Nossos Leitores Obrigado Por Ler

Lula Não Cala a Boca Mesmo O Acusado há vários depoimentos mencionou que o local violavam a Lei Penal Instituo Lula Está Fechado Por Ordem Judicial







RENATO SANTOS 09/05/2017  Finalmente, mas vamos ter calma, o Instituto Lula que não serve pra nada a não ser atender os interesses de seu dono  por enquanto está fechado por ordem Judicial.



O juiz substituto Ricardo Augusto Leite Soares, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou cautelarmente a suspensão das atividades do instituto que leva o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão é da última sexta-feira.

De acordo com o juiz, há indícios de que as instalações do Instituto Lula possam ter sido usadas para a prática de crimes. Leite se baseou em declarações do próprio ex-presidente, que já relatou o uso do local para reuniões dos mais diversos temas, embora nunca tenha revelado qualquer crime em nenhum desses encontros.

Em depoimento ao mesmo juiz, Lula afirmou, por exemplo, ter conversado várias vezes no instituto com o ex-senador Delcídio do Amaral. Segundo Delcídio, as reuniões trataram de temas como a tentativa de impedir a delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Lula nega.

Delcídio e Lula são acusados no processo que investiga a suposta tentativa de obstrução de justiça nesse episódio. O juiz do caso é Soares. Para ele, diante dos fatos revelados, "a prudência e a cautela recomendam a suspensão das atividades" do instituto.

Um juiz brasileiro chamado Ricardo Augusto Soares Leite, da 10.ª Vara Federal de Brasília, ordenou a suspensão das atividades do Instituto Lula, organização sem fins lucrativos mantida pelo ex-presidente do país Luiz Inácio Lula da Silva.
A decisão, tomada no último dia 5, foi publicada hoje.
No despacho, o juiz brasileiro justifica sua decisão afirmando que há indícios de que delitos podem ter sido iniciados ou instigados na sede do instituto, localizada em São Paulo.
"O próprio acusado [Lula da Silva] mencionou que no local se discutia vários assuntos, e há vários depoimentos que imputam pelo menos a instigação de desvios de comportamentos que violam a lei penal, a prudência e a cautela recomendam a paralisação de suas atividades", escreveu o magistrado.
"Há indícios abundantes de que [o Instituto Lula] se tratava de local com grande influência no cenário político do país, e que possíveis tratativas ali entabuladas fizeram eclodir várias linhas investigativas", completou.
A decisão foi divulgada um dia antes do ex-presidente brasileiro prestar o primeiro depoimento como réu em um processo da Operação Lava Jato, que apura crimes cometidos na Petrobras e em outras empresas públicas do país.
Na quarta-feira, Lula da Silva prestará depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato em primeira instância, na cidade de Curitiba.
Neste julgamento, o ex-chefe de estado brasileiro é acusado de ter recebido um apartamento de luxo na cidade do Guarujá, litoral de São Paulo, da empreiteira OAS como pagamento e suborno em troca de influência em contratos desta empresa com a Petrobras.
Lula da Silva nega as acusações e diz que não é o proprietário do imóvel, que ainda está no nome da construtora brasileira OAS.


Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog