Nossos Leitores Obrigado Por Ler

NICOLAS MADURO MATA OS VENEZUELANOS E DEPOIS MENTE, QUEM GOVERNA O GOVERNO?

O governador do estado de Miranda e um dos líderes da oposição venezuelana, Henrique Capriles Radonski, foram convidados, em sua coluna semanal no domingo, a "que tentam esconder? E quem governa o governo?, porque vendo um líder desses grupos dizem que o país está sob controle, dá muito o que pensar. Os venezuelanos espero que este fato para investigar de forma séria, responsável e transparente."

"O que, como você faz?", que foi a resposta cínica que Nicolás deram uma senhora, que se aproximou dele para gritar com ele, nos últimos dias, a justiça e peça a ele para desmontar a violência que, durante anos, ceifou a vida de mais de 200.000 pessoas. Uma realidade impossível esconder as cercas e propaganda.

Morrendo todas as dezenas de dia de venezuelanos e o governo, imerso em seu mundo de mentiras e fabricações, tem a impertinência de certifique-se de que a percepção da segurança melhorou nossa Venezuela, quando tivemos que nunca antes em nosso país a história teve tantos casos de violência, anarquia e muitos paramilitares e criminal grupos agindo como agora. Que coisas! Não tivemos tantos generais.

Quantas vezes temos notado como perigoso que este governo centralista do braço e proteger os grupos anárquicos e criminais, que operam com impunidade e semeiam o medo. O que aconteceu esta semana no centro de Caracas com membros de um desses grupos, mostra que a violência é alimentada pelo próprio governo. Depois que eles armados, agora não consigo encontrar como pará-los. Muitos se perguntam o que está por trás de tudo isso.

O que eles tentam esconder? E quem governa o governo?, porque vendo um líder desses grupos dizem que o país está sob controle, dá muito o que pensar. Os venezuelanos espero que este fato para investigar de forma séria, responsável e transparente.

Nós também ter alertado a linguagem do conectado infinitamente, quão perigosa é a impunidade, a designação de procuradores e juízes provisórios, estrutura de polícia que não corresponde à realidade, ou com necessidades, louvando e constantemente promover violência, vingança e o confronto, bem como a mensagem errada de que as leis não têm importância.

Há as chamados zonas de paz criados inconstitucionalmente pelo governo, que tornou-se áreas de impunidade e ilegalidade. Como é que estas áreas não é possível inserir qualquer agência de segurança? Esta é uma decisão irregular, como muitas dessas decisões, que, longe de ser parte da solução, aprofundar o problema. Nicolás disseram que ele será o segurança do Presidente, o que aconteceu com isso?, história pura, ou mas pedir o nosso povo se ele se sente seguro.

A primeira cabeça da vida dos cidadãos em qualquer país normal, é o governo e as instituições. Onde está o Nicolás? Onde está o Ministro? Onde está o Ministério público? O defensor do povo? Onde estão os juízes do TSJ, quando eles matam um venezuelano? Para que tal indolência? Por que tanto silêncio, com muitos casos de violência em diferentes cantos do nosso país?

O silêncio é o que resta de um governo que tornou-se envolvida com violência, e as pessoas afectadas são os venezuelanos. Agora, eles podem apelar para o silêncio, perseguindo jornalistas e proprietários de meios de comunicação, mas lembre-se que isto não esconde o que está acontecendo nas ruas de nosso país.

Este som não 3.691 crimes que ocorreram nos primeiros 9 meses do ano, apenas em Caracas. Não quieto 103 policiais assassinatos, até agora, em 2014, também em Caracas o maior. Não cubra o horror que a família do prefeito, vivia dentro de sua própria casa. Não esconde o medo que sente o nosso povo, quando ele faz as longas filas para comprar alimentos e medicamentos, bem como não mudo o mandado que fez a ONU, o governo a libertar todos os presos políticos e Leopoldo López.

Vamos dizer ao nosso povo que nós não temos que se acostumar com a morte. Os venezuelanos sendo mortos nas mãos do crime não podem ser apenas em números. Nós queremos justiça e aqueles que são responsáveis pela administração da justiça, tem que fazer o trabalho deles. Os venezuelanos querem e têm o direito de um país em que as obras justiça para todos e não é um privilégio.

Além disso, onde não existe justiça, pode ser mais violência, porque muitos apelam à vingança e que não é o que nós queremos o povo venezuelano. A violência é não apenas com mais violência, mas com um sistema Judicial que funcione como ela tem que trabalhar e deixar de ser um braço político do partido oficial.

O país já apresentamos a você nossa segurança plano, que inclui quatro áreas de acção: prevenção, fortalecimento das forças policiais, que terá o controle do crime, respeito pela autonomia do sistema de Justiça e um sistema prisional que educar e treinar aqueles privados de liberdade para sua reintegração na sociedade.

Temos que impedir que a anarquia e do terrorismo continuam assumindo nossas ruas e que fez assim colocaria em risco as vidas dos outros venezuelanos. Nossa Venezuela merece mais do que a deficiência que agora governa e trai os nossos jovens, que eram apenas crianças quando começou a revolução equivocada. Lembre-se que as principais vítimas e autores são rapazes que não passam dos 20 anos. Este governo não fez e não fará qualquer coisa para removê-los da direção errada. Ele negou-lhes oportunidades. Por que todos nós nos unir, para trazer mudanças.

Os venezuelanos merecem uma vida melhor, em que podemos viver e dormir tranquilo. Aqueles que querem um país melhor, não descansarei até mudança amo tanto e esse sonho.

Bem disse o poeta alemão Bertolt Brecht "não aceita do que usual como uma coisa natural. Porque em tempos de desordem, confusão organizada, humanidade desumanizada, nada deve aparecer natural. Nada deve parecer impossível de mudar". Nós estaremos juntos se podemos construir paz e justiça do país que queremos que Deus abençoe nossa Venezuela!

MARIA CORINA FALA: SOBRE A DEGRADAÇÃO DA FAMILIA, O AUMENTO DA VIOLÊNCIA E A MORTE DO ROBERT SERRA

Maria  Corina  Machado, afastada  do  seu  gabinete da Assembléia Nacional, por  não  concordar  com a  corrupção  no  Poder e denunciar  a  violação dos  direitos  humanos, aponta  os  erros cometidos  pelo REGIME  MADURENSE , a  qual acabou com a família, que  é  o tecido  social,  trouxe  mais  pobreza e  com ela mais violência, usando  as pessoas  para  irem  contra  as  pessoas, esse  é  o sistema que  está  por  trás do governo o que  es  chamam de socialismo, porém não aceitam a  base de  convivência,  fica  uma pergunta,  você  RENATO, que  faz  acompanhamento  dos acontecimentos  na VENEZUELA,  acha  normal   a  degradação moral  do País?  Foi, o  que,  acabei de  dizer  no  portal LAPATILLA.COM, e  agora  tenho a  oportunidade  de  dizer  no SITE da GAZETA  CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL.


GAZETA  CENTRAL;  O assunto  no momento  é a  morte  do Deputado Robert  Serra, aliás,  é  o assunto  do momento  das  rede sociais,  inclusive  uma  foto  que está  sendo  divulgada, a qual NICiOLAS  MADURO  mandou  bloquear  o  sinal  do site ARGENTINO, qual  a  sua opinião  sobre  esses  acontecimentos?


MCM: Este crime abominável, bem como as centenas que estão ocorrendo em toda Venezuela, marcado pela crueldade sem precedentes, devem ser avaliadas no contexto da declaração do regime de controle total e a submissão da sociedade.

Existem três estado político que este regime foi implementado eficientemente: violência, pobreza e degradação moral. Portanto, insisto: que ninguém se engane, esse regime tem sido eficiente no avanço do seu objectivo fundamental, que é para sufocar a sociedade e roubar nossa liberdade.

É uma política de estado que persegue a desarticulação da família, do tecido social, das redes de solidariedade, que são a base da coexistência para a violência? O objetivo é aterrorizar e paralisar a sociedade.

A pobreza é uma política de estado, porque nos torna dependentes, mendigos em um regime de Previdência, que quer que tivemos vida de enfileiramento de mensagens, grato.

A terceira política de estado é a degradação moral, manifestada na corrupção do governo monumental e gangues e máfias estão lutando recursos do estado que penetraram todas as instituições do país.

Ciente de que a nossa força é moral, o regime visa também corromper a sociedade, então sim, dobrá-lo. Isso explica a criação do quadro de controles arbitrários projetado para forçar o cidadão tornar-se cúmplice da corrupção para sobreviver: Obtenha o documento de identidade, autorização para vender a mercadoria, ou o medicamento para a criança doente.

Por esta razão, este crime é uma consequência destas políticas de estado.

GAZETA  CENTRAL : A senhora  esta querendo  nos  mostrar que a morte do  Serra não  é  um caso  isolado ?

MCM: Quantas  família na Venezuela que, de uma maneira ou de outra, não foi penetrado pela violência. Os números são assustadores e insegurança já é um problema de saúde pública.

A segurança e a investigação corpos lá são experiência e competência para esclarecer o crime, quando há uma vontade para o fazer. 

Por que eles não o fizeram em casos anteriores? Porque não receberam a ordem para fazê-lo, ou porque eles receberam a ordem oposta. 

Polícia venezuelana tenho muito claro que integrar e operar onde as bandas em cada uma das suas jurisdições. Estima-se que hay18 mil policiais   criminosos no país, dos quais 12.000 são dedicados ao crime violento e 6.000 bandas dedicado ao que é chamado de crimes de astúcia: fraudes, roubos, entre outros.

Venezuela é um dos três países com maior taxa de homicídios no hemisfério e um dos dez países com maior taxa de seqüestro no mundo. 

De acordo com dois relatórios da ONU, a Venezuela é um dos 20 países com menos controle sobre drogas e menos capacidade para evitar drogas ilícitas entram e saem de nosso território.

Em termos de homicídios, os especialistas calculam que mais de 30% são o produto do crime organizado: assassinato, vendendo drogas, controle territorial.

Isto demonstra como crime foi estruturado em nosso país. Face a isto, temos um serviço civil que, longe de melhorar, debilitou as forças de segurança e o sistema de administração da justiça. Com mais de 95%, na Venezuela, o melhor negócio de impunidade é crime.

GAZETA  CENTRAL :  Mas o governo tem culpou o Presidente Uribe, o Presidente Obama e o direito venezuelano deste crime.

MCM: É não só pouco original, mas, neste caso, irresponsável e até criminoso, porque tem conseqüências na vida humana.

Primeiro, a demanda venezuelana para conhecer a verdade; o país não vai aceitar que este caso será outro falso caranguejo. As famílias das vítimas e familiares têm sido muito firmes em exigindo respostas e justiça, não só no caso de Serra e seu parceiro, mas também em assassinatos de Quinta Crespo; e eles não vão aceitar que eles culpam um homem inocente.

Em segundo lugar, o regime tem de pedir desculpa a todos os inocentes que trataram envolvem infundadas nestes crimes. Eles devem pedir desculpas e retrair publicamente cada palavras emitidas, contra os venezuelanos honrosa como adjunto Carlos Berrizbeitia.

Finalmente, todos sabemos que grupos armados foram promovidos, equipados e financiados pelo regime, como parte da política de estado para o controle social através da violência. 

Agora, isto foi as mãos e eles são os membros desses grupos que alegam que eles foram traídos por um regime que usou para reprimir os cidadãos, hoje remove-los sem respeito pela lei e os direitos humanos.

Estes são casos complexos que devem ser investigados de forma objectiva e profissional para o bem de todos.

Nestes primeiros dias de outubro, horror e manchada de sangue deixa-em uma dura lição: ninguém será salvo na Venezuela até que este regime não pára de poder.

A CORRUPÇÃO DA PETROBRAS, VAI ALÉM DA FRONTEIRAS, TEM GOLPE DE BILHÕES DE DÓLARES PDVSA, ROSNEFT E PETROQUIMICA E AINDA TEM A CORAGEM DE FALAR EM GOLPE DE ESTADO PELA OPOSIÇÃO

A  crise  começou  na PETROBRAS, logo  depois que  NICOLAS MADURO,  se  apodereou  do poder  na VENEZUELA, numa  eleição fraudulenta  contra  o seu  adversário  CAPRILLES,  rastreando, numa investigação  começamos  a  fazer as  devidas  conexões  entre  as EMPRESAS  PDVSA, PETROBRAS,  até  que  começou a   aparecer as fraudes  na  VENEZUELA,  depois  na PETROQUIMICA  e em seguida as  devidas  revelações  na  compra  da EMPRESA  AMERICANA ROSNEFT( PAS.). Até  a  prisão  de  PAULO ROBERTO  COSTA, daí deu  no que  deu  escanda-los  mais  absurdos  do que  outro,  é crime  mesmo  lavagem de  dinheiro, bens  doados  dos  acusados, e agora  a  senhora  DILMA , vem  dar  uma  de  vítima? E  falar que  é golpe  de estados?  o Mesmo  que NICOLAS MADURO  esta  falando na  VENEZUELA.


Hoje  a  situação do Petróleo naquele  País,  é  uma  situação drástica e  perigosa  para  os demais  mercados  internacionais, o preço  do petróleo  do barril na caiu e  muito. Estamos acompanhando a  crise em toda  AMÉRICA LATINA.


Quem  deu  golpe  de estado, não  foi a  oposição e sim  os  próprios diretores da  PETROBRAS,  com  aval da DILMA,  e  do FORO DE SÃO PAULO, juntamente  com  acordo  firmado  entre NICOLAS   ADURO E  FIDEL  CASTRO.



O Presidente do Brasil e candidata à reeleição no segundo turno, Dilma Rousseff, foi considerada uma "tentativa de golpe de estado" o uso político por seu rival, Aécio Neves, das alegações de corrupção envolvendo a petrobrás e o governo partido dos trabalhadores (PT).



Democrata Aécio Neves (PSDB) e Dilma enfrentando   uma segunda rodada de votação em 26 de outubro. Pesquisas recentes dão Neves triunfo 46% - 44%, embora seja um empate técnico devido a margem de erro de dois pontos percentuais.

No meio da campanha eleitoral, a mídia brasileira relatado em parte de últimos dias do testemunho do ex-diretor da Petrobras entre 2004-2012, Paulo Roberto Costa, preso em casa para integrar uma rede de lavagem de dinheiro.

Costa denunciou a existência de um esquema de corrupção na empresa estatal e disse que acima de 3% do valor dos contratos foi destinado ao partido dos trabalhadores (PT, esquerda) e seus aliados, dinheiro que seria usado na campanha eleitoral de 2010.

"É UM ATAQUE CONTRA A MAIOR EMPRESA BRASILEIRA NAS BARBAS DO GOVERNO, A MENOS QUE O GOVERNO REAGE"

Para Neves, essas declarações envolvem a forma de decisão necessária, e ele descreveu como um "ataque o maior brasileiro no barbas da sociedade-governo," a menos que o governo reage.

Dilma Rousseff, por sua parte, disse que seus rivais do PSDB, que já governaram o país com Cardoso de 1995 a 2002, estão usando o tema eleitoral.

"ELES NUNCA INVESTIGOU, NUNCA SANCIONADO (...)" AGORA, NA VÉSPERA DA ELEIÇÃO, ELES QUEREM DAR UM GOLPE"

"Eles (PSDB) foram investigados nunca, nunca sancionados, nunca tentou pôr fim a este crime horrível, que é o crime de corrupção. Agora, na véspera da eleição, quero um golpe de estado. Eles estão tendo um sucesso e com isso, não concordamos, "disse Dilma durante um evento de campanha sexta-feira no Rio Grande do Sul.

"EU SOU O PRIMEIRO A DEFENDER UM RIGOROSO, PROFUNDO, TUDO O QUE VOCÊ DISSE QUE ESSES INDIVÍDUOS DE PESQUISA"

"Considero errado divulgar (testemunhos), parcialmente, em um período eleitoral." Eu sou o primeiro a defender um rigoroso, profundo, pesquisa tudo o que você disse que esses indivíduos, "disse o presidente atual.

Costa fez um acordo com a justiça para reduzir sua pena em troca de dar informações detalhadas sobre o caso. Ainda assim, nenhuma das suas queixas tem sido comprovada.

Dentre os cúmplices da Costa, Alberto Yousseff, que também está preso, corretagem envolvidos para o tesoureiro do PT, Joa Vaccari Neto, de receber subornos que foram pagos à parte. O PT negou formalmente todas as acusações.

Há dois anos, altos membros do PT foram condenados entre 2003 e 2005 braço paralelo as contas para comprar o apoio político dos legisladores de oposição, popularmente conhecido como o Mensalão.

NICOLAS MADURO NÃO CONHECE MESMO LIMITE, TIROU DO A R O PORTAL ARGENTINO

Buenos Aires, 11 de outubro de 2014
A nação


O governo da Venezuela sexta-feira acesso bloqueado o portal de notícias argentino Infobae.com, por "graves violações das leis venezuelanas" supostamente incorridos por postar imagens do corpo do delegado Robert Serra Chavez, morto em sua residência, em 1 de outubro.


"Seguindo as instruções, por causa de graves violações das leis venezuelanas, Conatel ordenou o bloqueio do portal http://ln.is/infobae.com/," informou o Presidente da Comissão Nacional de telecomunicações (Conatel), William Castillo, na sua conta do Twitter de estado. "A publicação de imagens degradantes de pessoas falecidas constituem violações da dignidade e a privacidade familiar".


O portal publicou imagens de Serra, cujo crime está sendo investigado, indicaram o cadáver do parlamentar em uma maca no necrotério, nu e com vários ferimentos no corpo, que são deixados a evidência da violência com a qual executou a matança.

Fotos foram originalmente divulgadas através de uma conta na rede social Twitter, que foi eliminada a poucas horas de imagens publicadas e replicado pelo portal do argentino.

"Infobae tenha cometido falta grave que ofender a dignidade da família de Robert Serra, enquanto notícias mediatos nada," disse Castillo. "Eu me pergunto se o Infobae publicou uma foto semelhante de um cidadão argentino. Seu desprezo pelos #Venezuela transmite em sua cobertura".

Em fevereiro passado, o governo venezuelano também ordenou a saída de ar do canal de notícias NTN24 colombiano que podia ser visto na Venezuela, no seu sítio Internet.

Serra foi morto junto com uma mulher identificada como María Herrera, designado como seu parceiro, em sua residência, localizado a oeste de Caracas, um fato que as autoridades têm descrito como um assassinato por encomenda e planejado até o último detalhe.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse quarta-feira passada que em breve iria revelar detalhes da morte de chavista o adjunto.

O Presidente também acusou o colombiano presidente Álvaro Uribe e 'criminosos' protegidos pelo governo dos Estados Unidos de masterminding "" da morte de Serra e Herrera.

27 anos de serra, eleito como um adjunto para o partido socialista se juntou a Venezuela em dezembro de 2010 por Caracas o circuito 2, foi um dos mais chavism de defensores de ignições e um dos seus mais carismáticos líderes de juventude.

A CORTE INTERAMERICANA CONDENA A VENEZUELA PELO ASSASSINATO DOS IRMÃOS KELLYNHA, EM 500 MIL EUROS DE INDENIZAÇÃO PARA A FAMILIA

San José, 11 Out (EFE).-
ESPECIAL A  GAZETA CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL
PUBLIQUE


A Corte Interamericana de direitos humanos (Corte Interamericana) condenou o estado venezuelano pela execução extrajudicial dos irmãos Igmar Alexander e Eduardo José Landaeta Mejias em 1996, informou o tribunal.

O acórdão do Tribunal de Justiça salienta que a Venezuela é responsável para a privação arbitrária da vida da irmãos kellynha, 18 anos e Eduardo, 17, por oficiais do corpo de segurança e ordem pública do estado de Aragua (Chop).

No caso de kellynha pelo uso desproporcional de força e Eduardo José para ser executado enquanto ele estava sob custódia de agentes do estado, que resultou em outras situações relacionadas com violações.

O tribunal também culpado do estado por violação de garantias judiciais e proteção legal, bem como os direitos à integridade pessoal dos familiares dos irmãos Landaeta devido a falta de diligência em investigações e procedimentos penais, a violação do tempo razoável e sofrimento e angústia derivado dos fatos.

Os juízes descritas que, quando os acontecimentos na Venezuela teve lugar havia um grave problema de abuso da polícia em vários Estados do país, incluindo o de Aragua.

O tribunal, que tem sua sede na Costa Rica, ordenou o estado para investigar e determinar os fatos, estabelecer responsabilidades e compensar as famílias das vítimas com cerca de 500.000 euros material e danos imateriais.

Venezuela também deve convocar um acto público de reconhecimento de sua responsabilidade para este caso, publicar a parte decisiva da sentença e dar aconselhamento gratuito para parentes da Landaeta de irmãos que precisam.

Em setembro de 2013 estado venezuelano efetivada a sua saída da Convenção Americana sobre direitos humanos, a Corte Interamericana, rege-se pela decisão do então presidente Hugo Chávez, que acusou o sistema de ser manipulado pelos Estados Unidos.

Em 2014 o Tribunal realizou audições para casos finalmente arquivado antes da data de sua aposentadoria, dos quais alguns são pendente de julgamento contra a Venezuela.

PERNALONGA E SEUS AMIGOS EM PORTUGUÊS - LOONEY TUNES - MOMENTO DA CRIANÇA

Mercedes-Benz | Ônibus | Pensando no Coletivo. Pensando no futuro.

Citroën. Todo mundo respeita – Pombo

ALERTA : NICOLAS MADURO, FIDEL CASTRO NÃO QUEREM AÉCIO NEVES PRESIDENTE DO BRASIL, ESTA MARCADA UMA REUNIÃO DO FORO SÃO PAULO EM HAVANA 14 DE OUTUBRO PARA DAR TOTAL APOIO A DILMA

Nicolas  Maduro, presidente da  Venezuela, Fidel Castro  de Cuba  e Evo  Morares, estão preocupados com a possível  vitória  de  AÉCIO NEVES,  em email enviado a   centralgazeta@ig.com.br, a Historiadora  relata a  tal preocupação.

centralgazeta@ig.com.br

“Se perdermos o processo de mudanças sociais que existe no Brasil, perderemos muito em toda a América Latina”, decretou Valeria Silva, nesta sexta-feira (10), em La Paz, Bolívia. 


A historiadora, cientista política e representante da Generación Evo, “fenômeno” que tem agrupado de forma massiva a juventude engajada na transformação pelo qual passa a nação andina, avalia que “a volta do neoliberalismo significa o fim da soberania do povo brasileiro”.

Conforme defende a jovem – Valéria tem 24 anos e concorre, nas eleições gerais de 2014, a uma vaga como deputada suplente pelo Movimiento al Socialismo (MAS) –, o Brasil é referência no continente pela sua incidência internacional.
 

“O que acontece no país reflete em todos os vizinhos”, argumenta. “Hoje não temos presença ou ingerência estrangeira no Brasil, na Bolívia, na Venezuela, no Equador. Se o Brasil voltar a flertar com o imperialismo, o que fatalmente acontecerá caso a direita triunfe, tenham certeza de que tentarão derrubar a todos”.

Yeanet Villegas Oblitas, comunicadora da Confederação Sindical Única dos Trabalhadores Camponeses da Bolívia (CSUTCB) e apresentadora do canal Bolívia TV, faz análise similar. 

Para ela, a interrupção do projeto popular brasileiro é um golpe à integração latino-americana. “Se não tivermos o Brasil ao nosso lado, perderemos em todos os sentidos. 

Boa parte da integração do continente, política, econômica e cultural, passa pela importância do Brasil, principalmente pelas transformações promovidas por Lula e, depois, por Dilma Rousseff”, aponta. A volta do neoliberalismo seria trágica para todo o continente”.

Evo, Lula e o gás

Valeria Silva recorda o episódio envolvendo o governo de Evo Morales e a Petrobras para exemplificar a importância da solidariedade entre os governos e povos de ambos os países. 

“O neoliberalismo fez contratos péssimos, que praticamente entregavam nosso gás aos compradores. O que o próprio Evo explicou para o povo boliviano foi que vendíamos o gás com determinados componentes que saíam praticamente de graça. 


Então, pediu a Lula para renegociarem e que o país vizinho pagasse um preço justo, levando em conta todos os componentes que estavam adquirindo. Lula, que consideramos um irmão de nossa gente, concordou e disse a revisão era justa, de fato. 

Na mesma linha política veio o governo Dilma, que manteve o acordo. No caso de uma guinada neoliberal, dificilmente os contratos serão renegociados.

“Somos internacionalistas”, declara a jovem boliviana. “Para nós, a revolução só é possível com articulação regional e o Brasil é imprescindível para os processos de mudança na Bolívia e em todos os países que desejam um mundo não unipolar, nem

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog