ALERTA: PROGRAMA MAIS MÉDICO DO GOVERNO TEM PESSOAS QUE NÃO SÃO DIPLOMADOS OU COM DIPLOMAS FALSOS, DADOS PELO GOVERNO DE FIDEL E RAUL CASTRO PIOR AINDA AGENTE TREINADOS PELA AS FARC

A GAZETA  CENTRAL, vem denunciando  o programa mais médico, que simplesmente  trouxeram  cubanos para  cá, sem  serem formados, devido as denuncias que  este  jornalismo  ja  publicou em suas edições  sobre as receitas que  eles  passavam, e ainda  com a confirmação de que  eles  eram guerrilheiros  das as farc.


A Policia Federal, fazendo as  suas  investigações descobriu  que  os  Diplomas de Médicina Cubanos são  fraudes  e  falsos, a qual  esse  governo trouxe  no MAIS MÉDICOS, que  hoje  estão em todas as  cidades  do Brasil, em todos  os Estados  da Federação, e  ainda  são pagos  com  o dinheiro do SUS.

Esses  médicos  numca  cursaram o curso e  jamais cursaria, a descoberta  se  deu  quando  foi pedido  um  Diploma de Medicina de um médico Cubano, a qual  um pasciente desconfiou,  ao fotografar esse  diploma  ele puxou, tanto  em Cuba  como  no Brasil, não  há  validade nenhuma.Ele  apenas, ficou  sabendo  que  FIDEL CASTRO  dava  um certo certificado  pela suas participações na Guarrilha das  As farc.

A  Policia Federal  deflagrou a  operação  contra um esquema de fraude  na emissão  de diploma falsos de  medicina, que  eram revalidados  para o exercicio da profissão, no Brasil e a participação do programa Mais Médicos.

De acordo  com a Policia Federal, as Investigações tiveram o inicio depois que  aUNiversidade Federal do Mato Grosso, entrou em contato  com  a Universidade  bolivarianas ( UNIVERSIDADY NACIONAL ECOLÓGICA, UNIVERSIDADY  TECNICO PRIVADA COSMOS E UNIVERSIDADE MAYOR DE SAN  SIMON), que  confirmam que  entre  os inscritos, 41, numca foram alunos ou  não  concluiram a graduação, mas, esse  numero podem aumentar, segundo  confirmou o reitor de uma das Universidades  para  o JORNAL GAZETA CENTRAL.

Na  analise de  documentos, a  Policia  Federal constatou, que desses  41, 29  foram representados por advogados e despachantes,que  fizeram inscrição dos  supostos  médicos, no Programa Revalida, os  acusados  serão intimados a prestar esclarecimentos e poderão  serem responsabilizados por  crimes  de uso de documento  falso e falsidade ideológica.

Na  realidade, devriam ser  todos deportados  do Brasil, para  Cuba, muitas  vitimas foram diagnosticados  popr  eles.

O  procedimento  que  normalmente  é  feito  pelo Ministério da  Saúde, é de  seguinte  forma: elerepassa a lista para  a Policia Federal, para que  ela faça  algum tipo de  checagem, não  só da documentação  como também dos antecedentes pessoais,que  procuram se escrever.    

DIA 28/08 FRIO... NO MASP SP.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog