ESTAMOS ENTRANDO NUMA GUERRA FRIA, DA BESTA ( DOMINIO ECONOMICO E COMERCIAL, BOLIVARIANO DOMINIO POLITICO, DA RUSSIA GUERRA NA UCRÂNIA TUDO ISSO TEM HAVER COM APOCALIPSE 16, NÃO LEVA AO LADO ESPIRITUAL E SIM AO LADO REAL DAS COISAS, PORÉM, OS HOMENS ENDURECERAM SEUS CORAÇÕES ( VEJAM: O QUE ESTA ACONTECENDO NA UCRÂNIA, VENEZUELA E BRASIL. GORBACHEV FEZ UM ALERTA AO COMEMORAR 25 ANOS DA QUEDA DO MURO DE BERLIM

Alerta vermelho  o anjo  do  Apocalipse, avisa: Estamos  entrando numa guerra  fria  novamente. Passado  o período de  Paz, entre  o Ocidente e  a  Rússia , um alerta  foi dado, em relação  não  ao muro  visivel, mas,  ao muro  invísivel que  é  o pior, nas entre linhas, tanto a  Russia  como  os Estados Unidos, estão esquecendo do  acordo de  Paz.


Isso. esta  em  apocalípse , não retrato aqui  como Biblia espiritual, mas,  como  um alerta  que JOÃO  o apóstolo  deixou  quando  estava preso  na Ilha de  Patimos. 


Vejamos : 

No capítulo 15, um dos quatro seres viventes deu as sete taças da cólera de Deus aos sete anjos, e o santuário se encheu com a fumaça da glória e do poder de Deus. Agora, aguardamos o trabalho dos anjos. 

Cada um derramará a sua taça, trazendo uma série de sete flagelos para castigar os adoradores da besta e os servos do dragão. Algumas dessas pragas nos lembram das pragas que Deus enviou para castigar os egípcios quando Moisés foi libertar o povo de Israel.

A Primeira Taça (16:1-2)

16:1 – Ouvi, vinda do santuário, uma grande voz, dizendo aos sete anjos: Ide e derramai pela terra as sete taças da cólera de Deus.

Ouvi, vinda do santuário, uma grande voz, dizendo aos sete anjos: Deus está no santuário, envolto na fumaça impenetrável (15:8). Esta voz, então, é a voz de Deus dando ordem aos sete anjos.

A cólera ou furor de Deus vem em resposta à cólera do dragão (12:12) e à fúria da prostituição da grande Babilônia (14:8). Mas a cólera do dragão dura pouco tempo (12:12) enquanto esta fúria vem de “Deus, que vive pelos séculos dos séculos” (15:7).

16:2 – Saiu, pois, o primeiro anjo e derramou a sua taça pela terra, e, aos homens portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem, sobrevieram úlceras malignas e perniciosas.

Saiu, pois, o primeiro anjo e derramou a sua taça pela terra: A obediência imediata é característica dos servos fiéis ao Senhor. Deus mandou, e o anjo foi. A sua taça castiga a terra ou, mais precisamente, os adoradores da besta na terra.

Aos homens portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem: Aqueles que cederam à pressão e participaram do culto imperial para evitar as conseqüências diante do governo romano (13:14-17) agora sofrem nas mãos do Soberano Rei dos reis.

Sobrevieram úlceras malignas e perniciosas: Como a sexta praga no Egito (Êxodo 9:8-9), os adoradores da besta foram afligidos por úlceras. Aquela praga atingiu os próprios magos, aqueles que induziam as pessoas a acreditarem em falsas religiões. (Êxodo 9:11). Esta afeta os participantes de falsa religião.

Aqui neste  texto  é bem claro  do que se trata, de  um sistema politico que  chamamos de  SOCIALISMO ou COMUNISMO, com nome mais  atraente, BOLIVARIANISMO, juntandos-se  todas as normas  das  duas  bestas, e  incluíndo  uma  falsa religião, que  no caso da  VNEZUELA  chamos de  CHAVISTAS, e  aqui  no  Brasil uma religião  que  quer  dominar  a  outra, que  na realidade  é  uam guerra  fria.

A Sétima Taça (16:17-21) ATUALIDADE 

16:17 – Então, derramou o sétimo anjo a sua taça pelo ar, e saiu grande voz do santuário, do lado do trono, dizendo: Feito está!

Então, derramou o sétimo anjo a sua taça pelo ar: Especialmente quando pensamos nos paralelos entre as taças e as trombetas , chegamos à última taça esperando o cumprimento da ira de Deus. 

Encontraremos mais detalhes nos capítulos 17 e 18, mas a segunda voz já anunciou a queda da Babilônia (14:8). SENHORES a  grande babilonia que se refere a   Bíblia  é  capitalismo, desemfreiado cuja , engana,  trai , mata, destrói ,  corrompe, acaba  com um governo, com uma  Nação, mas a  pior delas  é  o PODER.

A vitória sobre os reis da terra será declarada no capítulo 19, mas já sabemos que os povos enganados aguardam em Armagedom, onde Deus pronunciará a sentença de condenação (16:16). 


Atrás de todos os reis e atrás da cidade mundana jaz a influência do dragão, o diabo. A sétima taça leva a batalha à casa do Adversário. A taça é derramada pelo ar, diretamente atingindo “o príncipe da potestade do ar” (Efésios 2:1). Satanás é o príncipe deste mundo (João 12:31; 14:30; 16:11) e o “deus deste século” que cega os incrédulos (2 Coríntios 4:14). 

Há mais informações pela frente, mas o fato importante já ficou evidente. O diabo perde. Jesus e seus servos são os vencedores.

Saiu grande voz do santuário, do lado do trono: A voz vem do trono que está no santuário. Deus está no santuário, e ninguém mais podia entrar até que se cumprissem os sete flagelos (15:8).

Feito está!: As palavras enganadoras dos espíritos imundos podem conduzir os reis da terra a uma falsa expectativa de vitória, mas o verdadeiro vencedor é o próprio Senhor. Quando ele declara o seu plano cumprido, podemos ter certeza da vitória dos fiéis.

E sobrevieram relâmpagos, vozes e trovões, e ocorreu grande terremoto: É de Deus! São os sinais que saem do trono de Deus (4:5) e do altar que se acha diante do trono (8:5). 

São os sinais que vêm do santuário depois da sétima trombeta (11:19). Aqui, estes sinais reforçam as palavras da voz do santuário. Está feito!

Terremoto, como nunca houve igual desde que há gente sobre a terra; tal foi o terremoto, forte e grande: Há uma tendência por parte de muitas pessoas de entender expressões proverbiais de forma literal. 

Mas, da mesma maneira que falamos do “melhor dia da minha vida” ou dizemos “eu nunca vi nada igual”, a Bíblia também emprega provérbios que não devem ser interpretados literalmente. 

Podemos ilustrar a linguagem proverbial comparando duas afirmações sobre Jerusalém. Deus falou da destruição de Jerusalém em 586 a.C. nestas palavras: “Executarei juízos no meio de ti, à vista das nações. Farei contigo o que nunca fiz e o que jamais farei, por causa de todas as tuas abominações” (Ezequiel 5:8-9). 

Literalmente nunca fez e jamais faria coisa igual? Não! O próprio Jesus falou da mesma cidade 600 anos depois, e disse: “Porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais” (Mateus 24:21). 

Se Ezequiel e Jesus falassem literalmente, as suas palavras se contradiriam. Mas são expressões proverbiais. Não precisamos procurar a maior tribulação da história para acreditar e entender as palavras de Ezequiel e as de Jesus, e não precisamos procurar o pior terremoto da história para acreditar na profecia da sétima taça. 

Nem precisamos de um terremoto literal para entender o ponto. Mas não devemos diluir a mensagem e perder o impacto. Deus disse “Feito está!” e chamou atenção a suas palavras com sinais assustadores.

A grande cidade: Encontramos, novamente, a grande cidade que recebe a cólera de Deus. Como observamos na lição 25, há um contraste importante no livro entre a cidade santa, a nova Jerusalém e a grande cidade mundana, a Babilônia. 

A grande cidade representa a corrupção de uma cidade que vivia da prostituição de suas relações comerciais com as nações, e destaca mais uma característica do poder do império romano. A besta do mar enfatiza seu poder de dominar, especialmente o poder militar dos reis. A besta da terra representa seu poder religioso, a religião imperial pela qual as pessoas foram obrigadas a adorarem Roma ou seus imperadores. 

A Babilônia destaca as relações comerciais pelas quais Roma dominava a economia mundial. O sétimo flagelo fala do castigo da grande cidade Babilônia, que será descrito em mais detalhes nos capítulos 17 e 18.

Se dividiu em três partes: A divisão em três partes enfatiza a derrota total da grande cidade. Ezequiel dividiu a cidade de Jerusalém, simbolicamente, em três partes, para mostrar a destruição total dela (Ezequiel 5:1-4). A Babilônia é ferida por três flagelos em um só dia (18:8), frisando a sua destruição total.

Caíram as cidades das nações: As cidades das nações dependiam da grande cidade. Quando ela cai, elas também caem. O lamento dos reis e comerciantes em 18:9-19 mostra como a queda da Babilônia teria impacto enorme nas outras nações. Não teriam mais o seu mercado principal, causando um colapso econômico geral.

E lembrou-se Deus da grande Babilônia para dar-lhe o cálice do vinho da sua ira: Já observamos o significado do cálice da ira de Deus na lição 25 (14:10). Os adoradores da besta beberiam deste cálice. Agora aprendemos que a própria Babilônia, a mesma que deu às nações o “vinho da fúria da sua prostituição” (14:8) teria que beber da ira de Deus (cf. 18:5-6).


O 25º aniversário da queda do muro de Berlim nos leva para outra guerra fria, de acordo com Gorbachev, apesar das imagens de júbilo com que ilustra esta comemoração no portão de Brandemburgo.

O discurso do convidado de honra, o ex-líder soviético Mijaíl Gorbachov removeu as consciências, este sábado na capital alemã.
Que é um dos grandes fabricantes do fim da "cortina de ferro" afirmou que "a atitude do Ocidente contra a Rússia pela crise na Ucrânia viola compromissos assumidos após a queda do muro de Berlim" e ameaçou desencadear "uma nova guerra fria".

"O derramamento de sangue na Europa e no Oriente Médio é a causa de uma falha do diálogo entre as grandes potências", frisou. Horas que conhece o Chanceler alemão após as comemorações.

Todas as ilhas fugiram, e os montes não foram achados: Este versículo reforça o sentido do anterior, mostrando os efeitos mundiais da queda da Babilônia. A linguagem nos lembra do sexto selo (6:12-17). Quando Deus desce para julgar, “os montes debaixo dele se derretem” (Miquéias 1:4; cf. Naum 1:5; Salmos 18:7-15; 97:5). As ilhas, por serem espalhadas e ocupadas por diversos povos, são ligadas às nações (Gênesis 10:5; Isaías 40:15; 41:1; Sofonias 2:11). Quando Ezequiel profetizou a queda de Tiro, uma cidade que vivia do comércio no mar Mediterrâneo, ele falou de seu impacto nas ilhas: “Agora, estremecerão as ilhas no dia da tua queda; as ilhas, que estão no mar, turbar-se-ão com a tua saída” (Ezequiel 26:18). Da mesma maneira, o castigo de Roma prejudicaria as ilhas e os povos de toda a extensão do império.

Também desabou do céu sobre os homens grande saraivada, com pedras que pesavam cerca de um talento: Chuva de pedras de 45 quilogramas cada! Lembrando que os flagelos são cumulativos (16:10-11), podemos imaginar o sofrimento dos adoradores da besta. Têm úlceras, não têm água, sofrem sobre o calor intenso do sol, e agora vem chuva de pedras enormes!

Os homens blasfemaram de Deus, porquanto o seu flagelo era sobremodo grande: Todo este sofrimento deve ser motivo para se arrependerem, mas continuam endurecendo os corações. Não admitem os seus erros, nem a justiça de Deus.


Gorbachev ressaltou que sem um russo-alemão parceria pode haver segurança na Europa. Neste domingo, o 25º aniversário terá overtones menos políticos e mais cidadão.

A besta (  o poder da  politica  e  da economia), da terra tem poder para afligir e até matar os servos de Deus, aqueles que recusam adorar a besta. 

Mas Deus mostra seu poder para castigar com muito mais severidade os adoradores da besta. Os sete flagelos trazem sofrimento incrível aos seguidores da besta, mas eles ainda não se humilham diante de Deus.

BLAS DE PAZ SANTOS ESCREVE: O TE ADAPTAS....... O TE VAS A TU PAÍS....!!!!

O te adaptas…  o te vas a tu país…!!!
Por
Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com
@blasdps
Para GAZETA CENTRAL.BLOGSPOT.COM.BR





Eu vivo em um dos muitos "selecionado ou não" países tendo que deixar a Venezuela devido às diferentes circunstâncias sócio-políticas que, ao longo dos últimos 16 anos, enfrentam na pátria do libertador da América.

Os venezuelanos têm a reputação de ser o pior. Por que é que conseguimos fazer tal fama que isso? A maioria dos casos onde nós são rotulados com essa afirmação insultuosa vem de certo número de compatriotas (não é a maioria), que acredita-se que todos os países têm a mesma anarquia, e claro, seu comportamento permanece o mesmo.

Depois de ter 8 anos de residentes neste país que eu hospedado, eu vi o comportamento dos nossos compatriotas (não mais felizmente) gerar não só essa marca, mas o seu comportamento também é arrogante, arrogante, egoísta, matraqueros, Atenciosamente "vivos", botaratas e irresponsável com suas obrigações legais.

Temos a intenção de contornar as leis, regras e ordenanças para o benefício pessoal. No que respeita à circulação veicular, observamos desrespeito diário aplicando crioulo "resiliência" para avançar em áreas não permitidas, ignorar ou "comer" as luzes do tráfego, pular, as passadeiras para peões e o direito de passagem, nas auto-estradas que circula através dos terraços, reservados para casos de emergência, bom estilo venezuelano.

Em relação à credibilidade, tomámos a boa fé dos habitantes locais para implementar o crioulo "resiliência" e causar danos irreparáveis, abusando de crédito de inúmeras cartas que anunciava as empresas, bancos e caixas económicas, com atitudes enganosas, truques, fraude ou intenção maliciosa. 

Atingindo a fraude de insolvência impagável.

Pessoalmente acreditamos superiores, nós coleamos-nas fileiras, não pagamos impostos. Assim, qualquer quantidade de violação dos regulamentos, que o tornam diferente de países de primeiro mundo. Estes países trabalham porque as leis são respeitadas e também porque temos autoridades responsáveis pelo seu cumprimento.

Mesmo que nos consideramos Pinga, não estamos ao vivo e com tesão. Felizmente a grande maioria dos venezuelanos que fomos obrigados a emigrar não têm esse comportamento, mas como diz o ditado < raças fama e deitar-se para dormir > aquele grupo de irresponsável nos prejudicou todos os venezuelanos trabalhadores e empresários que estão nos modelar um futuro melhor e contribuindo para o desenvolvimento dos países que estamos hospedados.

Para os nossas compatriotas que não surgiram... mas quem está planejando, como aqueles que infelizmente já mencionado, por favor, um bom exemplo daquilo que estávamos e nos ensinaram os nossos pais.

"Onde fueres haz lo vieres ou o que é o mesmo, para além de onde quer que vá buscar o que você vê"

Lembre-se que você não é especial por ser venezuelano, recorda que o ' viveza Criolla "foi o que nos levou à atual situação de anarquia, insegurança, corrupção, miséria, etc.
Ou você se adapta... ou indo para o seu país...!

O ESPIRITO DESTRUÍDOR DE SONHOS: SUPERÁVIT ENTRE 2% A 2,5%, DI PIB INTERNO O PIOR RESULTADO SÓ PERDE PARA VENEZUELA: SEGURO-DESEMPREGO REDUZIDO, PENSÃO POR MORTE E AUXILIO DOENÇA PODERÃO SER CORTADOS, E O SUBSÍDIOS DE EMPRESTIMOS DO BNDES SERÁ REDUZIDO, ELE FALA DA CONFUSÃO DA POLITICA FISCAL E DO DESAFIO DO PRÓXIMO MINISTRO DA FAZENDA DE FAZER A TRANSIÇÃO

O  Brasil caminha  para  uma escravidão  da miséria  total, e  não adianta  o governo  falar que  não  é verdade e  nem seus  aliados.O povo  brasileiro  foi enganado e  sempre será, até mesmo quem  deu seu apoio  para  o PATIDO  DO PT, pois, o caminho da obscuridade e da  falta  do conhecimento  o fez  isso.

Até  mesmo  o PSDB, esta preso numa escravidão  branca, nas mãos  o maior  ditador  que  temos  na  história, FIDEL CASTRO OU  MELHOR  FAMILIA  CASTRO.

Vejam os  senhores, que a  utopia  leva, ao  um caminho sem  volta a  beira  do morte, não a morte  fisica  e nem a espiritual, e  sim a intelectual.

Fica,  o braço da morte,  o espirito destruídor de  sonhos, o Ministro Mantega, já  preste a entregar  o seu cargo, vai deixar  uma lembrança que tanto  o PSDB, como PT e  os  demais 37  milhões de covardes, pediram para deixar, depois  não adianta  reclamar.

O melhor  dos presentes de natal e  do final de ano, o  superávit primário  no ano que vem  ficará  entre  2% e  2,5%  do PIB. Nesta ultima sexta  feira  dia  7, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse  que  o  governo  vai reduzir em 2015,  os  subsídios financeiros nos emprétimos do  Banco Nacional de Desenvolvimento Economico e  Social ( BNDES).  Mas , o presente será  mais complicado, teremos  cortes  no auxílio-doença, hoje chega  a  70 bilhões e na  pensão por  morte no patamar de R$ 90 bilhões. 

Aí, senhores  petistas e  falsos  moraristas, senhores  traídores religiosos, senhores  traídores da  Pátria,  que  usaram a bolsa familia  para enganar, fica  uma perguntinha, cade a prisão  dos bandidos  que  roubaram, o INSS e  o BNDES, onde está a  viúva de CHE GUEVARA, o  FIDEL CASTRO, OS POLITICOS  QUE RECEBEM  DO INSS, DAS  PESSOAS  QUE  NÃO PRECISAM, eles  continuaram a receber, mas,  você  amigo, não.

As  despesas  do Seguro desemprego  também  deverão ser reduzidas, segundo  o ministro.Ele, vai  sair  do cargo e  deixará  um resultado primário  entre 2% a 2,5%, na proporção  do Produto Interno  do PIB. É  a pior  taxa  de todos os tempos, perdendo apenas  para a VENEZUELA.

Ao INSS, outro  incerteza, é referente  ao FATOR PREVIDÊNCIÁRIO, o  que  chamo  de cancer, ele  relata que  não ha  discussão. Para  este  ano, o ministro disse  que  se pode esperar um primário positivo.

Motivos  ele  mostra, a crise  internacional, aponta  o  juros da dívida que  encontra-se  em um patamar elevado, mas tem outro caminho, o perdão da  divida de outros  Países que  o Brasil fez, ai sim  acaba  pressionando  a  politica  fiscal.

CONFUSÃO:

Mantega  falou que  há muita  confusão e mal entendidos em relação a politica  fiscal  no Brasil. e  prometeu desfazer  um pouco da  confusão. "  Minha  avaliação  terá um viés mais  otimista porque  eu  sou responsável  por essa politica há 12  anos, disse".

O Ministro  volta  atacar  a  crise internacional como o problema para  o desempenho da  economia  ao  afirmar que  o Governo reduziu  impostos  para  investimentos e  consumo de bens duráveis. Mas, antes de  2008, de acordo  com ele, a  situação fiscal era confortável e  seguia  o bom desemprenho da economia. Isso significava, de acordo  com ministro, maior arrecadação.

Foi nesse  período, de acordo  com ele, que  ocorreu  o forte processo de  formalização do mercado de trabalho  brasileiro. " Nós aperfeiçoamos os  processos  de  controle da arrecadação. O resultado  primário de  2000 a 2008, foi  maior  com uma taxa expressiva de primário, maior que  na  grande  maioria  dos  países" disse.

SUCESSOR:

O ministro  disse que  o principal  desafio  será  o de fazer a transição de um período de crise  enfrentando com políticas anticíclicas  para  um novo  ciclo de expansão economica. ele evitou  comentar  os nomes que estão sendo contados  para FAZENDA. " A minha  fonte  é  a presidente  DILMA e  ela  não anunciou nenhum  nome  até  agora", disse mantega  ao  ser provocado  pelos  jornalistas.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog