Nossos Leitores Obrigado Por Ler

Não sejam um Povo Covarde Não Confiem em Políticos <<>> A Venezuela Acordou Confiaram em Hugo Chaves e Agora Lutam Por sua Independência






RENATO SANTOS  06/07/2017  O que  vale  mais apena em poder lutar  pela verdade  ou  viver  numa ilusão de um socialismo  falido  e escravo,  assim  como na VENEZUELA, o  BRASIL  foi enganado por décadas.



No  caso  do  Brasil  que  teve a  sua Independência contra  Portugal já faz  tempo,  isso é  mais de 300  anos e  a VENEZUELA  que  ainda  luta por  isso  depois de 260  anos. 

O  destino  das  duas  Nações,  está nas  mãos   de  seus cidadãos ,e  a História  esta  mostrando que  um povo covarde torna-se  escravo pelo resto  de suas  vidas, mas, o  povo lutador  tem  sua  vitória.

Não se  pode  confiar  em políticos  eles  não representam a Democracia  e  sim a  grupos de bandidos, é  só  verificar  o que está  acontecendo  com o  Brasil, a  maior  prova  disso  foi  o povo venezuelano que  confiaram no seu maior  traidor,m HUGO  CHAVES, não  é  diferente  do Brasil que confiaram no FHC, LULA,DILMA,MICHEL TEMER, e  escravizaram  o povo até  hoje.    

José Luis González recorda a sua 5 de julho, há alguns anos atrás. Ele sorri. E essas viagens para a praia ou churrasco em casa para umas férias não são possíveis. Não é válido. O país precisa de outras ações de seus habitantes. Ele e sua família assim assumido. Juntos, eles foram vistos andando de 2,8 quilômetros na quarta-feira. Agitando suas bandeiras tricolores, marchando, fazendo parte da saga de uma nova independência na Venezuela.
206 anos atrás, foi alcançado. Agora, no dia 96 da luta de rua ativa, o objetivo é similar. Isso é chamado de Carlos Santa Fe, coordenador regional da Unidade Democrática Roundtable (MUD). "Hoje nos lembramos que em 1811 travou uma façanha similar que nos toca agora."
José Luis concorda. Enquanto se prepara para iniciar a marcha do norte de Valencia Avenida Bolívar ao Plaza Bolivar, ele disse que é a oportunidade certa para recordar o que mais de dois séculos e se perdeu com o atual governo.
Muito próximo a ele e sua família era Marlon Díaz. Um líder de faculdade nova que ouviu e concordou. Eu estava com um grupo de estudantes que aqueceram a gritar o cheio de vitalidade e ritmo contagiante com slogans tradicionais suas vozes. "A prioridade para todos deve ser que a ordem constitucional seja restaurada e defender a nossa democracia." Foi curta. Ele correu com seus companheiros de equipe para assumir o comando de mobilização. "A liderança corrupta que está em Miraflores, você sabe que essa rebelião não pode, em nossas veias corre o sangue de libertadores", eles cantaram acompanhados por um quatro.
Enquanto eu caminhava, Antonieta Khoury não tem que fazer um monte de memória para expressar que este é um dia muito importante. "Em 1811 declarou a independência da Venezuela e hoje temos sequestrado a nossa liberdade, que são muito escassos, a fome, eles estão matando nossos jovens. Além disso, temos sequestrado nossa liberdade de escolher quem governa os destinos deste país ". Eles são motivo para ir na rua sem medo de repressão.
Alegria e entusiasmo vivido na mobilização de julho deste ano 5 em Carabobo. Enquanto o grande grupo caminhou para o norte, outro fez o mesmo no sul. Eles emergiram da Praça de Santa Rosa. Assim, os líderes políticos e da sociedade civil foram acompanhados por Pío Lara, o famoso contador de histórias que também colocar ritmo da atividade. "Essa pilha cresce companheiro com trabalhadores e estudantes, com as pessoas no meu bairro e ninguém me perder", ele foi ouvido para chegar à Plaza Bolívar.
Todos se juntaram na Praça Bolívar, em Valência. O monumento do Libertador. Isso foi novos slogans: "Em 16 de julho, a hora zero é activada". Todos aplaudiram: líderes políticos, estudantes, sociedade civil, e aqueles que se identificam como resistência. Às 1:00 todos começaram a retirar o site. O objetivo do dia foi cumprida. Mas a luta pela independência continua.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog