Nossos Leitores Obrigado Por Ler

" EU JÁ ESTAVA NO GOVERNO!" FOI IMORAL A ESCOLHA DE MOREIRA FRANCO <<>> NADA DE ILEGAL NISSO <<>> ELE DIFERENTE DE LULA NÃO É REU APENAS CITADO ! ESSA É A DIFERENÇA




RENATO SANTOS  04/02/2017   O Nosso  País esta mesmo sendo governado por CLEPTOCRATAS e traidores da NAÇÃO , e pior mostra ainda mais que o PMDB, foi o PAI do PT e dos demais partidos políticos e avo nos nanicos. Não se pode confiar num governo que é protetor .



Fala isso por que precisamos ser coerentes  e termos uma visão mais ampla da política a grande meretriz, que engana e destrói uma NAÇÃO por interesses próprios, será que tudo vale a pena, claro que não, havia nomes mais consagrados para ficar no lugar de MOREIRA FRANCO, caso depois, ficasse provado que ele não tinha nada com o " peixe", aí seria outra história.

Não ficou bem visto a escolha de uma pessoa só para protege-las dando statos de Ministro, e ninguém se manifestou nas redes sociais , que incrível.


É prerrogativa do presidente da República criar e extinguir ministérios, e nomear ministro quem bem quiser, desde que habilitado.

Lula foi promovido a ministro porque corria o risco de ser preso pelo juiz Sérgio Moro. Ele já era investigado formalmente pela Polícia Federal e, 12 dias antes, havia sido levado coercitivamente para depor.
Vazaram áudios que deixaram claro que a nomeação tinha como objetivo protegê-lo da primeira instância da Justiça de (Moro, no caso), garantindo-lhe o privilégio de só prestar conta ao Supremo Tribunal Federal (STF).
Em um dos áudios, na véspera da posse, Dilma informou a Lula que um emissário lhe entregaria cópia do ato da nomeação que ele deveria assinar e que já fora assinado por ela. Por quê?
Porque de posse do ato, se o japonês da Polícia Federal batesse à sua porta nas próximas horas, Lula poderia escapar de ser preso alegando que já era ministro.
O japonês não apareceu. Lula tomou posse no dia seguinte. Mas ela acabou anulada pelo ministro Gilmar Mendes, do STF.
Moreira Franco está no governo desde que Temer substituiu Dilma para que ela respondesse fora do cargo ao processo de impeachment. Continuou no governo depois que Temer sucedeu a Dilma em definitivo.
Sabe-se que Moreira é citado em delação ainda não divulgada. Mas por ora é só. Delação não é processo, é meio de prova. Pode dar ensejo ou não a uma denúncia. Somente se a denúncia for aceita é que ele se tornará réu.
Lula já foi denunciado cinco vezes. E é réu em cinco processos que estão nas mãos de Moro. A única coisa que se pode dizer é que Moreira ganhou o direito a foro especial que Lula tentou ganhar, mas que perdeu.
É fato que processo no STF demora mais a andar do que processo sob o comando de Moro. Em compensação, não é de Moro a última palavra. Cabe recursos. No STF, não cabe. A última palavra é dele.
De volta ao mundo da política: posso achar que Temer fez de Moreira ministro para protegê-lo de Moro. Mas só posso achar. Nada de ilegal há nisso. Quanto à moral... O conceito de moral na política é outro.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog