Araçariguama Bairro Vila Nova Vítima Douglas Abreu Santos encontrado morto a pedradas Trabalhou na Frente de Trabalho da Prefeitura









RENATO  SANTOS  05/08/2018  ARAÇARIGUAMA  BAIRRO  VILA NOVA, onde  residia  a menina  dos patins  cor de rosa, mais  um crime  ocorrido.





A Polícia Civil de Araçariguama prendeu o homem acusado de ser o responsável pela morte de um rapaz ocorrido por meio cruel, a pedradas, no centro da cidade no domingo, 27 de maio de 2018. 

A prisão foi feita na quinta-feira, 31, em São Paulo pela Polícia Militar.

O acusado, Fabiano dos Santos, tem 30 anos e foi abordado pelos PMs. Durante a conversa, muito nervoso, ele acabou confessando que havia matado um homem em Araçariguama.

Os policiais ligaram para a Polícia Civil de Araçariguama que confirmou e investigadores foram até a capital para prendê-lo.

Os policiais civis informaram que já estavam seguindo os passos do acusado. Que já haviam o identificado, pois, foi visto ao lado de outra pessoa, andando junto com a vítima momentos antes na noite do crime.

Segundo os investigadores, eles estavam todos juntos na hora do ocorrido.

Os policiais já estavam fazendo diligências para encontrá-lo.

Após a prisão, ele foi levado para a carceragem da Unidade de Transferência de São Roque.

Em depoimento, ele confessou novamente o crime à polícia e foi encaminhado para a cadeia da cidade.

Ainda conforme a Polícia Civil, o suspeito e a vítima frequentavam o mesmo bar em Araçariguama. A investigação acredita que o crime tenha ocorrido após uma discussão entre os dois.

Na rua onde houve o crime, eles teriam entrado em uma discussão e o acusado então, atingiu a vítima na cabeça com uma pedra.

Foram vários golpes, informou a polícia.

O corpo foi encontrado na rua quando amanheceu o dia. A polícia foi chamada e em seguida foram acionados peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil de Sorocaba.

O corpo estava no bairro Vila Nova.

A vítima é Douglas Abreu Santos, 26 anos.

Douglas não estava com os documentos e não há informações de como ele foi reconhecido. 

Ainda de acordo com a polícia, os familiares disseram que o rapaz não tinha o costume de sair de casa sem a carteira.

O caso foi registrado na delegacia como homicídio.

O rapaz já trabalhou na Frente de Trabalho da Prefeitura da cidade.

O suspeito preso deve passar por uma audiência de custódia.

A polícia também acredita que ele tenha agido com a ajuda de um ou dois comparsas.

Os policiais prosseguem a investigação e estão atrás dos do possíveis envolvidos.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog