Nossos Leitores Obrigado Por Ler

EDSON FACHIN <<>> EX PROFESSOR DE DIREITO CIVIL NA UFPR <<>> INDICADO PELA EX PRESIDENTE DILMA PARA SER MINISTRO DO STF <<>> TEVE APOIO DO SENADOR ALVARO DIAS <<>> ADVOGOU PARA MST <<>> FOI CONSULTADO PELO EX PRESIDENTE DO SENADO RENAN CALHEIROS DO PMDB <>> É O ATUAL RELATOR DA LAVA JATO <<>> A PERGUNTA É ELE VAI DERRUBAR O SIGILO DAS DELAÇÕES DA ODEBRECHT <<>> A HISTÓRIA VAI MOSTRAR






RENATO SANTOS 02/02/2017  O que podemos esperar do novo relator da LAVA JATO, num momento que o Brasil mergulha de vez para as " trevas" da CLEPTOCRACIA.



Será que novo relator será imparcial em suas decisões, não podemos esquecer que ele foi indicado pela ex presidente DILMA.

O professor da Universidade Federal do Paraná Luiz Edson Fachin foi indicado pela presidente Dilma Rousseff como novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Se teve o seu  nome aprovado no Senado, ele assumiu a vaga que foi deixada pelo ex-presidente da corte Joaquim Barbosa, aposentado no ano passado.

Fachin já advogou para movimentos sociais, como o MST, e tem apoio do PT. Recentemente, também recebeu o apoio do ex-senador do  PSDB do Paraná Alvaro Dias. 

"O jurista paranaense, competente e suprapartidário, se indicado, valorizará a Suprema Corte do País. 

Tem nosso integral apoio e a certeza de que sua presença no Supremo honrará a magistratura brasileira", disse o parlamentar em nota.

Dilma consultou o ex presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre o nome de Fachin. 

O peemedebista, que demonstrava resistência, na época diminuiu a rejeição e afirmou que trabalhará pela aprovação do nome do jurista no Senado. 

Na Casa, a indicação da presidente passa por uma sabatina e precisará ser aprovada pelo plenário, em votação secreta.

O advogado Edson Fachin é professor de Direito Civil na UFPR, além de sócio fundador do escritório Fachin advogados. 

Em 2010, ele chegou a ser cotado pelo ex-presidente para ocupar a vaga de Eros Grau no Supremo.


O ministro Edson Fachin foi escolhido para ser o novo relator dos processos da Operação Lava Jato no STF. O sorteio foi realizado nesta quinta-feira a pedido da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia.

Fachin foi transferido ontem para a segunda turma e já teve a sorte de ser sorteado para a relatoria mais importante no STF.

Agora que o STF decidiu pela relatoria da Lava-Jato, caminho está livre para Michel Temer indicar um novo ministro para a corte.

O processo que foi sorteado para redistribuição e caiu com Fachin é um dos inquéritos do senador Fernando Collor na Lava Jato.

Fachin vai receber mais 40 inquéritos, 3 ações penais e ainda ditar o ritmo dos pedidos de investigação da PGR sobre delação da Odebrecht.



No ofício em que havia oficializado o pedido para troca de turma no STF, Edson Fachin argumentou que era uma homenagem a Teori Zavascki.

A maior expectativa quanto a Fachin como relator da Operação Lava-Jato é se ele vai derrubar o sigilo das delações da Odebrecht.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog