GAZETA CENTRAL INSTAGRAM

LATAM E LUFTHANSA PODERÃO SUSPENDER VOOS PARA A VENEZUELA EM JULHO MOTIVO GOVERNO DE MADURO NÃO REPASSA OS LUCROS PARA AS COMPANHIAS



renato santos-29/05/2019  -  O Governo de Nicolas Maduro deu um prejuízo de mais 50 bilhões de bolívares para as  Companhia Aérea Internacionais, entre  elas a GOL do  Brasil, depois a América Oline, e  atualmente a Lufthansa e Latam.




Aqui no Brasil a Companhia Latam não se pronunciou oficialmente  mas  no  Aeroporto Internacional Simon Bolivar, um funcionário relatou que  as  aeronaves vão deixar de cruzar o espaço aéreo venezuelano a partir de Julho.

Com isso afetará voos  internacionais de GUARULHOS SÃO PAULO  para  VENEZUELA, e  isso  pode causar  mais prejuízo ao setor da  aviação.


Um Funcionário da  Lufthansa  também confirmou que a partir de 16 de julho, a companhia aérea irá parar de realizar três voos por semana eles fizeram na rota Caracas-Frankfurt.

Conforme relatado pela fonte, os passageiros que compraram bilhetes com após a data de 16 de julho serão realocados para outras linhas. 

Vários anos atrás, a International Air Transport Association advertiu que as companhias aéreas deixaria de voar para a Venezuela por causa da dívida detida pelo governo com o setor.

Numa conferência de imprensa em Abuja, capital da Nigéria, Samson Fatokun, gerente da área de South África Ocidental, disse que as companhias aéreas internacionais têm travado em fundos Venezuela no valor de 3,6 bilhões de dólares com a venda de ingressos para troca oficial.

Em uma avaliação preliminar sobre o desempenho da indústria aérea global, a instituição observou que controles governamentais na Nigéria e Venezuela haviam bloqueado a repatriação de lucros para as companhias aéreas.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog