Nossos Leitores Obrigado Por Ler

DEPOIS DA REPERCUSSÃO NA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DO SENADO NO BRASIL REALIZADO PELA DOUTORA PROCURADORA BEATRIZ, O MINISTRO DO INTERIOR DA VENEZUELA GUSTAVO GONZALES, INFORMOU POR E MAIL QUE ESTÁ DESMANTELANDO UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NA VENEZUELA OS PARAMILITARES COMEÇOU HOJE 15/05/2015 EM CARACAS

O ministro do Interior da Venezuela, Gustavo Gonzalez informou o desmantelamento de uma gangue criminosa "paramilitar" que operam em uma área popular de Caracas, formada por indivíduos que alegadamente apresenta como trabalhadores e sindicalistas.


Depois da  Publicação  da matéria  da  Procurado  do Distrito Federal na Comissão  dos  Direitos  Humanos e  das publicações  que  a  GAZETACENTRAL IRBING INTERNACIONAL  vem denunciando  hoje  o  Ministro  do Interior da  Venezuela  por  e mail,  informou  que desamartelou a  gangue de  paramilitares


"No dia 8 de maio passado foi dissolvida por uma banda paramilitar que se transformou em uma gangue criminosa (...), operando no município de Sucre, Miranda do Estado (leste de Caracas)", disse o ministro numa conferência de imprensa com a mídia nacional.

De acordo com Gonzalez, esta banda seria chamado Gamma e nove membros, todos a partir da fronteira com a Colômbia Tachira, foram capturados após trabalho de inteligência que foi realizado durante 90 dias.

"Este grupo criminoso paramilitar usou os cartões de dupla identidade (Colômbia e Venezuela) fachadas usados ​​como trabalhadores e membros de alguns sindicatos operam atividades criminosas, tais como sequestro, extorsão, roubo, contratou assassinos, tráfico de drogas, armas" disse o ministro.

O funcionário disse não estar associado apenas com o paramilitarismo ", botas de borracha uniformizados e armas contraplacado anda abaixo de uma montanha", porque estas organizações têm vindo a mudar e agora eles querem ser confundidos com "criminosos comuns".

Ele disse que a investigação continua como as autoridades estão agora, depois de "financiadores" desses grupos paramilitares que não são "crimes comuns".

O ministro não deu detalhes sobre os eventos que se mudaram nos últimos dias para a criminalidade do país, incluindo a que matou três supostos criminosos e prenderam centenas de pessoas em uma área popular de Aragua Estado central ou assassinato dois jovens ontem à noite em Caracas.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog