Atualizando a Professora Heley Abreu Batista, Faleceu na madrugada de hoje<<>> Ela tinha passado por uma dor <<>> Seu filho recém-nascido havia falecido por afogamento








RENATO SANTOS  05-10-2017   Atualizando as 08:51 Professora que faleceu vitima de ser queimada em creche havia perdido o filho recém-nascido em afogamento .  Nem  por  isso  ela  entrou  em depressão, foi  uma heroína  espero que no dia  dos profesores  ela seja  lembrada.




O  que  leva  a  uma pessoa  covardemente  atear  fogo  em crianças  e profissionais,  o que  ocorreu  na  escola infantil  em Minas  Gerais  coloca  todos  em alerta  geral,  as  pessoas  realmente  esqueçeram de  Deus,  algo  precisa  ser  feito e rápido, não é normal,  especular  não vale  apena  vamos deixar  a  Policia  Civil  fazer  o seu  trabalho.

A Polícia Civil de Minas Gerais informou, na noite desta quinta-feira (5), que o vigia que ateou fogo no próprio corpo e em dezenas de pessoas, sendo a maioria crianças, em uma creche de Janaúba, premeditou o crime e teria planejado, simbolicamente, executá-lo no aniversário de morte do pai dele.

O ataque aconteceu na manhã de ontem e deixou 30 vítimas, sendo 26 crianças e quatro adultos (leia nota na íntegra abaixo). Deste total, quatro crianças e o suspeito morreram. As informações são do Corpo de Bombeiros.

Das 22 crianças e três adultos feridos, nove crianças com queimaduras nas vias aéreas foram levadas para o Hospital Santa Casa de Montes Claros. O hospital deve receber outras três ainda hoje.

Outras seis crianças foram transferidas para Belo Horizonte. Quatro jovens permanecerão no hospital Fundajan, localizado em Janaúba, assim como os outros três adultos machucados — entre eles, a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, faleceu.

Segundo testemunhas, Damião Soares Santos, de 50 anos, teria abraçado as crianças com o corpo em chamas. River Ramos, sargento da Polícia Militar que está na cidade, afirma que o suspeito estava afastado da escola infantil por problemas psicológicos e teria ido à creche para conversar com a diretora. 

As investigações apontam que, além dos problemas mentais, o vigia e vendedor de sorvetes era obcecado por crianças.
Ataque em creche de Janaúba deixou local horrorizado.

Os corpos das vítimas, que estavam na creche municipal Gente Inocente no momento do ataque, foram identificados como Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva, todas de quatro anos.
Buscas foram feitas na casa de Santos e foram encontrados galões de combustível no local. Segundo a polícia, ele disse à família, na última terça-feira (3), que se mataria em breve, dando um presente a todos.

Leia a nota completa da Polícia Civil de Minas Gerais:

"Em atendimento à tragédia ocorrida nesta manhã em Januária, no Norte do Estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que foram necropsiados e liberados os corpos de quatro crianças e um adulto. As crianças são: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz David Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva, todas de 4 anos, além do autor do crime, Damião Soares dos Santos. Segundo as investigações, o crime foi premeditado e, através de diligências, foram encontrados na residência do autor galões com combustível. Também foi apurado que Damião marcou simbolicamente a data, pois há três anos seu pai faleceu. Ele também disse à família, na última terça-feira (3), que daria um presente a todos, se matando em breve. As investigações também apuraram que ele tinha problemas mentais e era obcecado por crianças. Além de todo o trabalho de inteligência e perícia realizado para apurar a premeditação do crime, o helicóptero da PCMG está à disposição para atendimento às vítimas. O Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral João Octacílio Silva Neto, foi para a cidade de Janaúba, junto com o Governador, e acompanhou as investigações e os serviços da PCMG."
Estado de saúde das vítimas de Janaúba, segundo o Corpo de Bombeiros:
TOTAL DE VÍTIMAS: 30, sendo 26 crianças e 4 adultas.

VÍTIMAS FATAIS: 4 crianças e 1 adulto (autor do ataque) E  a  Professora
FERIDOS: 22 crianças e três adultos

6 crianças irão para BH:
1. Flavia Nayara de 5 anos, queimadura nos membros inferiores;
2. Marcus Vinicius de 3 anos, com 20% do corpo queimado;
3. Iasmin de 4 anos, (indo via terrestre para Montes Claros em viatura do Samu. Embarcará em Montes Claros na aeronave da Unimed que a levará ao hospital João XXIII);
4. Renan Nicolas de 4 anos, (indo via terrestre para Montes Claros e embarcará de lá na aeronave da Unimed que a levará ao hospital João XXIII);
5. Gabriel Carvalho de 5 anos, 80% do corpo queimado;
6. Cecília Divina 4 anos, saiu com helicóptero Pegasus da PM, ficou no HU e às 19h seria conduzida pela equipe da Unimed para BH.

9 Foram para Montes Claros (maioria teve queimaduras na vias aéreas):


1. Yasmin Seffani de 5 anos;
2. Nicole Maria de 6 anos, 20% do corpo e queimou a mão toda;
3. Maísa Gabriela 4 anos, 35% de queimadura no corpo;
4. Luana 5 anos, queimadura via aérea;
5. Maísa 5 anos, queimadura via aérea;
6. Talita 4 anos, queimaduras de vias aéreas;
7. Nicolas de 5 anos, queimadura de vias aéreas;
8. Icaro Gabriel 4 anos, queimadura de vias aéreas;
9. Raissa da Silva, 5 anos, 45% do corpo queimado e vias aéreas.

3 crianças ainda irão para Montes Claros:
1. Patrick Samuel de 3 anos, 30% do corpo queimado;
2. Thiago Felipe de 4 anos com 30% do corpo queimado;
3. Ruan Emanuel de 5 anos com 30% do corpo queimado.

4 crianças não vão para Montes Claros e ficarão no HOSPITAL FUNDAJAN:
1. Arthur Souza 2 anos, sem queimaduras e ficará em Janaúba;
2. Julie Mariah, 3 anos, inalou gases;
3. Ludmila Cristine 6 anos, inalou gases;
4. Arthur Gabriel de 4 anos.

3 adultos ainda estão em Janauba:
1. Professora que salvou a maioria, Heley de Abreu Silva Batista, está com 90% do corpo queimado. Estado gravíssimo;
2. Geni está com 60% do corpo queimado;
3. Marley professora está com 40% do corpo queimado.

* Pablo Nascimento, estagiário do R7 MG.

Intervenção Militar Se faz Necessário Nesse Momento Não se Pode Confiar no STF <<>> Caso Permita Um Condenado Assumir o Poder








RENATO SANTOS  05-10-2017  O Brasil  esta  vivendo   uma crise Institucional  pior  do que  1963, atualmente  cleptocratas  como  Collor FHC, Lula  e Dilma  que tomaram o poder através  de  uma democracia  fajuta  que  só beneficiou  os  atuais  bandidos  que estão  no  poder. 




Isso  via  processos  na Primeira  Instância  mas  o golpe  mesmo  esta sendo dado  pelo  próprio STF,  caso não condena  Lula  e sua  quadrilha  a  anos de cadeia, pois  todos  os  políticos  tanto Senadores  como  Deputados que  se venderam a  eles ,  estão envolvidos  com a  organização  criminosa, e para  piorar a  situação  até  o ex  procurador  Rodrigo  Janot  esse  o caminho  esta revelando  as  suas  sujeiras.


Não  há  mágica,  nem  eleições  em 2018, que  dê  solução, alguém  vai  dizer  que estou  louco, mas,  não estou, pois  o Brasil  jamais  viveu  uma ditadura e sim  regime militar, quem  não  gostou são  os  mesmos  que  roubaram esse  País,  em  todos  os escanda-los as quais  quiseram  aplicar  aqui  a ditadura  bolivariana uma  das  mais cruéis  do sistema  comunista.

O general da reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva avisou que os militares devem intervir se o STF permitir que um condenado assuma o poder em 2018.
Leia um trecho de seu comentário publicado no Estado de S. Paulo:
“A intervenção militar será legítima e justificável, mesmo sem amparo legal, caso o agravamento da crise política, econômica, social e moral resulte na falência dos Poderes da União, seguida de grave instabilidade institucional com risco de guerra civil, ruptura da unidade política, quebra do regime democrático e perda de soberania pelo Estado. Esse processo revolucionário já foi propugnado, publicamente, por líderes de movimentos pseudossociais e políticos de ideologia socialista radical, todos investindo constantemente na divisão da sociedade.
Em tal quadro de anomia, as Forças Armadas tomarão a iniciativa para recuperar a estabilidade no País, neutralizando forças adversas, pacificando a sociedade, assegurando a sobrevivência da Nação, preservando a democracia e restabelecendo a autoridade do Estado após livrá-lo das lideranças deletérias. São ações inerentes às missões constitucionais de defesa da Pátria, não restrita aos conflitos externos, e de garantia dos Poderes constitucionais, da lei e da ordem.
O Executivo e o Legislativo, profundamente desacreditados pelo envolvimento de altos escalões em inimagináveis escândalos de corrupção, perderam a credibilidade para governar e legislar. Embora moralmente desgastadas, as lideranças políticas têm força para tentar deter a Lava Jato e outras operações congêneres, escapar da Justiça e manter seu ilegítimo status de poder. São visíveis as manobras insidiosas da velha ordem política patrimonialista fisiológica e da liderança socialista radical, cuja aliança afundou o País em 13 anos de governo.
Pela credibilidade da presidente do STF e da maioria dos ministros, a Alta Corte tem autoridade moral tanto para dissuadir essas manobras insidiosas quanto para encontrar caminhos legais e legítimos que permitam acelerar os processos das operações de limpeza moral, como a citada Lava Jato. Não fossem o foro especial e os meandros de uma Justiça lenta e leniente, o País já teria avançado muito mais em sua higienização política.
Por sua vez, a sociedade, hoje descrente, tenha consciência de que, para traçar seu destino, precisa manter constante pressão para sanear instituições fisiológicas, que não cumprem a obrigação de defender interesses coletivos. Não se iluda a liderança nacional. A apatia da Nação pode ser aparente e inercial, explodindo como uma bomba se algo ou alguém acender o pavio.
Na verdade, só o STF e a sociedade conseguirão deter o agravamento da crise atual, que, em médio prazo, poderá levar as Forças Armadas a tomarem atitudes indesejadas, mas pleiteadas por significativa parcela da população.
O Brasil não pode continuar sangrando indefinidamente, pois isso aumenta a descrença no futuro, retarda a retomada do desenvolvimento econômico e ameaça a estabilidade política e social.
O comandante do Exército estabeleceu a legalidade, a legitimidade e a estabilidade como cláusulas pétreas para guiar a instituição, mas a mensagem se estende, também, à sociedade e à liderança nacional. Que tenham visão de futuro e responsabilidade cívica e política para impedir que a legalidade continue sendo corrompida pela ilegitimidade, assim desestabilizando o País.
As cláusulas pétreas são pilares que precisam ser rígidos, sendo os Poderes da União e a sociedade os responsáveis pela firmeza do tripé.”


Tribunal do Júri condena casal acusado de matar zelador







RENATO SANTOS 05-10-2017  As  pessoas  estão  cometendo  atos  de nazistas, ao  emboscar, matar esquartejar  e queimar  numa  churrasqueira, faz lembrar  do caso  do  jornalista TIM LOPES, o  foto  ocorreu  em  São  Paulo  Brasil,  um casal  acreditem fez  isso  com  um zelador  do prédio  onde moravam.





A 2ª Vara do Júri da Capital condenou hoje (4) casal acusado de matar, queimar e ocultar o corpo do zelador do prédio onde eles moravam, na zona norte de São Paulo. Pelo crime, ocorrido em 30 de maio de 2014, Eduardo Tadeu Pinto Martins foi condenado a 32 anos de reclusão, três anos e quatro meses de detenção, além do pagamento de 114 dias-multa; e Ieda Cristina Cardoso da Silva, a 23 anos de reclusão, quatro anos de detenção, e pagamento de 80 dias-multa.
        
Ao proferir a sentença, a juíza Flavia Castellar Oliverio negou aos acusados o direito de recorrer em liberdade, sob o fundamento de que haveria sério risco para a aplicação da lei penal diante da pesada pena aplicada a ambos. “Com efeito, nesta data, os acusados foram condenados por este Tribunal do Júri pela prática de delito de extrema gravidade, contra vítima maior de 60 anos, tendo demonstrado periculosidade exacerbada, indicando que sua liberdade coloca em risco a ordem pública.”


000932693.2014.8.26.0001
(Tramitação prioritária)
Ação Penal de Competência do Júri    
Área: Criminal
Homicídio Qualificado
28/09/2017 00:00 - Mesa do Escrevente - Isaias
18/06/2014 às 17:29 - Livre
2ª Vara do Júri - Foro Regional I - Santana
2014/000605

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog