A que ponto a família brasileira esta chegando a própria mãe oferecia sua filha de 13 anos para o padastro em Tocantinópolis








RENATO SANTOS  02/07/2018    A  que  ponto a família  brasileira  chegou, a pedofilia  dentro de casa  e justamente  uma pessoa  que  se diz  mãe, para segurança dela  diante das  outras  presidiárias  as  suas imagens  não  foram divulgadas, ela  oferecia  para  o padastro sua filha de 13 anos.



Vamos  todos  combater a maldita pedofilia e  se houver  candidatos  a qualquer  cargo  politico  nesse país  que defenda que  pedófilo não  crime e  sim doença  tem que ser  exterminado  da  vida  pública.

Uma mãe foi presa pela Polícia Civil em Tocantinópolis, norte do Tocantins, suspeita de permitir que o companheiro abusasse sexualmente da própria filha, uma menina de 13 anos. 

O caso começou ser investigado em maio, após denúncia de que o homem tinha uma arma ilegal e teria estuprado a menina. A mãe, de 33 anos, teria inclusive construído um quarto destinado aos abusos.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ainda em maio foi realizada uma busca na casa do casal. 

A arma foi encontrada e os dois foram levados para a delegacia, onde confessaram que os abusos estariam ocorrendo há mais de um ano. Segundo a investigação, o casal vive em união estável há nove anos.

O homem, que tem 33 anos, afirmou que não havia estuprando a enteada, mas estava apenas “namorando” com a menina desde quando ela tinha 12 anos.

Ainda conforme a SSP, a mãe da vítima contou que tinha total conhecimento do relacionamento da filha e do companheiro. Teria dito ainda que torcia para que eles se casassem e tivessem filhos.

Durante o depoimento, de acordo com a polícia, a mulher afirmou que tinha feito um quarto na casa dela para o companheiro e filha poderem namorar de forma mais tranquila.

Porém, as investigações apontaram que a vítima não consentia com os abusos. Além disso, qualquer tipo de ato sexual com menores de 14 anos é considerado estupro de vulnerável, segundo a legislação brasileira.

As informações foram divulgadas pela polícia apenas neste domingo (1°), mas o suspeito está preso desde o dia 28 por posse de arma de fogo e estupro de vulnerável.

A mãe da menina foi presa na última quinta-feira (28) em cumprimento a um mandado de prisão devido ter se omitido diante dos abusos sofridos pela filha.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog