Nossos Leitores Obrigado Por Ler

VENEZUELA MINHA QUERIDA VENEZUELA JÁ ESTA EM ESTADO DE EXCEÇÃO <<>> BRASIL CORRE O RISCO DE TER MICHEL TEMER REELEITO POR ELEIÇÃO INDIRETA <<>> BRASIL ESTA A UM PASSO DE TER UM ESTADO DE EXCEÇÃO EM BREVE






RENATO SANTOS  31/03/2017  Brasil está a dois passo de um estado de exceção, igual da VENEZUELA, não pela " força" mas pela democracia, se ficar comprovado o que estou escrevendo então tá na hora de pensar em sair do País.



Minha pobre VENEZUELA, está no ESTADO DE EXCEÇÃO e ninguém poderá fazer nada, mas o Brasil também entrará no mesmo sistema, e não falta tempo, ao contrário do povo brasileiro, os venezuelanos estão lutando são verdadeiros guerreiros, nós da GAZETA CENTRAL ( BLOG), vinhamos avisando cai a VENEZUELA cai o BRASIL.

O mesmo " golpe" que está dando na VENEZUELA através da suprema corte do País, TSJ é o mesmo que esta sendo encaminhado no Brasil, e pelo o maior partido comunista PMDB, que vai destruir os demais e ninguém está percebendo, tanto que segundo fontes, já existe um plano de que o TSE vai ser usado para isso, vão livrar as costas de TEMER, que já esta sendo visto como o homem das sombras, com sua astúcias acadêmicas jurídicas e suas peçonhentas frases de discursos de um ditador.

Não esqueçam quem criou as cobras que hoje temos foi o PMDB, PT, PSDB, PSOL,REDE, e os demais, com a desculpa das DIRETAS JÁ, a maior armadilha de um País.

Outros meios já estão em andamentos, como o fim do foro privilegiados, controle nos tribunais de justiça, tanto na primeira como na segunda instância, o controle da previdência social, a liberação das contas inativas do FGTS, o controle do desempregos, quando chegar a taxas que eles determinaram, provavelmente 54 milhões de pessoas , controle das emissoras de tv através dos sinais digitais, da internet , e outras mídias , não se enganem, os tempos difíceis estão chegando e por ultimo o controle  dos alimentos. 


O Ministério Publico Eleitoral Brasileiro, (MPE) pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do presidente Michel Temer (PMDB) e a inelegibilidade da presidente cassada Dilma Rousseff (PT), segundo fontes que acompanham as investigações. A manifestação da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), mantida sob sigilo, foi encaminhada na noite desta terça-feira (28) ao TSE.

O julgamento da ação que apura se a chapa Dilma-Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014 foi marcado para começar na manhã da próxima terça-feira (4). 

O TSE dedicará quatro sessões da semana que duas extraordinárias e duas ordinárias-- para se debruçar sobre o caso, que poderá levar à cassação de Temer e à convocação de eleições indiretas.

Se os ministros do TSE seguirem o entendimento da PGE --ou seja, cassarem Temer, mas o deixarem elegível--, ele poderia concorrer numa eleição indireta.

O parecer foi assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, que atua na Corte Eleitoral por delegação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Dino é um dos pré-candidatos à sucessão de Janot, que tem mandato previsto para acabar em setembro.

Para assumir o posto, no entanto, ele precisará ser escolhido pela categoria em lista tríplice e depois indicado por Temer para a vaga Dino já sofre resistências no Congresso à sua indicação por ser irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), opositor do núcleo do PMDB no Estado.

Sendo que no ano passado o Ministério Público recomendou que fosse rejeitado o pedido de defesa de TEMER, para separar sua responsabilidade em relação à da ex-presidente Dilma Rousseff no processo. Na época, Dino afirmou que "o abuso de poder aproveita a chapa em sua totalidade, beneficiando a um só tempo o titular e o vice", acontece que quando foi feito o fatiamento do IMPEACHEMENT DA EX PRESIDENTE DILMA, já pontava o golpe fatal, no Brasil.

E assim foi caminhando o Brasil, o aprofundamento da política e também da moral, e a cada dia  a CLEPTOCRACIA, que é um sistema que pode criar a figura de um ditador igual da VENEZUELA, essa imagem " negra", já consumiu a possibilidade de fazer qualquer eleição no Brasil.

A ação que investiga última disputa presidencial foi proposta em 2014 pelo PSDB, partido derrotado nas urnas pela chapa encabeçada pelo PT. Nas alegações finais entregues ao TSE nos últimos dias, o PSDB isentou o presidente Michel Temer de responsabilidade.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog