Nossos Leitores Obrigado Por Ler

ROTA INTERNACIONAL DAS DROGAS <<>> CARACAS A GUARULHOS <<>> VICE PRESIDENTE DA REPÚBLICA DA VENEZUELA ENVOLVIDO COM TRÁFICO DE DROGAS<<>> MULAS PRESAS NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS <<>> NUMERO DE VENEZUELANOS ULTRAPASSAM 10 PESSOAS





RENATO SANTOS  21/03/2017   A situação da VENEZUELA, deixa nós brasileiros preocupados, agora ainda mais sabendo que existe um cartel de traficantes da máfia que esta no poder no País vizinho.



Há tempos deste a entrada de NICOLAS MADURO no Brasil, a GAZETA CENTRAL ( BLOG), vem denunciando os traficantes que estão no poder, tanto que até  os estados Unidos, já denunciou os sobrinhos do atual presidente, DIOSDADO CABELLO e agora  o vice presidente da República Bolivariana, o que está sendo passado por desapercebido que agora estão usando as mulas venezuelanas para o tráfico Internacional com a rota por GUARULHOS.

VIVE PRESIDENTE DA VENEZUELA E O TRAFICO :

 Os Estados Unidos anunciaram a adoção de uma série de sanções financeiras contra o vice-presidente da Venezuela, Tareck El Aissami, acusado pelo país de ser traficante de drogas internacional.  As informações são da Radio France Internationale.

Segundo um comunicado divulgado pelo Tesouro Nacional americano, “as sanções são o resultado de vários anos de investigação que visam importantes traficantes de drogas nos EUA”. 

De acordo com o texto, as medidas também demonstram que a influência e o poder não protegem aqueles que se envolvem em atividades ilegais”.

De acordo com o Tesouro americano, El Aissami “facilitou a distribuição de drogas na Venezuela, controlando  os portos ea decolagem de aviões de uma base aérea do país.” 

O vice-presidente também recebeu propina para facilitar a entrega de carregamento de drogas do cartel liderado pelo venezuelano Walid Makled Garcia, afirmam os membros do órgão americano.

El Aissami também está vinculado ao envio de drogas ao cartel de Los Zetas, um dos mais perigosos do México. O vice-presidente, 42 anos, chavista convicto, é um dos dirigentes mais influentes do Partido Socialista Unificado da Venezuela, que está no poder desde 1999. Ele foi nomeado à vice-presidência do país em janeiro.

Até agora, El Aissami era visto como o provável sucessor do presidente Nicolás Maduro. 

Ele foi governador do estado de Aragua, considerado como um dos mais violentos do país, e acusado de ter facilitado a entrega de passaportes venezuelanos a supostos terroristas.

Cartéis

Tareck El Assami também foi ministro da Justiça durante quatro anos, a partir de 2008, durante a presidência de Hugo Chávez. Na época, ficou conhecido pela luta contra os cartéis venezuelanos.

Além dele, outro venezuelano está envolvido no caso: o empresário Lopez Bello, acusado de lavar o dinheiro do tráfico de El Aissami. 

Treze empresas de Bello, baseadas nos EUA, Reino Unido e Panamá, foram incluídas numa lista negra. Ele também é alvo das sanções e foi proibido de realizar transações comerciais nos EUA, além de ter suas contas congeladas. 

As sanções contra o vice-presidente prometem complicar ainda mais as relações entre Washington e Caracas.

O número de pessoas venezuelanas presas no aeroporto internacional de Guarulhos, ainda poderá aumentar, esse ano, já que outra rota Internacional está sendo vigiada pelas autoridades dos Estados Unidos, como FBI, CIA e a DEA, cabe a Policia Federal ficar bem em alerta, pois o meio mais fácil para chegar em outros voos internacionais são as chamadas voos de conexão, entre CARACAS, BOLÍVIA E GUARULHOS, mas devem estar atendo também nos AEROPORTOS INTERNACIONAIS DO RIO DE JANEIRO E CURITIBA.

Não são qualquer passageiros  suspeitam de chavistas, isso é pessoas que tenham acesso livre ao desembargar do Aeroporto Internacional Bolivar, por conta das restrições dos passaportes internacionais que o governo NICOLAS MADURO está controlando, ou pessoas que são obrigadas a levar as drogas pela chamadas " autoridades da GUARDA NACIONAL BOLIVARIANA" .

A droga estava embalada em papel carbono, para enganar o equipamento de raio-x e distribuída em duas malas. Ao todo, 52 Kg de cocaína pura. 

Uma das maiores apreensões individuais da história do Aeroporto de Guarulhos. 

O dono das bagagens, um venezuelano, tentava embarcar com a droga para o Líbano. 

Outros três passageiros foram apreendidos no mesmo aeroporto, durante o fim de semana.

Tem que investigar que são esses passageiros cidadãos venezuelanos. 

A GAZETA CENTRAL está acompanhando o caso e chama atenção para o que está ocorrendo, não é simples coincidência, já que esta provado que o vice presidente da VENEZUELA está envolvido, e que os sobrinhos da esposa de NICOLAS MADURO estão presos nos estados Unidos.

PORTAL R7

Em 2016, a Polícia Federal do Aeroporto de Guarulhos prendeu 292 pessoas de 47 países diferentes com entorpecentes. Em 91,7% dos casos a droga apreendida era cocaína, mas tiveram ainda prisões com ecstasy, metanfetamina, haxixe, skunk e maconha.
No relatório apresentado pela PF, os brasileiros estão na dianteira da lista de presos com 70 pessoas, seguido bem de perto pelos nigerianos, com 65 prisões, além de 21 sulafricanos, 16 venezuelanos e 15 angolanos. No top 10 ainda tem bolivianos, colombianos, espanhóis, holandeses e russos.
“O Brasil faz fronteira com países que são produtores — no caso, Peru, Bolívia e Colômbia — e acaba servindo de corredor de exportação para esta droga”, explica o chefe da delegacia do aeroporto de Guarulhos, Marcelo Ivo de Carvalho. 
Ele explica ainda como o País é usado para despistar o polícia. “Os aeroportos da Colômbia, Peru e Bolívia acabam sendo muito visados, então eles usam Guarulhos como um meio de dispersar a atenção da fiscalização.”
Carvalho fala ainda da importância do País para o tráfico internacional. “Aqui é um dos aeroportos que mais apreendem drogas no mundo por conta dessa posição estratégica”. 
E aponta uma curiosidade sobre o consumo de cocaína entre os brasileiros: “A proximidade com países produtores de cocaína faz do Brasil o segundo maior mercado consumidor de cocaína do mundo.” Os Estados Unidos lideram esse ranking. 
A predominância da cocaína é uma das principais características das prisões do maior aeroporto da América Latina. 
Foram 1.786 kg da droga capturados em 2016. Além disso, todos os nigerianos, sulafricanos, venezuelanos, angolanos, bolivianos, colombianos, espanhóis, holandeses e russos foram presos com cocaína. 
Os tipos de entorpecentes encontrados com os brasileiros, no entanto, são variados. Todas as pessoas apreendidas com metanfetamina, ecstasy,  maconha e skunk são do País.
Os nigerianos lideram a lista de estrangeiros presos por tráfico de drogas e também a de pedidos de refúgio no aeroporto de Guarulhos. Em 2015 foram 124 pessoas, ano passado 130. É também o país com maior número de refugiados presos por tráfico de drogas: 39 em 2015 e 44 em 2016. 
Nos últimos dois anos, foram mais de 425 kg. “Podem ter sido pessoas que foram solicitantes em outros anos, não necessariamente no ano do pedido de refúgio, mas nós já pegamos gente que 30 dias depois de solicitarem o refúgio foram presas por tráfico de drogas”, explica Carvalho.
Uma outra característica das apreensões é a criatividade dos traficantes. “A forma de camuflagem é bem curiosa. A gente vê a droga camuflada em equipamentos eletrônicos, quadros, forros de malas, alimentos”, explica o delegado Rodrigo Weber de Jesus. 
Na lista aparecem locais inusitados como “no interior de lixas para pés”, “no interior de latas de feijoada”, “em latas de carne processada” ou “em envelopes de ‘descolorante’ de cabelos”, mas os locais mais comuns são em fundos falsos de malas ou presas ao corpo.

Em janeiro de 2017, A Polícia Federal prendeu quatro estrangeiros tentando embarcar para o exterior com cerca de 17 quilos de drogas no Aeroporto Internacional de Cumbica, em em Guarulhos, na Grande São Paulo. As operações ocorreram em ações distintas durante vistoria entre passageiros de sexta-feira (20) a domingo (22).

PORTAL G1
Na sexta, um venezuelano de 23 anos foi preso com 4 volumes enrolados em lençóis, quase 1 Kg de cocaína. Ele iria levar a droga para Viena, na Áustria.

Já no sábado (21), um americano de 72 anos foi preso no setor de imigração, durante inspeções, quando levava 4 kg de cocaína em dois volumes. A droga foi descoberta após suspeitas levantadas quando uma maleta que ele portava passou pelo raio-x. Os policiais fizeram um pequeno furo na lateral da maleta e localizaram a droga escondida
O americano embarcaria para o Kuwait, come escala em Dubai nos Emirados Árabes.

No domingo (22), houve mais duas prisões. Uma paraguaia, 18 anos, que iria embarcar em voo com destino a Muscat, Omã, portava 3 Kg de drogas em fundos falsos da mala.
E, também no domingo, servidores da Receita Federal realizaram inspeção nas bagagens de um de 19 anos, que havia vindo de Fortaleza e teve seu embarque negado para Joanesburgo na África do Sul. 

Em suas malas foram encontrados 140 frascos de perfume. Nas embalagens havia pó branco e a perícia confirmou que se tratava de cocaína.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog