POLEMICA NAS ELEIÇÕES AMERICANAS POR QUE DEMORARAM TANTO PARA DIVULGAR UM DOCUMENTO QUE PROVA QUE OS ÁRABES SAUDITAS NÃO PLANEJARAM A DERRUBADA DAS TORRES GÊMEAS NO DIA 11 DE SETEMBRO A PERGUNTA SÃO QUEM PLANEJOU E POR QUE ?



RENATO SANTOS 16/07/2016.  O jogo do Poder, agora os Democratas  tentam virar o jogo da política para eles, e publica um relatório que mostra o atentado de 11 de setembro não foi planejado pelos Sauditas. 




O documento mostra que não há ligações  dos Árabes Sauditas com os terroristas que estavam nas aeronaves que se chocaram nos prédios americanos.Ainda pior não dispõem de provas dos responsáveis sauditas nos ataques do dia 11 de setembro, em Nova Yorque , revelam as  páginas do documento secreto de um relatório do parlamentar de investigação redigido em 2002, e apenas  hoje divulgado.

Esperou-se  todo esse tempo para  divulgar esse documento, mas, por qual motivo, no ponto de vista para prejudicar  o candidato republicano nas eleições de 2016. Quantas injustiça foram feitas contra o povo Arabe  Sauditas, quem vai concertar esse erro grave, já que foram marcados como terroristas no mundo.

As agências de informações norte-americanas não conseguiram "identificar de forma definitiva" as ligações entre autoridades sauditas e os atacantes do 11 de setembro de 2001, afirmam nas 28 páginas desclassificadas as comissões de Informações do Senado e da Câmara dos representantes.
Os legisladores das duas bancadas tinham pedido a sua publicação, mas a administração de Barack Obama referiu que apenas o faria após cuidadosa revisão.
A Casa Branca alegou que a comissão para investigar o 11 de setembro criada pelo Congresso examinou a fundo o assunto e não encontrou provas de um vínculo entre as autoridades sauditas e os sequestradores dos aviões que atacaram Nova Iorque e Washington.
Na sua conferência de imprensa diária o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, descartou que o conteúdo do documento resulte de um compromisso com os sauditas, porque "o informe desclassificado" que existia até ao momento afastava essa possibilidade.
O Governo norte-americano receava que a publicação desse estudo afetasse as relações que mantém com um dos seus mais valiosos aliados no Médio Oriente.
O documento pode ser consultado na página digital do Comité de Informações da Câmara baixa dos Estados Unidos.
Em comunicado, o embaixador saudita em Washington, Abdullah Al-Saud, regozijou-se com a divulgação e as conclusões do informe.


GOVERNO TURCO CULPA PELO GOLPE MILITAR O CLÉRIGO ISLÂMICO ERDOGAM QUE DEIXOU 161 MORTOS




RENATO SANTOS 16/07/2016.  Qual o verdadeiro sentido do golpe militar  na TURQUIA, essa pergunta  como tantas outras precisam ser respondidas  o mais rápido possível, a democracia pode ter suas falhas, mas não justifica um golpe de estado num País.

De acordo com o primeiro-ministro, dos confrontos na noite de sexta-feira resultaram 161 mortos. Há ainda 1.40 feridos. Numa declaração anterior à televisão oficial turca, o general Umit Dundar, chefe do Estado-Maior interino das tropas leais a Erdogan, tinha confirmado a morte de dois soldados, 41 polícias e 47 civis. "Caíram como mártires", sublinhou Dundar, referindo-se a estas 90 vítimas mortais.

A Turquia foi abalada sexta-feira à noite por uma tentativa de golpe de Estado levada a cabo por elementos do Exército que, após um momento inicial, acabou por ser abortada pelas tropas leais ao Presidente Recep Erdogan. As forças leais ao Presidente abateram alguns militares revoltosos, assegurando que outros 2839 foram detidos, indicou hoje o primeiro-ministro Binali Yildirim

Mas, a história não para apenas num golpe militar, mas envolve uma religião num País, e  isso  não pode ocorrer mais, algo precisa ser feito o mais rápido possível, usaram os militares e doutrinaram eles  para essa finalidade,quem é a pergunta, mas com certeza  o Islãn deve estar por trás.
Yildirim disse em conferência de imprensa que a situação está "completamente controlada" e pediu às pessoas para esta noite encherem as ruas com bandeiras da Turquia, repetindo os apelos de Erdogan.
Erdogan já disse que a "traição" dos golpistas constituiu uma "dádiva de Deus" e que vai permitir limpar o Exército. "Este levantamento, este movimento, é um grande presente de Deus para nós, porque o exército será limpo", disse Erdogan em conferência de imprensa, pouco depois de aterrar em Istambul, assegurando que os golpistas vão pagar caro pela "traição".
A reação foi rápida e, além das detenções de revoltosos no exército, já foram presos 10 magistrados e destituídos outros 2745, segundo a agência de notícias estatal. Em conferência de imprensa, de manhã, o primeiro-ministro disse ainda que o governo vai considerar alterar a lei para poder punir os revoltosos com a pena de morte.
Mas Yildirim foi mais longe e disse também que qualquer país "que esteja ao lado de Fethullah Gulen", que aponta como o responsável pelo golpe, não é "amigo" - sem nomear os Estados Unidos, aliados da Turquia na NATO.
Aos 75 anos, o clérigo muçulmano, é um dos principais alvos do presidente turco Erdogan
Vive numa pequena cidade nas montanhas Pocono, no estado norte-americano da Pensilvânia, desde 1999, mas é um religioso islâmico com seguidores em todo o mundo. Fethullah Gulen já negou qualquer envolvimento no golpe e condenou a sublevação militar, mas isso não convence a Ancara, que o acusa de estar por detrás do golpe falhado.
Aos 75 anos, o imã é um dos principais alvos do presidente turco Erdogan. O governo acusa Gullen de tentar criar uma estrutura paralela na polícia, justiça, media e forças armadas e de ter inspirado o golpe. E diz que "um país que esteja ao lado de Fethullah Gulen não é nosso amigo", segundo o primeiro-ministro Yildirim, sem nomear os Estados Unidos, aliados da Turquia na NATO.
Gulen, que se auto-exilou nos EUA, disse, em comunicado citado pela Reuters, que, como alguém que sofreu por causa de vários golpes militares durante as últimas cinco décadas, "é especialmente insultuoso ser acusado de estar ligado a tal tentativa", negando categoricamente as acusações.
É um homem poderoso, lembra a AFP: está à frente de um movimento religiosos e social transnacional de grande vitalidade na Turquia, com uma rede de escolas no país e no mundo, uma organização não-governamental e empresas, além de ser muito influente nos media, na polícia e na justiça.
O Hizmet ou o movimento Gulen funciona um pouco como os mórmones norte-americanos, "ajudam-se entre si, têm uma mentalidade missionária e um grande sentido de negócio", explicava em 2014 Sam Brannan, citado pela AFP.
Fethullah Gulen e Erdogan já foram aliados, e o segundo usou a rede do movimento para consolidar o seu poder. Mas afastaram-se e o imã tornou-se o "inimigo público número um" do homem forte da Turquia em 2013, no meio de um escândalo de corrupção. Vêm dessa altura as acusações de Erdogan de que Gulen está a agir como "um Estado dentro do Estado" e a tentar desestabilizar o governo.
No ano seguinte um tribunal da Turquia emitiu um mandado de detenção contra o clérigo, acusando-o de "liderar uma organização terrorista".
Mesmo antes de ser acusado de ser um traidor, Fethullah Gulen já vivia com um recluso na pequena vila de Saylorsburg, aparecendo muito pouco em público e dando poucas entrevistas. O movimento Gullen promove uma mistura de misticismo sufi e uma filosofia de harmonia entre as pessoas com base no islão - um islão aberto à educação e à ciência.

CALAMIDADE PUBLICA NA VENEZUELA OBRIGA VENEZUELANOS INVADIR A FRONTEIRA A 1.000 QUILÔMETROS EM BUSCA DE COMIDA EM PACARAIMA BRASIL





RENATO SANTOS 16/07/2016  O que vinhamos alertando aconteceu, depois de venezuelanos atravessar as fronteiras  da COLOMBIA, agora  é  a  vez  do BRASIL.

O jornal -em sua versão digital documentou não só a invasão dos venezuelanos em Pacaraima, a 15 km de Santa Elena de Uairen, no extremo sul da Venezuela, mas também casos de detenções por crimes e deportação para ser ilegal em terras brasileiras.



O alto fluxo de fronteira com a Venezuela reviveu a Pacaraima setor comercial, o Brasil cidade na fronteira com a Venezuela, onde até poucos meses atrás, as lojas que estão concentradas principalmente em uma rua- tinha fechado para a queda do poder de compra venezuelano.

No entanto, a crise no país pela escalada a mais alta do mundo e a escassez tem forçado as pessoas de estado e outras entidades Bolivar a partir do leste para viajar mais de 1.000 quilômetros para comprar comida e outros itens considerados inflação que embora o respeito caro o salário mínimo legal de Bs. 15.051 na Venezuela, ainda são mais baratos do que os vendidos por revendedores, batizado pelo governo do presidente Nicolas Maduro como bachaqueros.

Na sua edição de 20 de Junho, a Folha Web direito de invadir a Venezuela Pacaraima em busca de alimento. Eles apontam que, em vez de morrer de fome venezuelanos ter ido para o comércio na cidade de Pacaraima para comprar comida.

O empresário, José França da Silva, explicou que as lojas especializadas em vestuário, por exemplo, parou de vender os seus produtos aos alimentos de mercado. "O que ouvimos é que eles têm mais alimentos na Venezuela e preferem vir para o Brasil, para morrer de fome", disse ele.

Crise local Pacaraima reativa

Outro texto do mesmo jornal, com a mesma abordagem, enfatiza que o comércio na cidade de Pacaraima, que sofreu uma queda nas vendas como resultado da perda de poder de compra venezuelanos por muitos anos ", cresceu 90% mês passado".

"Lojas que foram fechadas durante anos reaberto em vista da alta demanda no país vizinho. Arroz, farinha de trigo, creme dental, sabão em barra e todos os tipos de remédios são os mais procurados. Pneus, que foram adquiridos por brasileiros em Santa Elena, durante muitos anos, calçadas agora vendidos Pacaraima para os venezuelanos que vêm de todas as regiões do país. "

Empresário Jose Gonzalez disse à Folha Web vendas quase dobraram, para que ele sentiu a necessidade de contratar dois funcionários e provavelmente precisam de mais. "Eu estou esperando até o dia 20, porque eles dizem que a fronteira será fechado pelo Presidente da Venezuela. Se não, eu vou contratar três fornecedores ", para a frente.

"Estamos muito satisfeitos que nós estamos vendendo muito, mas ao mesmo tempo nos sentimos tristes, pois sabemos que os venezuelanos estão aqui por necessidade", disse o vendedor Ismael Feliciano da Cruz, que observou que na zona comercial de pequena Pacaraima era uma loja sapatos, que praticamente mudado de categoria. "Primeiro ele vendeu pneus e agora também vende comida."

Em Boa Vista, ele relatou a média, as vendas cresceram 20% de borracha. Traders atribuíram o aumento à crise na Venezuela, o que requer atravessar a fronteira para comprar pneus.

incorrem Venezuela em crimes

Com os irmãos título venezuelana são acusados ​​de praticar assalto em Pacaraima, o jornal tem um artigo sobre 20 de maio venezuelanos alimentar não só o Brasil, mas também estão envolvidos em crimes.

A revisão conta a história de dois irmãos venezuelanos, um 21 e um 23 anos de idade, que foram presos em um assalto em Pacaraima. "A dupla roubou uma bolsa de uma mulher e uma parte do veículo. De acordo com o delegado Jimmy Santana, os venezuelanos foram capturados por policiais militares após cometer o roubo quando as mulheres tinham acabado de sair a sua residência ".

Em abril de terem sido capturados três venezuelanos quando eles supostamente roubou sabão, três garrafas de bebidas alcoólicas, anti-séptico bucal e alguns frascos de creme de avelã em um supermercado na área central de Boa Vista.
Um dos homens colocou o produto em um saco, deixou o mercado sem pagar e foi para o carro de espera onde os outros dois venezuelanos.


Um funcionário percebeu a situação e se foi, mas o homem disse que tinha ido para o carro para conseguir o dinheiro. 
No entanto, no meio da briga, ele foi montado no carro e foi embora. Em seguida, eles foram apreendidos pela polícia, que encontrou os produtos também bolívares e dólares. "Foi um mal-entendido", argumentou.

OS 13 MINISTROS DO TRIBUNAL SUPERIOR DA JUSTIÇA DA VENEZUELA ACABAM DE SER REVOGADOS, DE SEUS CARGOS PELA ASSEMBLEIA NACIONAL VENEZUELANA , ELES TEM UMA SEMANA PARA ENTREGAR O CARGO MOTIVO ELES VIOLARAM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO PAÍS




RENATO SANTOS 16/07/2016  O Senado Federal  Brasileiro se fosse mais sérios, poderiam fazer o mesmo que a Assembleia Nacional  da  Venezuela  acaba de decidir.Que exemplo a ser ser seguido pelo Senado Federal em relação ao STF, do Brasil.


Os membros que compõem a maioria da oposição no Parlamento na quinta-feira revogou a nomeação de 13 juízes do Supremo Tribunal de Justiça (TSJ), que havia sido aprovada pela diretoria anterior da Assembleia Nacional em dezembro passado. 

De acordo com a decisão, os juízes devem deixar seus postos no mais alto tribunal, desde a sua nomeação foi falho e não cumprir os requisitos.
O vice para a Unidade Democrática Roundtable, Carlos Berrizbeitia, anulando solicitada, o procedimento do processo de seleção, nomeação e tomada de posse dos 13 juízes.
Berrizbeitia disse que "hoje temos a responsabilidade histórica de garantir a segurança jurídica dos venezuelanos". 

Ele observou que "Trabalhamos com responsabilidade, ter argumentos constitucionais e legais; para responder a as pessoas. A reunião com os membros do Conselho Moral Republicano foi solicitada e não tenho respostas ".

Ele reiterou que Calixto Ortega, Lourdes Suárez e Cristian Zerpa, não se qualificam para a posição de juízes.
O deputado do Grande Pólo Patriótico, Edwin Rojas, disse que "a nomeação de juízes do Supremo Tribunal é um facto que está consagrado na Constituição (...) na Venezuela, temos um sistema democrático de escolha (...) Os artigos 264 e 265 do CRBV estão estabelecendo o mecanismo para que nomeia os juízes ".
Rojas disse que os deputados da oposição que "vai ficar com o desejo de tomar o TSJ e dar um golpe que é o que eles querem."
Presidente do Parlamento Europeu, Henry Ramos reiterou que "esta câmera não vai respeitar qualquer decisão que viola a Constituição."

PRÉ CANDIDATO A PREFEITO CARLOS ROBERTO DE CAMPOS ESTEVE REUNIDO NO SALÃO DE CABELEIREIROS FELIX NO JARDIM LENISE GUARULHOS




RENATO SANTOS  16/07/2016  Esteve presente na reunião no salão de cabeleireiros do FELIX REINALDO FELIX, na Rua Nina bairro  do Jardim Lenise Guarulhos, o pré candidato a Prefeito CARLOS ROBERTO DE CAMPOS, do PSDB, onde foi recepcionado por simpatizantes e moradores, a qual  ouviu as reivindicações dos mesmos, na oportunidade Carlos, falou que sempre estará visitando o bairro, cobrou  da  atual administração as benfeitorias que não foram realizadas no bairro, principalmente  do córrego que está a céu aberto nas Escola Estadual Cyro Barreiros  e  Escola Infantil Paulo Autran.


CARLOS ROBERTO NO SALÃO DO FELIX JARDIM LENISE 

 

GUARULHOS é  uma  cidade metropolitana do ESTADO DE SÃO PAULO, Brasil, e  tem o maior aeroporto  internacional da América Latina, mas, atualmente está abandonada pela atual administração do Prefeito Almeida e mergulhada na corrupção, não dá  mais, somos  motivo de piada  em outros Países inclusive na VENEZUELA.
REINALDO FELIX  


Hoje começaremos  a conhecer CARLOS ROBERTO DE CAMPOS,  (São Paulo25 de dezembro de 1955) é um político brasileiro filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Já foi Vereador, Secretário de Turismo, Deputado EstadualDeputado Federal.

Vida

Carlos Roberto teve uma infância bastante simples, junto à família, que se mudou do bairro da Penha, na zona leste paulistana, para Taboão da Serra, município da região metropolitana, para realizar o sonho da primeira casa própria. Foi em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde vive atualmente e mantém a matriz de sua empresa, que Carlos Roberto e sua família fixou raízes.

Carreira Empresarial

Carlos Roberto se formou, em 1972, técnico em mecânica industrial, pelo Liceu de Artes e Ofício, no bairro da Luz, em São Paulo, especializando-se em plásticos pelo SENAI. A profissão de ferramenteiro possibilitou que aos 19 anos o jovem Carlos Roberto fundasse sua primeira empresa. Pouco tempo depois, recebeu o convite de um cliente e adquiriu cotas de sociedade em uma indústria de injeção de plásticos, em Guarulhos. Aos 23 anos, na mesma cidade fundou a CRW Plásticos, em parceria com dois amigos dos tempos do Liceu. Hoje, a fábrica é uma empresa especializada na injeção de termoplásticos, com filiais nos estados de Minas Gerais e Santa Catarina, além de unidades nos Estados Unidos e Eslováquia, na Europa.

MORADORES  DO BAIRRO JARDIM LENISE 

Carreira Política

Carlos Roberto entrou para a vida pública em 1988, quando foi eleito vereador pela primeira vez. A falta de mão-de-obra qualificada no mercado de trabalho guarulhense e as poucas perspectivas que os governos ofereciam o motivaram a cobrar investimentos de forma mais efetiva. 

Assim, passou a fazer oposição às administrações municipais. Reeleito em 1992, foi convidado a criar e gerir a Secretaria Municipal de Turismo, cargo que ocupou por um ano até retornar à Câmara Municipal.

Em 1996, candidatou-se à Prefeitura, sendo o terceiro mais votado. Dois anos mais tarde concorreu ao cargo de deputado estadual. Em 2007, foi nomeado presidente do Diretório Municipal do PSDB Guarulhos. 

No ano seguinte foi novamente candidato a prefeito do município, quando obteve mais de 240 mil votos, numa acirrada disputa com Sebastião Almeida, no segundo turno da eleição majoritária.

Nas eleições de 2010, concorreu ao cargo de deputado federal e foi eleito suplente, obtendo quase 105 mil votos, a maioria deles em Guarulhos, seu reduto eleitoral. Já em 2011, é eleito presidente do PSDB Guarulhos.

Carlos Roberto foi titular da Comissão de Viação e Transportes e suplente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados .

Eleições 2012

Novamente, em 2012, Carlos Roberto, pelo PSDB, se candidata para a prefeitura da cidade. Durante sua campanha, o candidato tucano teve o apoio do Governador do Estado,Geraldo Alckmin, e dentre suas propostas, chama a atenção para o projeto de Metrô para a cidade, que ainda não tem este meio de transporte . 

Assim como ocorrido nas eleições de 2008, Carlos Roberto vai para o segundo turno disputando com o candidato do PT, Sebastião Almeida.

No primeiro turno, ocorrido no dia 07 de Outubro de 2012, Carlos Roberto obteve 167.894 votos (29,37%) dos votos válidos contra 283.864 votos (49,66%) de Almeida.

A votação do segundo turno ocorreu no dia 28 de Outubro de 2012, e o candidato do PSDB foi novamente derrotado por Sebastião Almeida, do PT.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog