Conheçam os quem defendem a Bíblia <<>> " Ninguém nos obriga a ser presbiterianos. <<>> Mas se queremos sê-lo sejamos Honradamente <<>> O Brasil precisa de uma Igreja que defenda a Fé e a Família






RENATO SANTOS  12/07/2018  Uma  reportagem especial primeira parte,  sobre a  Igreja Presbiteriana do Brasil, entre  elas  a Conservadora, para que todos  a  conheçam  quem defende tanto  a  democracia  como  a  Bíblia.  



Muitas  pessoas  não conhecem a fundamentação  da Igreja Presbiteriana,  não estou  aqui  escrevendo a  religião nada  disso, mas,  pelo  menos  defendendo a  verdadeira  fé baseada  nas  Santas  Escrituras. 

Isso  não quer  dizer  que  somos  perfeitos  e melhores  de todos  nada disso, porém  um verdadeiro  presbiteriano  ele pode até  sair  para outras  religiões  mas algo  chama  ele  de volta .

Principalmente  quando  a criança  tem  sua  criação deste  o seu batismo  que difere  bastante da  igreja  católica, apesar  de sermos  também católicos  não romano  mas reformadores.

O  Presbiteriano  Conservador  que está no meio  de tantas  ramificações  defendem  a Bíblia  como  única  regra de Fé  e Prática, essa  igreja  foi  criada  em 1940, saindo  da falsa doutrina  de que  não existe  o inferno, ele existe  é bem claro.

No  meio  de tantas  heresias  e falsas  religiões  fica uma  pergunta  "  O que  estão fazendo com a  Igreja ".  Essa  Igreja  é  o corpo de  CRISTO  e nós  somos  os membros, e  não placas  denominacionais. 

“Ninguém nos obriga a ser presbiterianos. Mas, se queremos sê-lo, sejamo-lo honradamente.” Rev. Boanerges Ribeiro.

Como  são  os Presbiterianos Conservadores : A “Identidade Presbiteriana” é bastante citada no contexto presbiteriano, mas é quase um jargão não muito bem definido. Por conta desta indefinição foi que resolvi escrever algumas linhas sobre o assunto, algo sintético mesmo.

Alisto abaixo o que é distintivo em nosso sistema e, na sequência, a explicação de cada um dos pontos:

1. Governo: Representativo
2. Ofícios: Presbíteros (docentes e regentes) e Diáconos
3. Regra de Fé e Prática: Bíblia
4. Teologia: Reformada, aliancista
5. Subscrição: Confissão de Fé, Catecismos Maior e Breve de Westminster
6. Culto: Princípio Regulador do Culto (só o que é prescrito na Bíblia é permitido)
7. Dons espetaculares: Cessacionista
8. Ceia: Presença Espiritual de Cristo
9. Batismo: Aspersionista e Pedobatista

Como  é  formado  o seu Governo :

As três principais formas de governo de igreja são:


1. Episcopal - Um governa todos. A decisão final sobre os assuntos  da igreja, tanto doutrinários como administrativos, vem do bispo, pastor, presidente ou missionário. É a forma que encontramos na Igreja Episcopal e na maioria das igrejas pentecostais e neopentecostais.

2. Congregacional – Todos governam todos. O processo de decisão passa pela assembleia, a reunião de todos os membros da igreja. É a forma
encontrada na Igreja Congregacional e na maioria das igrejas batistas.

3. Representativa – Alguns governam todos. As decisões são tomadas por um conselho de Presbíteros eleitos pelos membros da igreja.

É o sistema de governo das igrejas reformadas e presbiterianas. A IPB segue o governo representativo. Presbíteros são eleitos com mandatos de 5 anos para tomar as decisões da Igreja. Há assuntos que eles não podem decidir como, por exemplo, as eleições de oficiais e decisões quanto ao patrimônio da igreja. Estes temas são decididos pela própria assembleia.

A base bíblica deste sistema vem do governo dos anciãos no Antigo Testamento (Dt 22.15), passando pela sinagoga (Lc 7.3-5) e culminando no Novo Testamento (At 14.23). No Concílio de Jerusalém, o problema doutrinário não foi resolvido por um homem, nem pelo grupo de 5 mil crentes, mas por representantes das igrejas (At 15.2,4,6).

Assim, nas igrejas presbiterianas, não é "o pastor que manda". Pastores presbiterianos que agem assim estão indo contra a nossa forma  de governo. 

O Conselho, formado por todos os Presbíteros, é que deve tomar as decisões da Igreja e, diante do Senhor, embaixo de oração, pastorear bem o rebanho de Deus.

- WITHEROW, Thomas. A Igreja Apostólica: Que Significa Isto? Recife:
Editora Os Puritanos.
- BANNERMAN, James. A Igreja de Cristo: Um Tratado sobre a Natureza,
Poderes, Ordenanças, Disciplina e Governo da Igreja Cristã. Recife: Editora Os Puritanos


Jesus Cristo é o Rei da Igreja e a governa por meio de oficiais. Nas Igrejas Presbiterianas os oficiais são os Presbíteros e os Diáconos.

Há denominações no mundo que defendem a existência de 3 ofícios permanentes: Pastores (ou Bispos), Presbíteros e Diáconos. Porém, quando estudamos os textos no detalhe percebemos que o Novo Testamento usa os termos Bispo, Presbítero e Pastor com o mesmo significado. Veja, por exemplo, Atos 20 quando Paulo chama os mesmos
homens de Presbíteros e Bispos, dando a eles encargos de Pastor.


Em Atos 15, quando uma séria questão doutrinária teve de ser resolvida, não foram Apóstolos, Bispos e Presbíteros que deliberaram, mas Apóstolos e Presbíteros.

Os Diáconos são os homens levantados por Deus para servir. A arrecadação de ofertas para fins piedosos, o cuidado dos pobres, doentes e inválidos e a manutenção e fiscalização dos trabalhos na Casa de Deus são atribuições deles.


O Presbítero, tanto o Docente cuja ênfase está no ensino, quanto o Regente cuja ênfase está no governo, são essenciais para a Igreja. Note
que até os Apóstolos, possuidores de dons extraordinários e alvos da inspiração divina, não tomaram decisão alguma no Concílio de Jerusalém
sem a participação dos Presbíteros.


Hoje, muito do presbiterianismo nacional ainda está em pé por causa dos Presbíteros Regentes, pois são menos vulneráveis aos ventos de doutrina que assolam a Igreja.


- O ofício de presbítero - Geerhardus Vos - https://goo.gl/HW8qHr
- Dois ofícios e duas ordens de presbíteros - George W Knight, III
- https://goo.gl/CEhNQg
- Os membros da Assembleia de Westminster e seus escritos
(inglês): https://goo.gl/uuAALN
- O Princípio Regulador do Culto – Brian Schwertley
- http://www.monergismo.com/…/principio-regulador-culto_brian…
- Por que sou um cessacionista? - Thomas Schreiner -https://goo.gl/1kWqmY
- Você, provavelmente, também é um cessacionista! - Phillip Johnson -
https://goo.gl/evHKQB
- O que o cessacionismo não é - Nathan Busenitz - https://goo.gl/gtDB7P
- WITHEROW, Thomas. A Igreja Apostólica: Que Significa Isto? Recife:
Editora Os
Puritanos.
- BANNERMAN, James. A Igreja de Cristo: Um Tratado sobre a Natureza,
Poderes, Ordenanças, Disciplina e Governo da Igreja Cristã. Recife: Editora Os
Puritanos.

Gazeta Central Google

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Espaço Publicitário

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog