéreo que também vitimou também o ex-governador Eduardo Campos (PSB), seguiu para o Cemitério de Santo Amaro, a cerca de 1km do local. 




A previsão é de que o sepultamento comece no início da tarde deste domingo (17). O corpo de Eduardo continua no palanque montado na Praça da República. Estima-se que 130 mil pessoas estejam presentes, entre familiares, amigos, políticos e populares. A fila para prestar as últimas homenagens ao ex-governador chega até a Rua da Aurora, às margens do Rio Capibaribe.

O UTLMO ADEUS AO AMIGO FILHO DE PERNAMBUCANO E QUE NÃO TEVE VERGONHA DA SUA ORIGEM COMO LULA TRAIDOR TEVE

O velório do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, do assessor Carlos Percol, do fotógrafo Alexandre Severo e do cinegrafista Marcelo Lyra, mortos na última quarta-feira em Santos, será aberto ao público a partir das 6h deste domingo (17), em frente ao Palácio do Campo das Princesas. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de imprensa, Ivan Maurício.


De acordo com o secretário, durante a madrugada, o velório estará aberto apenas para a família, amigos e correligionários. Os caixões ficarão dentro do hall do palácio. Pela manhã, serão deslocados para a estrutura que está sendo montada do lado de fora do palácio.

Para organizar a visita, está sendo organizado um corredor com gradil pela ciclofaixa, bem próximo ao local. "Será uma fila indiana, saindo da Ponte Princesa Isabel, contornando a praça e saindo em direção à Rua do Imperador", explicou o secretário. Também estão sendo instalados telões.

No início da tarde deste sábado (16) começaram a chegar ao Palácio do Campo das Princesas coroas de flores, de anônimos e famosos, como o cantor Fagner. Ivan Maurício também confirmou que a missa campal será às 10h. Depois o velório seguirá. O cortejo com o corpo do ex-governador deve sair em direção ao Cemitério de Santo Amaro por volta das 16h.

O deslocamento do Palácio do Campo das Princesas ao Cemitério de Santo Amaro será este: Ponte Princesa Isabel, Rua da Aurora, Av. Mário Melo, Rua Treze de Maio, entrada principal do Cemitério de Santo Amaro. Parte da Rua da Aurora será reservada para o estacionamento das caravanas que virão do interior do estado.

"Há uma expectativa muito grande de pessoas vindas do Sertão", disse Ivan Maurício. O governador João Lyra Neto confirmou que o avião que trará os caixões deve chegar ao Recife por volta das 22h deste sábado (16)

, Os militantes e líderes políticos do PSB da  Frente Popular para apoiar marian silva a presidencia

Os militantes e líderes políticos do PSB da  Frente Popular estão recebendo desde à noite desta sexta-feira e por toda a manhã deste sábado uma convocação do partido para comparecerem na casa de recepções Blue Angel, na Madalena, às 10h da próxima segunda-feira.


A convocação vem de Renata Campos, viúva e principal conselheira política de Eduardo Campos. Ainda não há informações sobre o tema da conversa. O que se sabe é que os filhos do casal Campos também participarão do encontro.

Nos bastidores, especula-se que a primeira dama deva pedir continuidade no projeto de Eduardo e força renovada na eleição, em Pernambuco, de Paulo Câmara, candidato do PSB. O apoio incondicional à eleição de Marina Silva na corrida pela presidência também deverá ser um tema. 

Essa é a primeira vez que Renata Campos falará em público desde o acidente da última quarta-feira. O pronunciamento, ao lado dos filhos, ocorrerá um dia após enterrar o marido e na data em que ela comemora 47 anos de idade.

DILMA E LULA SÃO VAIDOS NO VELORIO DO EDUARDO CAMPOS, PESSOAS GRITAVAM EM PALAVRAS DE ORDEM ASSASSINOS

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram vaiados na manhã deste domingo (17) ao chegarem ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, para o velório de Eduardo Campos, que se tornou adversário dos dois no ano passado, quando decidiu disputar a Presidência.


Eles chegaram por pouco antes das 10h. Lula chorou na chegada, abraçou um dos filhos de Eduardo Campos, conversou longamente com Renata, viúva de Campos, e ficou atrás do prefeito do Recife, Geraldo Julio.

Já Dilma ficou deslocada em meio à família do ex-governador de Pernambuco.
Após as vaias, alguém puxou aplausos e o público acompanhou. Pessoas na plateia gritaram o nome de Campos.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o ex-ministro da Saúde de Dilma e candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, e o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante estão junto com a presidente e o ex.
O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), o ex-governador José Serra (PSDB-SP) também já chegaram ao velório.

O senador Aécio Neves (MG), candidato tucano à Presidência, também está presente no velório. Além dele, acompanham a cerimônia o governador Jaques Wagner (PT-BA), Agnelo Queiroz (PT-DF), Renato Casagrante (PSB-ES), Teotônio Vilela Filho (PSDB-AL), a ministra Ideli Salvatti (Direitos Humanos), o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, os senadores Armando Monteiro (PTB-PE) e Eunício Oliveira (PMDB-CE).

O palco onde estão os caixões de Eduardo Campos e de seus assessores Carlos Percol e Alexandre Severo está tão lotado que um segurança da presidente Dilma pediu pelo rádio para a área ser evacuada, pois a estrutura está balançando.

O pastor Everaldo, candidato à Presidência pelo PSC, a coordenadora do programa de governo de Marina, Neca Setúbal, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT) já participam da missa campal.




ANGELICA DELGADO MUNDARAIN PODE ESTAR EM CUBA COMO GAROTA DE PROGRAMA, A GAZETA CENTRAL VEM DENUNCIANDO, A CERCA DE TRES MESES EM COLOMBIA MAIS DE 20 CORPOS FORAM ENCONTRADOS, TODOS TRAZIDOS PELA GNB NAZISTA DA VENEZUELA

Sem explicação aparente, há pelo menos 50 pessoas desapareceram apenas nas áreas de San Antonio e Ureña, no estado de Táchira, 

Enquanto em San Antonio é manipulado, não oficialmente, uma figura de que falta mais de 20 pessoas; Ureña, o número é maior, certifique-se de que há mais de 30 casos. Tudo estranho e misterioso, porque essas pessoas não tornou-se saber nada. Eles sequer mencionam que uma pessoa jovem com deficiência está ausente em Ureña.

Mas acontece que a maioria dos casos não havia sido denunciada, as famílias preferem esperar, porque o medo domina-los, e os outros aguardam "para ver se eles voltam". 


A autoria dos desaparecimentos, alguns sugerem que esse desconhecido temas "tê-los levado é" o direito de passagem, como teria acontecido com Wilder Alfredo Vásquez Díaz. 

Outros comentários mais imprudentes mostram que funcionários das agências de segurança "criou-os e eles desapareceram"; no final, são feitas fluindo bem alto na fronteira Colômbia-Venezuela, e que nenhuma autoridade surgiu para negar, até agora.

Ainda nada se sabe sobre o paradeiro e o status do funileiro e pintor automotivo Wilder Alfredo Vásquez Díaz, que misteriosamente desapareceu em 11 de junho deste ano, após ter assistido a uma consulta odontológica no centro de Ureña.


Wilder, referiam-se seus parentes, bem como a jovem flor Angélica Delgado Mundaraín, de 18 anos, desaparecido desde o dia 12 de julho, quando você deixa a sua casa na planície Jorge, município de Bolívar, bem como outro grande número de pessoas que desapareceram em circunstâncias desconhecidas, até à data, que não há uma única faixa.

Telefone celular permanece desligado. Eles fizeram a denúncia de desaparecimento dele antes da fronteira, as agências de segurança, mas eles não obtiveram resposta; família não recebeu a ligação que lhes dão algumas informações sobre seu destino.

LIDER DO GOVERNO NO SENADO SENADOR ROMERO JUCÁ PMDB DECLAROU VOTO AO CANDIDATO PRESIDENTE AÉCIO NEVES PSDB AGORA QUEM SABE OS HOMENS DE BENS DESTA NAÇÃO ACORDA E O POVO PERCEBE O COMUNISMO NESTE PAÍS

Líder do governo no Senado nas gestões de Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) mudou de lado e já prega abertamente voto em Aécio Neves (PSDB) contra a presidente e, por consequência, contra o presidente do PMDB e candidato a vice-presidente na chapa, Michel Temer.

Na noite da última quarta-feira (13), data da morte de Eduardo Campos, Jucá participou de um evento organizado pelo Corecon-RR (Conselho Regional de Economia de Roraima), em Boa Vista. O áudio do discurso de Jucá foi divulgado pela "Rede Brasil Atual".

No encontro, o senador fez um discurso de mais de 40 minutos recheado de críticas às opções ideológicas e ao modo de condução da economia do governo Dilma. Também prometeu se empenhar para que a vantagem da petista sobre Aécio na região Norte seja reduzida. É a primeira vez que o líder pemedebista declara voto no candidato tucano.

"Fui líder do FHC, líder do Lula e líder no começo do governo da Dilma, mas sou economista. Vou dizer a vocês com muita sinceridade: do jeito que o governo tá tocando a economia não voto no PT, não voto na Dilma", disse.  "A gente tinha duas opções de voto: era o Aécio e o Eduardo. Hoje perdemos uma. Não quero influenciar ninguém, mas eu vou falar meu voto. Eu vou votar no Aécio", afirmou.

Jucá afirma que Aécio já supera as intenções de voto de Dilma no Sul e Sudeste, mas perde com folga no Nordeste, Norte e Centro-Oeste. "Onde é que a Dilma tá ganhando? Essa diferença tá onde? No Nordeste, que tá 51% [para Dilma] a 16% [para o Aécio]. Vai ter que diminuir a diferença. E no Centro-Oeste e no Norte, que é 25 pontos a diferença em prol dela. Se depender de mim, Roraima vai diminuir um pouco essa vantagem", afirmou.

O senador disse que "tem conversado com Aécio" e, no caso de vitória tucana, já há tratativas para que sejam ajustadas as legislações de PPP (Parceria Público-Privadas) e de licitação e para que seja resolvido o "problema da legislação de licença ambiental". O parlamentar defendeu também que o Brasil lance um grande programa de concessões em 2015.

Nova mudança de lado
Jucá também foi líder do governo no Senado no governo de Fernando Henrique Cardoso. Em 2003, após a vitória de Lula, o senador trocou o PSDB pelo PMDB e tornou-se vice-líder do governo na Corte. Com o PT no poder, foi líder no Senado entre 2006 e 2012, nas gestões de Lula e Dilma.

"As pessoas me dizem: 'como você conseguiu ser líder dos governos FHC, Lula e Dilma? É porque vocês sempre tá do lado do governo?'. Não. Eu tenho uma vantagem. Me especializei em ouvir as pessoas e buscar soluções. Sou especialista em buscar convergência. Quando tem um bando gente brigando, eu procuro tirar alguma coisa boa de cada um e construir uma solução.  Por isso fui líder de todos esses governos", afirmou.

Lula 'capitalista', Dilma 'socialista'
Para Jucá, é preciso diferenciar os governos Lula e Dilma. "Lula fazia, ou faz, um discurso social, às vezes quase socialista, na divisão de renda, nos predicados que buscam igualdade, mas a prática dele é capitalista."

"No governo da Dilma, essa linha deu uma guinada. E por que essa linha deu uma guinada? Porque a Dilma tem um discurso socialista e a prática dela é socialista. Você tem um governo ideológico na forma de comandar a economia. E ideologia, centralização, estatização não combina com o capitalismo. Isso dá certo na Albânia, no Cazaquistão, em alguns lugares onde a visão é outra", criticou.

O senador disse ainda que está "cansado de pegar leis" vindas do governo e "ter que me meter, mudar". "Eu digo a vocês: é pouca gente ali [no Senado] que sabe o que está fazendo. Normalmente as pessoas votam ali sem saber. Quando você chega na Câmara então... É uma loucura!"

Jucá afirmou ainda que o PT reduz a produtividade do empresário porque quer "aumentar direitos sociais". "Estamos discutindo aqui, no mercado nacional, a competitividade do produto brasileiro com o produto chinês, que não tem [pagamento de] INSS, licenciamento ambiental, que não tem nenhum tipo de custo direto."

A reportagem telefonou para Jucá, mas ele não atendeu o celular. A assessoria de imprensa da campanha de Dilma foi procurada, mas informou que não há interesse em comentar as críticas do senador.

JORNALISTA ASSASSINADO PELO REGIME DE NICOLAS MADURO ZULIA ALVARO CANIZALES GODOY 50 ANOS, FOI ENCONTRADO NUM CÓRREGO NO MUNICIPIO DE TINAQUILLO, DEGOLADO COM VIDROS ELE ERA COLABORADOR DA GAZETA CENTRAL MATERIAS SOBRE O ESTADO DE ZULIA, FOI MORTO PELA GNB NAZISTA

Este sábado de manhã encontrou o corpo do jornalista Zulia Álvaro Canizales Godoy (50) nas proximidades de um córrego do município Tinaquillo, estado Cojedes.


O corpo encontrado dentro de um veículo Nissan, cinza, placas AK118CA, de propriedade da vítima. Canizalez foi e amordaçá-lo. Ele apresentou uma ferida aberta na parte da frente do pescoço, de acordo com dados fornecidos pela polícia científica.

Os fragmentos de vidro de carro, uma caneta de metal, garrafas vazias, uma faca de metal e um garfo, mudou-se relatou a verdade.

O falecido servido como chefe da Secretaria de cultura de Zulia pressione e atualmente serviu como director do gabinete de comunicação da missão Gran para vida toda Venezuela.

Os Mercenários 3 - Trailer Oficial

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog